Image Slider

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Review: Agents of SHIELD 4x17 - "Identity and Change"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Identity and Change", exibido no dia 11/04/17.


agents of shield 4x18
 
E continuamos mais um episódio no universo alternativo de Agents of HYDRA. Se você achou que tudo se resolveria rapidamente e logo todos iriam acordar, está enganado, porque ao que tudo indica ficaremos aqui por algum tempo.

Simmons e Daisy se reencontraram, mas isso não ajuda em muita coisa, já que seu botão de volta para casa não funciona mais. Daisy até conseguiu fazer com que Coulson se lembrasse dela no episódio passado, mas pelo o que parece não foi uma memória total, ele tem fragmentos de sua vida real, mas é apenas isso, fragmentos, o suficiente para ele notar que havia algo de errado no mundo, mas longe demais para ser útil. Pelo menos é mais uma pessoa que podem confiar, já que no momento só temos elas duas, Coulson e, para minha infelicidade, Ward. Por mais que nem Daisy nem Jemma queiram confiar no Ward, ele parece realmente ter os interesses da “Skye” como prioridade, e não é como se elas tivessem muitas outras alternativas.

A melhor chance que elas têm é encontrando o Radcliffe, o único problema é que Coulson tinha pesquisado sobre ele e ele tinha sumido do mapa há um tempo. É aí que entra o Ward. Ele faz parte da resistência, o que significa que ele tem recursos fora da HYDRA. Enquanto Daisy avi até a HYDRA procurar informações sobre onde Radcliffe está, Jemma e Coulson vão encontrar um contato da resistência.

Para a surpresa de Simmons, eles são levados exatamente para o quartel da SHIELD, agora comandada por ninguém mais, ninguém menos que Patriot, Jeffrey Mace. Não sei se aqui ele é inhuman de verdade ou não, mas ele é o líder da resistência e é todo desconfiado de Jemma e Coulson. Simmons está super sem paciência para essas pessoas que não a conhecem, principalmente quando ela é a única ali que sabe como salvar todo mundo, mas não tem credibilidade. Mas o importante é que – com o endereço que a Daisy providencia e a ajuda do Ward – ela consegue um Quinjet, e vai junto com Ward e Coulson procurar Radcliffe em uma ilha onde ele está escondido para que eles possam finalmente ir embora desse mundo.

agents of shield identity and change

Como podíamos esperar, as coisas com Radcliffe não vão tão bem quanto o esperado. Não só Radcliffe diz que ele não sabe como voltar, o jeito que ele tinha a Aida já deve ter destruído, mas que perdeu totalmente o controle das coisas, que esse mundo não é como ele imaginou e ele só quer ficar em paz com a Agnes. Ele fala sobre como esse mundo é tudo que a Agnes tem e ela não lembra de nada do outro mundo, e agora também é tudo que ele tem, já que a Aida o matou.

Antes que Simmons possa tentar conseguir algo a mais, a HYDRA chega, tendo descoberto que alguém chegou na ilha, e Simmons, Coulson e Ward precisam se esconder. Madame Hydra e Evil!Fitz chegam atrás dos invasores, que eles sabem ser a Jemma, e usam o Radcliffe para tentar descobrir onde eles estão. O bom dessa cena é que finalmente descobrimos mais do porquê a Aida ter se tornado a Madame Hydra, ela diz que se sentiu usada como um objeto e que foi escravizada pelo Radcliffe. Parece que no fim, Mack tinha razão: robôs sempre acabam se tornando do mal e se voltando contra os humanos. Ela odeia que Radcliffe a chame de Aida, porque ela diz que não é artificial e sente muita raiva de todos da SHIELD, motivo para ela ter feito tudo isso.

