Image Slider

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Review: The Flash 3x22 - "Infantino Street"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Infantino Street", exibido no dia 16/05/17.

the flash snart 3x22

Depois de muitos episódios dedicados a mudar o futuro, chegamos ao fatídico dia que Iris estava predestinada a morrer. Barry passou meses tentando impedir e, para falar a verdade, não conseguiu mudar quase nada. A maior diferença foi encontrar Tracy antes mesmo de ela inventar a tecnologia para prender Savitar, e Tracy até fez a parte dela, adiantando em muito tempo a pesquisa dela, mas infelizmente para completar eles precisam de uma quantidade absurda de tecnologia.

Como vimos por alguns segundos no episódio passado, existe uma pedra – ou algo assim – capaz de gerar essa energia, mas está guardada no ARGUS, junto com aquele cara metade tubarão (King Shark). Cisco descobre logo sobre a existência dessa pedra e arranja uma reunião com a Lyla para conseguirem, por mais que Lyla seja mais ou menos amiga deles, ela não confia no Barry. Não só porque Barry apagou sua filha da existência (eu totalmente iria querer vingança se ele fizesse isso comigo), mas porque voltou no passado e mudou tudo, provando que ele não é uma pessoa muito responsável. E isso porque a Lyla nem sabe que Savitar é o próprio Barry, né.

Lyla diz pro Barry que sente muito, mas não vai entregar a pedra para ele, e então só resta uma opção: roubá-la. Barry acha que seria super fácil, mas só por idiotice mesmo, porque é claro que roubar o ARGUS não é fácil. Para começar, nenhum dos poderes metahumans funcionam dentro do prédio, sem falar que tem um milhão de camadas de segurança. Ou seja, bem difícil o Team Flash conseguir entrar lá. A não ser que eles tenham ajuda.

Barry acaba indo atrás do melhor ladrão que ele conhece: Snart. O Captain Cold pode já ter morrido em Legends of Tomorrow, mas Barry volta no tempo, encontra Snart em uma das missões de LoT e pede por ajuda. Snart, que passou de vilão para herói na outra série, concorda em ajudar.

Eles até conseguem invadir o ARGUS com facilidade, com Barry usa aquela “máscara” que o HR trouxe para se disfarçar de Lyla e, depois de poucos desafios, eles conseguem encontrar onde a tal pedra está. O único problema era que eles não sabiam que o King Shark estaria ali e não se prepararam.

king shark 3x22


Já é a terceira vez que nós encontramos esse tubarão, e nunca deixa de me irritar. Pra quê? Simplesmente odeio que sou obrigada a ver com meus próprios olhos isso. Mas pelo menos parece que eles ficaram melhores em CGI, ou pelo menos não mostraram o tubarão tantas vezes assim. Eu ainda prefiro que essa seja a última vez que ele apareça. Por favor.

Barry e Snart acabam entrando em um dilema moral, Barry quer simplesmente matar o King Shark, e Snart logo percebe que Barry pediu ajuda a ele porque sabia que ele não teria muitos problemas com morte. Mas é só apontar isso para Barry, que ele percebe como está disposto a fazer qualquer coisa para salvar a Iris, mesmo cruzar uma linha. Snart acaba surgindo com uma solução mais pacífica, usando o frio para abaixar a temperatura da sala e fazer com que o tubarão adormecesse. Funciona, e eles conseguem entrar e pegar a pedra, só que esqueceram alguma coisa de segurança, porque soa um alarme.

Barry até escapa a tempo, mas Snart fica para trás e Barry precisa decidir entre arriscar ficar e salvar o Snart, ou fugir com a pedra e salvar Iris. É claro que ele acaba ajudando Snart, com sua parte “heroica” falando mais alto, e os agentes da ARGUS chegam logo em seguida, cercando-os.

Para sua sorte, Lyla vê que Barry salvou Snart e percebe o heroísmo nele, resolvendo deixá-lo usar a pedra. Lyla sendo fofa, porque eu não deixaria, não, muito menos depois de ele ter tentado roubar.

