Image Slider

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Review: Once Upon a Time 6x17 - "Awake"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Awake", exibido no dia 16/04/2017!

once upon a time 6x17

Ok, esse episódio foi com certeza cheio de grandes emoções. Depois de estarem separados por quase metade da temporada, Charming e Snow finalmente têm a chance de se reencontrarem. O caminho, é claro, não é sem tropeços e barrancos. Nosso casal insiste em estar com a Emma na batalha que está para vir, e a solução que encontram é testar qualquer que seja o experimento que Regina esteja preparando. 

A coisa toda não corre conforme o esperado e eles só pioram a situação. Agora, ao invés de revezarem a maldição, Snow e Charming têm até o final do dia para reverterem tudo ou cairão em sono profundo juntos. É nessa hora que resolvem pedir ajuda de Emma, Henry e Regina. David se lembra que uma flor rosa com 'poeira de fada' já o ajudou uma vez e pode ser a resposta para ele voltar para a amada.

Assim, entra em cena Snow e suas habilidades com caça para encontrarem a tal flor. A pergunta é: se a flor apareceu no fundo do vídeo de Snow, por que simplesmente não foram até o local em que ela estava? Sério que essas pétalas voarem do meio da floresta até lá sozinhas assim? Estranho. 

O fato é que a busca nos permite o primeiro encontro entre a Black Fairy e Emma. De um lado a cara do mal, fonte de todas a obscuridade; de outro, o produto de um amor verdadeiro, destinada a salvar à todos. Temos a luta luz e escuridão novamente, e dessa vez acho que não vamos conseguir convencer o outro lado a mudar, como aconteceu com Regina. 

O encontro, no entanto, é rápido. Apenas para acabar com mais um dos planos. Com a ajuda de Gideon, a Black Fairy acaba com a fonte de flores rosas que Emma e Snow tinham acabado de encontrar. Felizmente, quando a esperança estava quase acabando, Emma encontra uma última flor sobrevivente - o suficiente para nosso casal favorito reatar.

once upon a time 6x17

No meio disso tudo, temos um pequeno momento entre Emma e Charming que vale a pena comentar. Emma pergunta como os pais conseguem lidar tão bem com essa separação quando ela mesma perde as esperanças de vez em quando. É nesses momentos que vemos o quanto o amor entre Snow e Charming é forte, ao mesmo tempo que é triste pensar o quanto eles se 'acostumaram' a lidar com separações desse tipo.

A verdade é que, no começo, achei que me irritaria eles estarem nessa maldição por tanto tempo, mas percebi que os dois estavam sempre juntos, de certa forma. O balanço e participação de cada foi feito de uma maneira que conseguimos nos manter bem ao longo desse processo todo. Foram dez episódios de pura expectativa, expectativa essa que usarem muito bem para dar uma apavorada na gente no final do episódio.

Enquanto isso, os flashbacks inovaram de forma significativa. Pela primeira vez somos levamos a um tempo muito próximo ao começo da série em Storybrooke. Já se passaram dez anos que a maldição foi lançada por Regina e, no meio do looping do cotidiano, a tal flor rosa aparece e faz Snow e Charming acordarem da maldição mais cedo. 

Achei bem esperto dos escritores. Nada como um quase sucesso antes de voltarem ao blasé da maldição para quebrar nossos corações, e a forma como foi feito então... Enquanto Snow tenta despistar Regina, David vai atrás de Rumple para pedir ajuda. Ele reluta um pouco, mas logo relembra seu passado e ajuda o casal com uma simples dica e diz que a flor é a resposta para tudo. 

Apesar da felicidade em saber que reencontrarão a filha, eis a parte que faz nossos corações quebrarem. Os Charmings precisam fazer uma escolha bem difícil: ficarem com Emma, mas impedirem que ela vire a Salvadora e liberte a cidade da maldição; ou tomarem uma poção para esquecerem e esperarem que a filha os salve. 

