Image Slider

domingo, 5 de março de 2017

Dica da Semana: The God's Lie

Mangá seinen The God's Lie Editora Panini 2017


The God’s Lie lembra muito The Wedding Eve. Além de ser um mangá seinen de volume único da Panini, ele é um slice-of-life. Ao contrário de Wedding Eve, no entanto, God’s Lie conta uma única história: a de Nanao Natsuru. Ou melhor, do último verão da infância dele.

Tudo começa com uma conversa – curta e sem sentido – com Suzumura Rio. Até então, todas as garotas do colégio ignoravam Natsuru, astro do time de futebol, devido a um incidente no início do ano. Assim, o encontro é marcante – e Natsuru fica curioso em relação à colega.

Não vou contar muito mais senão vou acabar contando tudo. Mas, eventualmente, Natsuru descobre que Rio e seu irmão mais novo, Yuuta, vivem sozinhos em uma casa caindo aos pedaços. As crianças, órfãs de mãe, esperam o pai voltar de uma viagem de pesca no Alasca.

Natsuru, que deveria ter ido a uma excursão com seu time de futebol, acaba ficando na casa com os dois irmãos.  Desse momento em diante, Natsuru e Rio viverão experiências incríveis e momentos indescritíveis do último verão de suas infâncias.

God’s Lie é, definitivamente, um mangá sobre amadurecimento; sobre o fim da inocência. Aí está, então, sua excelência. Ao abordar um tema delicado como este, a mangaká Kaori Ozaki é sutil – basta ler nas entrelinhas. O título, por exemplo, só é 100% entendido no final da trama.

E é tão perfeito quanto agridoce.

Quer saber o por quê? Se estiver muito ansioso, você pode até “dar um Google”. Mas descobrir isso – e outras surpresinhas – ao longo das 216 páginas do mangá é muito mais divertido!

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1