Image Slider

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Review: Arrow 5x09 - "What We Leave Behind"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "What We Leave Behind", exibido no dia 07/12/16.

arrow 5x09

E mais uma vez chegamos ao meio da temporada, em um mid-season finale corrido, lotado de revelações e cheio de ambiguidades. Saio desse episódio sem saber o que esperar para a próxima metade da temporada, existe a possibilidade de eles explicarem e consertarem todos os erros até agora, ou de só piorarem tudo cada vez mais até eu desistir de fato da série. Vou esperar pra ver, mas minha esperança está mais ou menos em 20%, podia ser menor, mas obviamente não tá lá muito alta. 

Prometheus entra em ação nesse episódio, depois de Evelyn ter revelado todos os segredos do Oliver, dizendo quem é quem no Team Arrow e o que ele precisa fazer para realmente destruí-lo, Prometheus ataca Curtis e começa um jogo com o arqueiro. Juntamente com isso, temos também flashbacks para a primeira temporada ao invés dos flashbacks pra Rússia. Por quê? Para poder explicar um caso específico, que tem conexão direta com Prometheus.

Em uma das estrelas usadas para machucar o Curtis, foi detectado um tipo de química que Oliver e Digg já conheciam, pois foi algo que eles viram lá na primeira temporada. Um remédio supercaro contra tuberculose, ou algo do tipo, não prestei muita atenção aos detalhes, a questão é que esse empresário, Claybourne, estava cobrando um preço absurdo pra produzir o remédio, estava na lista do Oliver e, ainda por cima, depois descobrem que eles mesmos que produziram o vírus/bactéria que o remédio combate, nada de surpreendente se tratando da indústria farmacêutica. Oliver, estando na primeira temporada, resolve que a solução mais fácil é matá-lo e é isso que faz. Só que se ele está morto quem é que é o Prometheus? A resposta chega um pouco mais tarde, com evidência descoberta pelo Billy, Claybourne tinha um filho, que agora estaria com uns trinta anos.

Então é isso, Prometheus é o filho de Claybourne. Sério mesmo? Gente, tô meio desacreditada disso, se for ele mesmo pra que exatamente todo esse mistério? Não é como se a gente conhecesse a cara dele. Qual é a graça de fazer ser alguém conectado a um caso que nem estava de verdade na primeira temporada? Se era para fazer isso, podiam tê-lo colocado sendo filho que alguém que foi mencionado de verdade na série, não nesses flashbacks. Achei essa revelação muito decepcionante para ser a revelação verdadeiro do vilão dessa temporada. Esperava mais.

Mas se tem algo que podemos respeitar sobre Prometheus é que ele sabe manipular bem as pessoas, adorei como ele levou Oliver a encontrá-lo, construiu a cena para lembrar o Oliver do assassinato do Claybourne-pai e depois fez um jogo com espelhos para confundi-lo e fazê-lo matar o Billy no lugar.
Tudo isso só me faz pensar que Prometheus é bem inteligente, inteligente o suficiente para manipular o Oliver a achar que ele é alguém que não é. Pelo menos, eu espero, porque essa revelação foi ridícula demais.

arrow what we leave behind


É, Billy morreu. Como assim?! Olha, eu sei que eu queria que ele fosse embora, mas eu certamente não queria que ele morresse, o personagem era até fofo. Mas a questão principal é que eu não me importo tanto assim com a morte dele, os escritores tentaram colocar falas do tipo “eu preciso ser verdadeiro a quem eu sou”, mas tipo eu nem te conheço, Billy, sei lá quem você é de verdade. Convenhamos que a única importância do Billy era o relacionamento dele com a Felicity, e é isso que eu quero saber como vai ser lidado na próxima metade. Felicity está sendo tratada de forma péssima nessa temporada, servindo só para a comédia e mal aprofundando questões que deveriam ser aprofundadas, então agora que eles literalmente mataram o único enredo que ela tinha, quero saber o que vão fazer. Espero que a morte do Billy empurre a Felicity para agir mais, demonstrar seus sentimentos e que os escritores encontrem algo interessante para fazer com ela.

Fazer o Oliver matar o namorado da Felicity foi BEM desnecessário, e mais desnecessário ainda foi fazê-la ficar sozinha depois disso. Oliver conta que matou o Billy e os personagens vão confortá-lo, enquanto a Felicity está chorando, tudo bem que depois a Thea abraça ela, mas a deixa sozinha em casa. Alguém fica ali com a Felicity, por favor? Ele podia não ser o amor da vida dela nem nada, mas continua sendo um choque e ninguém merece passar por uma situação dessas sem os amigos para apoiar. Fico muito triste pelo tratamento que estou dando a Felicity.