A escolha poderia ser fácil para alguns, mas não para eles. Por mais que finjam não ouvir Rumple e quase realmente irem atrás de Emma - a ponto de a verem através do portal -, Snow e Charming sabem que tem famílias assim como as deles que merecem ter essa reunião também. Elas merecem ter a mesma felicidade que querem, e eles sabem que a melhor opção - e mais dolorosa - e deixar Emma crescer sozinha. Agora vou ali no canto dar uma choradinha, tchau.

once upon a time 6x17

Os dois se sentem culpados pelo passado, e isso até explica o jeito dos dois no episódio. Mesmo quando Snow revela essa parte da história para Emma, ela entende o sacrifício dos pais. É nesse momento que Snow decide fazer um último sacrifício. Quando finalmente respiramos aliviados pensando que Snow e Charming ficaram juntos finalmente, Snow decide fazer um último sacrifício: dá a flor para Emma usar para salvar Killian, afinal a magia permite quem se ama se reencontrar. 

Por quê? Bom, a sombra de Hook aparece por Storybrooke carregando seu gancho e um pedaço de madeira, o que significa que Hook só pode estar em uma enrascada daquelas. Ninguém daria nada para o pedaço de madeira, mas é ele que vai salvar Emma da Black Fairy, segundo a Princesa Tigrinha/Lily. 

Tivemos a honra de conhecer mais um dos personagens de Peter Pan na série. Lily não só é uma índia que acaba ajudando Hook a escapar dos Lost Boys como é um fada que renunciou seu posto por causa da Black Fairy. Fala sério, como não amar as reviravoltas de Once?

Lily sabe a importância do pedaço de madeira e pede a ajuda de Hook a entregá-lo para a Salvadora. Para isso, eles tentam distrair os Lost Boys e conseguirem que a sombra de Hook o leve para Storybrooke, mas Killian acaba sendo capturado e decide mandar a sombra para ajudar Emma. 

Os últimos dez minutos de episódios foram completamente intensos, em que basicamente resolvemos um monte de problemas que se acumulavam durante os episódios anteriores para assim estarmos prontos para a Batalha Final. Não posso deixar de ficar feliz. Adoro quando os mal entendidos se resolvem e vemos famílias se reunirem. 

Depois de toda a má sorte do mundo, Emma consegue encontrar Hook com a ajuda da flor e o traz para casa. Além disso, Snow e Charming recebem uma segunda chance. Assim como eles se sacrificarem pela felicidade dos outros, Regina dá a ideia de que todos da cidade dividam a maldição do casal, assim diluindo seus efeitos. A cena por ser meio brega, mas, vamos combinar, é fofo pensar que todos ali estavam dispostos a ajudá-los dessa maneira. É claro que não vou nem comentar - já comentando - que faltou um monte de gente ali para tomar a poção, mas pelo menos tivemos Gepeto, Leroy, Granny e Archie para relembrarmos.

once upon a time 6x17

Por fim, com a Black Fairy ainda a solto, fica aí a dúvida sobre qual será o próximo passo nos planos da vilã. Ela até faz uma visita para Rumple e Belle, que aparentemente está morando com o Rumple de novo, porque né. Gideon finalmente revela que estava trabalhando para a avó e não mostra muitos sinais que é contra os planos da fada. Felizmente, nossas esperanças se renovam ao ver como Rumple percebeu que o filho estava sendo manipulado. 

Mais uma vez também foi reclamar da falta de ação da Belle. Realmente gostaria que ela fosse mais até o filho, tentasse atacar a Black Fairy de alguma forma, não sei. Senti falta. A única coisa que amenizou foi ver que Rumple, pelo menos, não está sendo facilmente comprado pelas ameaças da mãe. 


O melhor
A cidade retribuindo seu amor.
Snow e Charming trabalhando juntos. 
Que flashback foi esse, meu coração. 
Hook voltou! Com a ajuda de Lily ainda!
David perdoando o Killian. 
Pedido de casamento número dois. 

O pior
Faz alguma coisa, Belle. 
Certas buracos nas histórias. 

Nota 9,5

Mariana Oliveira Sou Publicitária, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Acho que começo uma série nova toda semana. 

2 comentários:

  1. Me irrita o fato dá Zelena ser mais uma coadjuvante de luxo. Era melhor ela ter ido pra New York, ou coisa do tipo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, ela é um boa personagem, poderia ser melhor aproveitada, ter maior participação nas histórias :/

      Excluir

 
UA-48753576-1