Por mais que tenha sido divertido ver Snart de novo e eu gosto da dinâmica entre os dois, confesso que não entendi muito bem o propósito de gastar tanto tempo do episódio com isso. Imagino que talvez no episódio que vem ele precise decidir algo sobre quem ele é, por isso nesse episódio tanto a Lyla quanto o Snart ficaram mencionando várias vezes sobre como ele precisa fazer a coisa certa e não deixar a ruindade do Savitar afetar o modo dele mesmo de agir.


the flash infantino street


Mas e Iris? Como sempre, The Flash coloca mais foco em Barry e no que ele está fazendo, do que realmente na Iris e como ela está lidando com sua morte estar tão perto. Tudo bem, temos algumas cenas, mas acho que considerando o tema, deveria ter sido a parte principal do episódio.

Vemos Iris falando com o Joe, um momento fofinho entre os dois em que eles trocam segredos, coisas pequenas que nunca tinham falado um para o outro, como a vez que a Iris trocou de quarto com o Barry aos 16 anos porque queria fugir de casa. Queria ter visto pelo menos um momento dela com o irmão, mas nós mal vemos Wally nesse episódio.

Ela também grava um vídeo para o Barry, meio que “caso algo aconteça”, no vídeo ela só diz os votos dela de casamento, dizendo que aceita ele como marido. Foi bem emotivo, para falar a verdade. Principalmente por causa do timing: Savitar consegue encontrar Iris (que tinha ido se esconder na Terra-2) bem facilmente, e a leva bem para a praça que ela morre, concretizando a cena que Barry viu no futuro.

Mas sem problemas, né, afinal o Barry conseguiu a pedra com a Lyla e vai ficar tudo bem, né? NÃO. Barry está com tudo pronto, atira no Savitar e... Nada. Aparentemente, ele veio se preparando e agora está imune a ela. Como assim?! Tudo isso pra quê? Para ele matar a Iris de qualquer forma?

Ao que tudo indica, sim. Savitar mata Iris bem na frente de todo mundo, não poupando nossos corações. Olha, eu ainda tenho uma pitada de esperança que eles façam algo no episódio que vem para reviver a Iris, revelar que de alguma forma aquela não era ela, não sei, mas se ela estiver morta mesmo, vou me revoltar. QUAL É O PROPÓSITO?? Já vimos o Barry perder a mãe e o pai, não tem necessidade de matar a noiva. Sem falar o quão machista é essa história de matar mulheres (principalmente sendo Iris uma mulher negra!) só para aprofundar a enredo do protagonista masculino.

Eu, pessoalmente, nem vou assistir a próxima temporada se a Iris não estiver nela. Não tenho interesse em ver personagens sendo mortos para fazer o Barry sofrer. Existem maneiras melhores de contar uma história.

O Melhor:
+ Iris e Joe
+ Vídeo da Iris foi emocionante
+ Snart
+ Aparições da Lyla são sempre bem-vindas

O Pior:
- Matarem a Iris????
- Qual é da Killer Frost afinal
Vou ficar tão irritada se a Iris tiver morrido mesmo


Nota: 6,5

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


7 comentários:

  1. A atuação do Wentworth Miller foi muito boa, como sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. algo no jeito que ele fala me incomoda, mas continuo gostando dele haha