Ela também andou alimentando esse Fitz com mentiras, dizendo que existe um outro mundo, mas faz parecer como se fosse um universo alternativo real, e não que esse seja dentro de um computador. O Fitz desse universo está muito confuso e chega inclusive a ameaçar Agnes – que não tem nada a ver com isso, coitada – dizendo para o Radcliffe contar onde os invasores estão. Ver a Jemma assistir essa cena foi doloroso, porque ela tinha certeza que o Fitz nunca machucaria uma inocente como a Agnes e impediu que o Ward o matasse, só para que o Fitz ignorasse tudo o que Radcliffe disse e matar a Agnes a sangue frio. Ele diz que sabe muito bem quem ele é e não gosta da ideia de que esse não é o mundo real. Por mais que eu entenda que esse não é o Fitz de verdade, preciso dizer que nunca mais vou olhá-lo da mesma forma. Fico com pena da Simmons por isso. Imagina saber que o homem que você ama poderia se tornar alguém assim? Eu não sei se eu conseguiria continuar com ele depois disso.

agents of shield hope

E não foi só Fitz que quebrou nossos corações nesse episódio. Também tivemos uma linda parte com Mack e Hope. Depois de uma temporada inteira, finalmente entendi a utilidade de trazer a Hope para a série e só quero morrer. Minha mente irracional diz para ignorar tudo e vamos continuar esse universo só para que a Hope ainda exista. Como assim, Deus, matou essa criança absolutamente fofa na vida real? Estou muito triste.

Hope é a menina mais adorável e Mack é um pai muito dedicado. Aida utiliza seu conhecimento – pelo menos foi o que eu entendi – sobre o mundo real, e aí faz com que Mack e Hope sejam levados para interrogatório só para poder se aproveitar do medo de Mack para fazê-lo ficar contra a Daisy. Eles fazem com que Mack fale com a Daisy como se lembrasse do mundo real, só para que ela admitisse ser da SHIELD e, portanto, da resistência. E então Daisy acaba sendo levada a força para ser torturada, por quem? Pelo Fitz. Sério, espero que eles consigam dar uns tapas no Fitz, meu deus, que raiva dele. Vou sentir pena pela culpa que ele vai sentir quando voltar a si mesmo, mas no momento só estou com ódio. Como ele pode olhar nos olhos da Jemma e não se lembrar?! Torturar a Daisy assim, sem nem se importar? E a May também.

Mack foi manipulado, porque tinha medo que se ele não colaborasse eles fossem fazer algo com a Hope, então eu não o culpo por nada. Até mesmo porque acho que essas pessoas não estão acima de torturar uma criança só para conseguir o que querem. Mas mesmo assim, Mack se sente mal quando vê Daisy sendo levada e Hope dizendo que a Daisy tinha sido legal com ela. A única coisa boa disso é que Mack procura a resistência, chegando à conclusão que não consegue mais simplesmente abaixar a cabeça e fingir que está tudo bem. Desculpa aí, mas só quero dizer que Mack é literalmente a melhor pessoa nesse universo alternativo. Coloquem-no como novo diretor da SHIELD, ele é o único merecedor.

Eu não sei mais quanto tempo eu aguento viver nessa angústia. Preciso que pelo menos um (1) personagem se lembre da verdade no próximo episódio, ou eu vou morrer.

O Melhor:
+ Coulson falando sobre sabonetes
+ Ver a resistência
+ Hope, melhor criança. Vem pro mundo real, não sei como, mas vem!
+ Mack, melhor adulto.
+ Explicações sobre a Madame HYDRA e como o mundo ficou tão ruim

O Pior:
- Fitz. Fitz é O pior, simplesmente o pior ever.
- Sério, fico bem chateada por terem feito isso com o personagem. COMO o Fitz teria se tornado tão cruel?
- Não acredito que o Ward está sendo uma boa pessoa. Não precisamos de redenção para ele, tchau. Por que ele não podia ter o papel do Fitz e aí eu podia continuar odiando só quem eu já odeio? Perguntas que não querem calar. Não ligo se não ia ter graça.


Nota: 8,5

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1