Image Slider

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Review: Supergirl 2x13 - "Mr. & Mrs. Mxyzptlk"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Mr. & Mrs. Mxyzptlk", exibido no dia 20/02/2017!

supergirl 2x13

Demorou, mas o Valentine's Day chegou em Supergirl. Para dificultar ainda mais a vida amorosa da Kara, o episódio nos apresenta a Mxyzptlk, um ser da quinta dimensão que manipula a realidade. O final do 2x12 não foi pegadinha e o cara realmente está apaixonado por Kara, se é que podemos botar assim. Não só isso como decide fazer da vida dela um inferno para convencê-la a casar com ele. 


Mxyzptlk tenta de tudo, desde tentar matar bandidos e fingir ser o Superman salvando a cidade. Com o desenvolvimento da relação entre Kara e Mon-El tão recente, Mon-El é quem leva a situação para o lado pessoal ao extremo, o que nos permite explorar ainda mais o casal. 


Kara fica irritada com a audácia de Mxyzptlk, mas Mon-El quer protegê-la o tempo todo e sente como se não fosse bom o suficiente para ela, afinal Mxyzptlk tem poderes incríveis. Eis que nasce o problema: por mais que Kara fale para Mon-El permanecer na sua e que resolverá tudo, ele decide agir sozinho. E acaba pendurado no teto por um monte de cordas. 

Foi interessante ver os dois lidando com isso. Mon-El parecia achar que era dever dele defender Kara de Mxyzptlk, quando todos sabemos que Kara sempre consegue achar uma solução no final. Ele se tornou meio superprotetor, ao invés de confiar que Kara sairia dessa sem matar o cara.

Por mais que nem sempre ouça Kara, é compreensível que Mon-El estivesse com ciúmes e fizesse o que fez. Mon-El sempre ficou com várias mulheres, sem se preocupar com sentimentos, e não sabe como lidar muito bem com essa nova realidade. Vejam bem, fico feliz que ele tenha percebido isso e que realmente melhore a partir de agora. Acho que, com a influência da Kara, ele tem tido mais empatia pelos outros e possa ouvir mais o que ela fala. 

supergirl 2x13

Uma boa indicação de que ele começou a fazer isso foi quando Kara decidiu que iria casar com Mxyzptl, afinal de contas, e que ela e Mon-El não serviam para ficar juntos. Admito que já ia reclamar que os escritores estavam começando a ser repetitivos, já que Kara já tinha chegado a conclusão de que, por mais que fossem diferentes, Mon-El tinha suas qualidades. Felizmente, eles só usaram isso para enganar Mon-El e deixar Kara salvar o dia. 

Com Mxyzptl na Fortaleza de Solidão, Kara precisava fazer com que Mxyzptl falasse seu nome ao contrário para assim desaparecer da Terra. É, para derrotar o vilão desse episódio a solução eram palavras, só que não era nem um pouco fácil. Para isso, Kara teve que fingir que iria explodir a Fortaleza e se matar para assim fazer Mxyzptl escrever seu nome em código. Achei genial como um pequeno detalhe no começo do episódio (J'onn dizendo que em alguns planetas a palavra escrita era uma forma poderosa de falar) conseguiu resolver tudo. 

No final das contas, Mon-El e Kara conseguiram se resolver. Todo a espera e o vai-e-vem valeram a pena e eles ficaram juntos finalmente, amém. Estou animada para ver como vai ser daqui para frente. 



Os casais da noite não param por aí. Do outro lado do episódio, temos Maggie e Alex dando passos importantes no relacionamento. Com o dia de Valetim chegando, Alex logo descobre que a namorada não gosta do feriado. O enredo parecer caminhar o de sempre: uma gosta, a outra odeia. Uma tenta fazer a outra mudar de ideia criando algo único e consegue. 



supergirl 213 sanvers


Dessa vez, no entanto, as coisas não funcionam tão certinho. Seguindo a dica da Kara, Alex personaliza o dia dos namorados para o gosto de Maggie: tiramisú, whisky e bonsai. (Posso comentar o quão fofo foi a Alex listando estas particularidades da namorada?). Infelizmente, isso leva o casal a sua primeira briga. O problema de Maggie com o dia dos namorados tem a ver com a revelação de sua sexualidade aos pais. 

Se antes ela tinha dito que tudo tinha dado certo, fica claro que não foi bem assim. Ainda não temos detalhes, mas, quando era menor, Maggie se declarou para uma amiga e seus pais acabaram descobrindo por meio dos pais da garota. A experiência não foi nada boa. 

Apesar de tudo, Maggie percebe que, por mais que o feriado represente algo ruim para ela, é a primeira vez que Alex pode realmente comemorar o dia. Vestido vermelho em Alex, rosa no paletó de Maggie, balões de coração e as duas resignificam juntas o dia. Adorei como tivemos um pequeno twist na lógica de sempre desse tipo de enredo, apesar da ideia não ter mudado. 


Por fim, ainda tivemos um casal se formando. Winn conhece uma alienígena, Lyra, no bar e os dois acabam marcando um encontro. O interessante foi que, nas poucas cenas, pudemos ver como um relacionamento entre humanos e aliens é visto com certo preconceito das pessoas. A coisa toda foi bem rápida, o que achei meio jogado. No entanto, é possível que estejam criando algo a ser explorado mais para frente, então vamos esperar para ver.



O melhor
J'onn mandando mensagem para M'gann, além do mini insight para Kara.
Kara e Mon-El se resolvendo. Não consigo lidar com tamanha fofura dos dois meios desajeitados.
Alex e Maggie no final, além do começo da backstory da Maggie.
Mãe da Alex mandando cartão de Valetine's Day para filha. (Nos Estados Unidos, é comum dar cartões para a família e amigos).

O pior
Queria ter visto qual era a mensagem de J'onn.
Achei que teria mais Alex e Maggie.
Gostei do Winn e da Lyra, mas achei meio jogado. 

Nota 9,3

Mariana Oliveira Sou Publicitária, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1