      Excluir
  2. Cara, o ultimo paragrafo tira todo merito de suas resenhas, hoje em dia tudo é tratado como machismo e ou racismo, agora mulheres e negros nao podem morrer em series por que isso é errado? Ou pior, homens nao podem ser protagonistas? Se fosse o contrário seria válido???? Series como The 100 entao onde as mulheres tem o poder, homens não devem morrer??? Ridiculo, nao existe como defender um comentario tosco desses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu nem vou responder esse "tudo é tratado como machismo ou racismo", porque já implica outras questões sociais, que eu nem tenho como começar a responder em um comentário. Então vou explicar somente o que quis dizer aqui especificamente, sobre mulheres morrerem na TELEVISÃO para aprofundar o enredo masculino. O problema não é mulheres morrerem. Elas podem morrer, o problema é que SEMPRE é usada essa história, entende? Eles colocam uma mulher na trama como interesse romântico e matam não porque é o melhor pra história, ou pela própria personagem, mas para aprofundar a história da cara. Isso é algo muuuito comum. O oposto NÃO É COMUM, por isso a gente não reclama. É cansativo quando isso acontece com TODAS as protagonistas femininas. E é importante ela ser negra porque não existe quase NENHUMA protagonista negra que seja interesse romântico para um herói, isso significa que em nível de representação ela é muito importante, então se mata ela, não sobra nenhuma, entende?
      Por exemplo, Se você tem cem balas, das cem 95 são de morango e 5 são de laranja. Se alguma pessoa coma uma das balas de morango, continuam sobrando 94 balas de morango, né? Ainda tem bastante bala, talvez nem dê para sentir muita falta. Agora se alguém come uma das balas de laranja, agora de repente só tem quatro, isso representa uma porcentagem muito maior. Agora imagina que alguém ainda vai lá e come outra bala de laranja, agora você tem três de laranja só. Aí chega outra pessoa e come mais uma de laranja e você fica só com duas. Você vai ficar bem irritado, né? Vai dizer "Pô, por que você não come a de morango que tem um monte em vez de comer logo a de laranja?". Agora imagina também que a de laranja é sua preferida. Aí alguém diz "aaah, mas também comeram uma de morango, não sei porque você está reclamando que comeram as de laranja". Você vê como esse último argumento não realmente representa o que aconteceu?
      Quando eu estou reclamando disso não estou falando só de The Flash, eu estou falando de um CONJUNTO de situações que se repetem na mídia.

      Excluir
    2. Oi Flávia, realmente me surpreendi com sua resposta, mostrou-se equilibrada e sensata, elaborou um argumento e embasou-o, geralmente as pessoas são intransigíveis e não buscam embasar as suas opiniões e apenas imbutí-las. Entendo o que você quis dzer, mas eu me refiro ao fato de também, de modo geral, TUDO é levado pra esse lado. Concordo que não existem muitos negros protagonistas, e isso é um ponto positivo de THE FLASH, mas isso não pode ser o motivo para que a IRIS não morra na trama (o fato dela ser negra ou mulher), e PRINCIPALMENTE, discordo de que uma personagem protagonista durante TRES temporadas tenha sido inserida apenas como reforço do protagonista masculino. Não podes negar quem em THE FLASH, Barry é o protagonista principal, não só a possivel morte da Iris, mas grande parte dos fatos giram sobre ele. Enfim, você pode acusar a cena hollywoodiana de dar preferência a brancos e até mesmo a homens (este ultimo já nao uma verdade tao grande assim), mas acho que nao pode-se ficar reféns disso, ou mesmo culpar o Racismo pela morte da Iris. Vê como é contraditório, logo uma série que tem no seu elenco principal negros (e importantes nao apenas composição de elenco), ser acusada de racista, somente pelo fato de um deles ter supostamente morrido. E quanto ao seu exemplo das balas, talvez ficaria irritado sim, porém não é só porque eu gosto das balas de laranja e há poucas delas que ninguém pode comê-las. Eu combato isso incentivando a produção das balas de laranja, para que o consumo seja mais igual e satisfatório a todos e não restringindo ele.

      Excluir
  3. Mais uma tarada obcecada por minorias, falta de negros em programas, etc...quanta bobajada. O duro é que praticamente todos os sites nerds vivem nesse mundo de fantasia desses obcecados com a tal diversidade. Não tem muito pra onde correr.

    Frank

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que eu só fiz um pequeno comentário sobre uma personagem negra ser morta e de repente eu sou "obcecada com minorias". Será que não é você quem tem algo contra minorias? Afinal, qual é o problema das pessoas quererem representação? Se isso não importa para você, por que te incomoda?

      Excluir

 
UA-48753576-1