Até onde sabemos esse enredo todo só serviu para empurrar o Oliver para a Susan Williams, que eu só quero que vá embora logo. Até mesmo Lauriver tinha mais química do que esses dois juntos, não dá para aguentar. Além de ser anti-ético pra caramba, da parte dos DOIS, ainda não confio na Susan e acho muito irritante que o Oliver vá até ELA para ser confortado. Você não tem amigos não, Oliver? 

Se os escritores acham que podem me manipular com uma cena fofinha de olicity na primeira temporada, eles estão apenas parcialmente certos. Sim, amei a cena, deixou bem na cara que eles ainda querem chegar em Olicity, mas isso não apaga todas essas coisas horrorosas que estão acontecendo no presente. Para que fazer o Oliver beijar a Susan? Qual o objetivo dessa história toda?

Inicialmente, achei que a Susan tivesse drogado o Oliver, e por isso quando ele chegou no esconderijo ele viu a Laurel. Mas parece que os produtores falaram que a Laurel real, então eu não sei de mais nada. Espero que por “Laurel real” eles queiram dizer a Black Siren – Laurel da Terra-2 – porque não aguento mais eles trazendo personagens de volta dos mortos. Parem de desfazer o que fizeram nas temporadas anteriores, simplesmente escrevam algo decente e lidem com os erros que cometeram.

arrow curtis 5x09


Além dessas revelações todas, ainda tivemos mais história acontecendo com os outros personagens. Principalmente com o Curtis, que foi atacado no início do episódio e agora precisa lidar com o marido o pressionando para contar a verdade. Já tem meses que o Curtis começou a trabalhar no Team Arrow, mas esse tempo todo ele só disse pro Paul que ele estava trabalhando com o Felicity em algo de tecnologia. Mas não tem mais como mentir agora, Paul já estava desconfiado e depois de ver Curtis lutando com Prometheus, ele não aguenta mais.

Curtis acaba revelando a verdade, mas apenas para receber um ultimato: ou ele para de ser vigilante ou o casamento deles acaba. Por mais que eu não ache ultimatos legais, quem escolhe ser um vigilante?! Não estamos aqui falando de um namoro, eles são CASADOS, há anos, não é assim que funciona. E a desculpa do Paul também é péssima, dizendo que ele não aguenta o prospecto de toda vez que ver o marido pode ser a última. Olha, Paul, não sei se você está sabendo, mas isso já era verdade mesmo ser o Curtis ser vigilante, seres humanos podem morrer a qualquer momento. É claro que é um trabalho BEM mais arriscado do que só trabalhar com tecnologia, mas a coisa certa a se fazer seria conversar sobre o assunto, não simplesmente sair de casa. Sinto que isso é um problema dos escritores da série, porque sempre que dois personagens brigam, eles simplesmente terminam sem discutir e um vai embora, gente, relacionamentos são mais complicados que isso, cadê DR?

Me senti bem mal pelo Curtis, mas também não ligo tanto, não é como se tivéssemos visto muito mais deles dois, não víamos o Paul desde a festa de noivado de Olicity, ou seja, há um milênio.

Pelo menos Curtis arranjou uma família no Team Arrow, já que todos estavam fofíssimos comemorando o natal, até Evelyn, aquela traidora. E vimos John com o filho que não é a baby Sara – AINDA estou chateada – e é mencionado que ele e Lyla vão para um lugar seguro, depois que Prometheus aparece. Só que, no final do episódio, Digg é manipulado a ir até esse lugar e é encontrado pela polícia. Queria saber se isso foi coisa do Prometheus ou se foi só coincidência mesmo.

O Melhor:
+ Os flashbacks
+ Vimos um pouquinho da Felicity demonstrando emoções
+ Thea no esconderijo!
+ Prometheus é um vilão legal
+ Team Arrow comemorando natal juntos

O Pior:
- Oliver e Susan, por quê?
- Prometheus sendo um personagem aleatório é bem decepcionante
- Laurel aparecendo de novo
- Felicity chorando sozinha
- Digg sendo manipulado fácil demais.


Nota: 7,5

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


2 comentários:

  1. Eu curti esse ep, depois do crossover foi o melhor pra mim o fato do Prometheus deixar geral "contra" o Oliver é muito foda. Concordo que essa relação do Oliver com a Susan vai da merda mais vamos esperar pra ver. E eu acho que essa aparição da Laurel pode ser uma "imaginação" do Oliver sei lá. Mais finalmente as 4 series da CW tão empolgando!!

    ResponderExcluir
  2. Esse episodio foi foda! Teve tom de novela brasileira, quando o Oliver matou o Billy e nossa Miss Arrow, Katie Cassidy, voltou!

    ResponderExcluir

 
UA-48753576-1