Image Slider

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Review: Arrow 5x22 - "Missing"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Missing", exibido no dia 17/05/17.

arrow 5x22

É aniversário do Oliver! Depois de cinco temporadas, finalmente o protagonista consegue comemorar um aniversário, já que é bem em maio quando a cidade costuma estar um caos. Quando fiquei sabendo que veríamos uma festa, fiquei muito feliz. Sempre achei que o Oliver merecia uma celebração, pelo menos um dia de paz. E, mais do que isso, seria uma oportunidade para ver todos os personagens interagindo de maneira mais casual, o que eu sempre AMO.

Eu adorei a festa, mas para falar a verdade, durou bem menos do que eu gostaria. Eu teria explorado um pouco mais as dinâmicas entre todos os personagens – por exemplo, o que o Quentin deu de presente pro Oliver?! Preciso saber – e deixado a felicidade deles durar um pouco mais de tempo. Na realidade, a festa só durou tempo o suficiente para termos uma cena entre Oliver e Felicity, em que os dois estão flertando meio tentativamente, meio sem saber se voltam ou não voltam, e a Felicity diz que vão dar “um passo de cada vez”. Ou seja, eles vão voltar, mas vai ser lentamente.

Tudo bem tranquilo, eles comem bolo, riem juntos, e cada um vai para sua casa. Isso é até Curtis ir visitar Dinah – que não apareceu na festa – e descobrir que sua casa estava arrombada, só para ser sequestrado ao entrar. Sorte que ele estava falando com Felicity na hora e ela não demora muito para perceber que algo tinha acontecido, mandando Oliver e Digg investigar. É então que eles descobrem que Curtis, Dinah e Rene foram sequestrados.

É claro que eles logo sacam que isso é ainda o plano de Adrian Chase, que está preso, e Oliver logo descobre que é a Talia que está o ajudando, sequestrando seus amigos para ele. Oliver entende bem rápido o que Chase quer, está tirando seus amigos, sua equipe, já que Oliver disse que eles eram sua maior força, para que agora ele não tenha mais ninguém e não consiga vencer.

Oliver até mesmo vai até Chase, dizendo que não vai dar a ele a satisfação de matá-lo e não vai cair nesse jogo.

arrow black siren


Só que acaba sendo um pouco inevitável, né. Oliver até manda Quentin e Thea para um abrigo do ARGUS, mas é um abrigo bem mais ou menos porque logo é invadido. Evelyn, que continua sendo do mal por motivo nenhum, e Black Siren, que foi libertada por Chase e tem uma dívida ou algo assim, chegam lá só para confundir a cabeça do Quentin.

Pelo o que parece essa nova Laurel vai continuar na próxima temporada e isso só me faz me sentir mal pelo Lance, que precisa encarar a filha que não é sua filha de verdade. Ele fica um pouco confuso no início, já que ele não sabia da existência da Black Siren e ela realmente está vestida igual a Laurel, e isso é o suficiente para que ela e Evelyn consigam desarmar tanto Quentin quanto Thea e sequestrá-los também. Thea conversa com Quentin, contando tudo para ele sobre a outra Terra e explicando que, por mais que pareça, aquela não é a Laurel de verdade.

Quentin até pareceu aceitar essa ideia com certa facilidade, mas tenho certeza que essa dinâmica ainda vai aparecer mais alguma vez. Confesso que estou curiosa mesmo é para ouvir como era a vida dessa outra Laurel para ela ter se tornado tão diferente. Ela diz nesse episódio que isso – sequestrar o pai – também não era fácil para ela, e pode ser que ela estivesse mentindo para se assemelhar mais a Laurel daqui, mas com certeza ela tinha um pai, né, então imagino como era a relação dos dois nesse outro universo.

Com Thea e Quentin sequestrados, Oliver fica bem desesperado e resolve que o melhor era que Digg e Felicity fugissem enquanto ainda pudessem. Achei um pouco irônico porque Oliver diz que Chase sabe que o instinto dele seria protegê-los mais, por isso eles deveriam ir embora, mas o verdadeiro instinto do Oliver é sempre afastar os outros, então na verdade ele fez exatamente o esperado, na minha opinião. Mas achei válida a tentativa dele de proteger os amigos.

Felicity não fica muito feliz com a ideia de fugir, dizendo que está com um pressentimento ruim de tudo isso, mas John acaba a convencendo de que essa é a melhor ideia. Obviamente não é, porque Talia al Ghul aparece logo no caminho deles. E, sim, ela também os sequestra. Todo mundo sequestrado menos o Oliver.

arrow missing


Ok, Oliver sozinho e agora? Ele precisa de uma equipe e isso significa se aliar a pessoas inesperadas. A primeira que aparece, para minha infelicidade, é Malcolm Merlyn. Ele ficou sabendo, de alguma forma, que a Thea foi sequestrada e resolveu tirar satisfação pessoalmente.

Eu odeio o Malcolm e a única coisa que espero é que eles usem essa oportunidade para finalmente o matarem. Ele já deu o que tinha para dar há muito tempo! Se esse episódio serviu para me deixar feliz que eles se lembraram que Robert é o verdadeiro pai da Thea, dessa vez é o contrário. Malcolm vem fazer o ato de bom pai, o que seria acreditável se ele não tivesse sido responsável pela morte do Tommy e nunca pareceu se importar com o fato. Não vou esquecer nunca.

Oliver também não fica muito satisfeito com a presença de Malcolm, mas acaba aceitando a ajuda sem muita opção. Depois de Digg e Felicity serem sequestrados, Oliver vai diretamente falar com Chase, que faz uma ameaça e revela que, além de todos os amigos de Oliver, também sequestrou William. Aí é outra história, até o momento Oliver queria salvar todo mundo, mas não ia seguir o que Chase falou, mas colocar o filho dele em risco já é demais pro Oliver e ele acaba fazendo exatamente o que Chase quer: liberá-lo da prisão. E Adrian ainda conseguiu um helicóptero e tudo.

Não gosto nem um pouco da comparação que eles fazem entre Oliver e Malcolm em relação a Thea e William, mas não vou reclamar muito. Achei o jeito como eles lidaram com a história do William na temporada passada foi horrível, mas vou dar uma chance para melhorarem isso. Oliver falando sobre o filho, dizendo que ele é a parte mais pura dele foi lindo, eu tenho um ponto fraco para histórias que envolvem crianças, então achei bem fofinho e espero que possamos ver o Oliver realmente ter um papel de pai na próxima temporada.

Para poder resgatar todo mundo, principalmente agora que Chase está livre, Oliver precisa de mais ajuda do que Malcolm, e ele chama a MELHOR PESSOA: Nyssa al Ghul. Ela compensa totalmente a presença do Malcolm. Amo e idolatro a Nyssa.

E mais do que isso, eles logo descobrem para onde Adrian foi, Lian Yu, a ilha do Oliver. E, chegando lá, Oliver acaba pedindo ajuda para a pessoa mais inesperada de todas, Slade. Confesso que só esperava por isso porque eu já tinha visto spoilers há muito tempo, senão teria ficado surpresa. Estou curiosa para o season finale.

O Melhor:
+ Nyssa!! E ainda por cima mencionando a Sara, ganhei meu dia.
+ Aniversário do Oliver
+ Conversa entre Oliver e Felicity
+ Oliver falando do William
+ Surpreendente Oliver ir até o Slade

O Pior:
- Malcolm aparecendo de novo
- Achei que eles conseguiram sequestrar todo mundo muito fácil
- Senti que faltou uma certa emoção no episódio

Nota: 7,8

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1