Image Slider

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Review: Supergirl 2x05 - "Crossfire"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Crossfire", exibido no dia 07/11/2016!


supergirl 2x05

Conheçam Mike, o mais novo cidadão de National City. Kara começa os trabalhos sendo a nova mentora de Mon-El (Mike agora) e resolve tudo: óculos, roupa arrumadinha e trabalho como assistente - o mix perfeito para um alien se misturar com os humanos, ou era o que Kara achava. Ela quer que ele entenda o que é trabalhar e as relações humanas, mas um tanto difícil. Mike com certeza não capta espírito da coisa e acaba se aproveitando da nova assistente que faz todo seu trabalho e muito mais. Kara até pega os dois juntos escondidos, o que foi um pouco cômico. 

Kara tem a melhor das intenções, mas nada parece dar resultado. No entanto, quando Mike a pergunta o que acontece se ele não fizer o que ela quer, uma coisa clica na gente. Kara está moldando Mike para ser como ela. Trabalhar no mesmo lugar e até se vestir da mesma forma ao invés de tentar entender o que ele gostaria de ser. Alex a ajuda a perceber isso. Ela mesma tentou impôr seus gostos a Kara quando finalmente ganhou a irmã que queria, mas, depois de um tempo, percebeu que isso não fazia bem para nenhuma das duas. Ela deveria aceitar as diferenças e o que fazia a irmã feliz. Demorou, mas Kara entendeu que precisa deixa Mike mais livre - só o apoiar e guiar já ajudam.


Além disso, Kara também deve outro desafio com os vilões do episódio. Dessa vez o perigo está em ladrões comuns com armas alienígenas, que logo descobrimos serem financiados por Cadmus. A ideia da organização é mostrar possuem armas bem perigosas e, mais uma vez, amedrontar as pessoas para se virarem contra os visitantes de outros planetas. E dá um pouco certo. A desconfiança já começa a ser discutida. O plano do Cadmus é instigar as pessoas aos poucos, o que infelizmente está dando certo, para que possam ser suscetíveis ao Cadmus assumir o poder, imagino. Por mais que, no final, Kara tenha vencido, sinto que a sementinha foi plantada.

Toda vez que Kara encontrava com o grupo de ladrões suas armas a pegavam de surpresa ou sua atenção se desviava para alguém que precisava de ajuda, e eles escapavam. No entanto, uma festa que Lena Luthor organiza muda tudo. Se achávamos que Lena estava sendo meio teimosa em dar a festa mesmo com todos avisando que poderia ser o próximo alvo da gangue, logo descobrimos que ela estava contando exatamente com isso. Chama Supergirl para a festa, o que nos dá algumas cenas clássicas em que o herói tem que ser duas pessoas ao mesmo tempo, e ela e Winn - que aparece sem querer - conseguem terminar uma máquina que desabilita as armas dos ladrões. Assim, Lena e Supergirl salvam o dia. Quem diria.

supergirl 2x05

Enquanto isso, temos outra personagem que está se encontrando assim como Mike: Alex. Nos últimos episódios, ela e Maggie têm demonstrado uma química incrível. Alex sente curiosidade quanto a policial e começa a imaginar se poderia ser algo romântico. Quando ela descobre que a namorada de Maggie terminou com ela, algo desperta dentro de Alex. O processo todo exige que ela consiga entender os diversos sentimentos que ela começou a sentir e o episódio é dedicado à isso. Ela precisa quebrar algumas ideias que tinha na cabeça, precisa buscar se encontrar. Adorei como o episódio foi feito, principalmente pelo modo como vemos essa luta interna se desenvolver e pela beleza que é quando alguém finalmente se encontra.

Ela até tenta conversar com Kara sobre isso, mas acabam sendo interrompidas, o que a leva a se abrir com Maggie mesmo. Elas não ficam juntas, apesar de que deva acontecer eventualmente, mas o foco é em Alex e sua descoberta. Ela sempre foi a filha perfeita, notas perfeitas, irmã presente e trabalho impecável, mas nunca realmente se encaixou numa vida amorosa. Ela nunca teve vontade de ser intima com nenhum cara, nunca se sentiu confortável com todo o contexto. Ela nunca soube o porquê, talvez isso não fosse para ela. Talvez ela simplesmente não precisasse ter um namorado para ser feliz. No entanto, agora pensa que a explicação disso tudo pode ser mais simples do que achava: ela só não tinha descoberto sua sexualidade ainda. A cena foi emocionante.

supergirl 2x05

Por fim, como um plus, ganhamos uma maior interação entre Winn e James. Adorei ver os escritores evoluindo essa amizade, afinal eles nunca tiveram muito contato sem a Kara. A nova storyline com certeza vai nos dar mais dos dois juntos. Qual é, você pergunta? Bom, James está um pouco insatisfeita com o trabalho que está fazendo. Ele acha que poderia ajudar a salvar a cidade não só como chefe do jornal, mas nas ruas. Ele quer ser um herói, um vigilante, e está cansado de ser só um ajudante dos heróis. Para a nossa surpresa, ele é faixa preta e sabe lutar bem - não que isso signifique que ele não volte derrotado de seus passeios, mas já é um começo. Não seu ainda como me sinto sobre essa nova história. Não sei se isso vai esvaziar as storylines da série no jornal, mas gosto de histórias de autodescobrimento e isso vai tirar James do isolamento que esteve desde que Winn foi trabalhar no DEO e Cat foi embora. Vamos ver.

As andanças de James não passam desapercebidas e Winn acaba descobrindo. Ele até tenta avisar para James o quanto isso é muito perigoso e convencê-lo que seu tempo é melhor gasto como suporte da equipe, mas nada resolve. No final do episódio, então, seguindo o caminho de Kara, Winn percebe que ser o suporte da equipe é sua vocação, mas pode não ser a de James. Ele decide que vai apoiar James em seu caminho para encontrar seu propósito. Agora só falta James ganhar uma roupa de herói e um nome. Nos quadrinhos ele já foi Pássaro Flamejante (Flamebird) e Sr. Ação, mas parece que será o Guardião na série, já que saíram algumas imagens do próximo episódio. Só quero ver como a Kara vai reagir quando descobrir. Será que formarão uma equipe de heróis? Isso me faz pensar se alguma coisa em Supergirl vai mudar por causa do Flashpoint em The Flash. Até agora não falaram nada... 


O melhor
Alex se descobrindo <3
Kara e Mike tentando se entender.
"Tenho a impressão que vou sempre estar um pouco brava com você". Aw, olha os dois se entendendo.
O desenvolvimento da relação entre Winn e James.
Lena ser filha da chefe do Cadmus. Eu diria que foi uma ótima reviravolta, mas tadinha da Lena.

O pior
Hank quase não apareceu.
O olhar confuso de Alex ao ser interrompida na conversa com a irmã.

Nota 9,5

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1