Image Slider

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Review: The Flash 3x07 - "Killer Frost"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Killer Frost", exibido no dia 22/11/16.


the flash killer frost

Killer Frost está a solta! E por isso eu quero dizer que a Caitlin continua só andando por aí normalmente como sempre, mas agora sua hora chegou e seus poderes a dominaram. O episódio começa de onde o último parou e Barry está “lutando” contra Savitar, só que os dois não estão nem perto do mesmo nível, então Cisco e Caitlin acabam precisando usar seus próprios poderes – afinal qual é o objetivo DELES terem poderes, se só o Barry faz alguma coisa? – para derrotá-lo. O problema é que, como a mãe dela tinha avisado, quanto mais a Caitlin usa seus poderes, mais eles ficam difíceis de controlar, então basta Caitlin lutar contra o Savitar uma vez que, boom, mudança de personalidade total.

Não acho que isso vá ser explorado na série, mas eu só queria uma explicação para isso. Que eu me lembre, nenhum dos outros metahumans teve alguma alteração em suas personalidades, os vilões só ficaram mais poderosos e usaram seus poderes para o mal, foi isso, nunca achei que eles fossem pessoas normais que tivessem sido “dominadas” pelos poderes, então por que com a Caitlin isso acontece? Se todo mundo virasse mal quando tivesse poderes, por que o Barry pode controlar? Não faz sentido para mim. Ou a explicação seria que os poderes inibiriam um pouco o superego dela e a Caitlin seria controlada por impulsos mais inconscientes que ela estava tentando esconder? Então todas suas ações na verdade são sentimentos verdadeiros dela, mas que ela reprimiu. Essa explicação meio psicanalítica faz mais sentido para mim.

Mas como essa mudança psíquica ocorre não importa, Caitlin está mudando de personalidade, cor dos olhos e tom de voz, para deixar claro se ela está sendo má ou não, e ela quer encontrar o Alchemy de qualquer jeito, querendo que ele tire seus poderes. Tranquilo, faz até sentido, o problema é que para isso ela resolve dar a louca, invadir a delegacia e sequestrar o Julian para ele criar um algoritmo para ela. Por que o Julian? Não poderia ter pedido pro Cisco criar um algoritmo? Plano ruim.

Mas a MELHOR parte de tudo isso, é que Caitlin fica cansada de ficar calada e resolve colocar pra fora toda sua raiva do Barry. Finalmente alguém tem coragem de dizer pro Barry o que todos pensávamos, sobre como ele só pensou nele mesmo, destruiu a vida de várias pessoas e continua cometendo os mesmos erros, e não está nem aí desde que o beneficie. Iris até vai dizer pro Barry depois que não é assim, que o Barry não sabe se essas coisas não iam acontecer de qualquer jeito, mas NÃO IMPORTA, não tinham acontecido antes e já era hora de alguém gritar com o Barry sobre isso. Meu querido, tem que aprender alguma hora que não dá para sair fazendo as coisas sem sofrer nenhuma consequência.

the flash 3x07


A maior consequência que Barry sofre é que é revelado para o Cisco que o Dante, irmão dele, não tinha morrido na linha do tempo original, isso foi uma consequência das intervenções do Barry. Eu entendo que o Barry nem tenha tido essa intenção, mas o IRMÃO dele morreu, é claro que o Cisco vai ficar chateado. E, para variar, o Barry não parece ter muito tato, ele nem espera o final do episódio antes de ir falar com o Cisco, perguntando se eles vão ficar bem, primeiramente você mal pediu desculpas, Barry, e depois dê um tempo! Acho de bom tom esperar pelo menos uma semana para o Cisco digerir essa informação antes de vir querendo ser amiguinho.

HR menciona nesse episódio que o verdadeiro poder do Barry não é sua velocidade e sim sua esperança, mas vou te contar que essa também é uma de suas características mais irritantes, pode até ser fofo às vezes, mas quase sempre só me faz querer revirar os olhos. Ele fica tentando apelar para a Caitlin, conversando com ela, mas nada disso adianta. Até o momento em que ele literalmente diz para ela o matar mesmo, que só assim ela sairia dali, que isso parece quebrar o feitiço e fazer com que Caitlin volte ao normal. Ok, jogue com sua própria vida, ninguém se importa.

Mas Caitlin volta e cria um problema, porque ela sequestrou Julian, que viu o rosto dela e sabe quem ela é. Barry, sendo quem é, vai conversar com o Julian, dizendo que a Caitlin não é do mal e etc, não é para julgá-la assim. Acho engraçado o Barry fazer um discurso sobre como a vida não é tão dicotômica quando essa série é literalmente uma das MAIS dicotômicas, mesmo a Caitlin não integra nem um pouco essas duas partes dela, então esse discurso foi bem fraco. Julian concorda em não entregar Caitlin sob uma condição: Barry se demitir, argumentando que ele não consegue fazer justiça direito, cego por suas amizades.

Honestamente? Concordo. O tipo de justiça que o Barry faz é outra, não condizente com o trabalho policial, se ele quer fazer isso, devia ter deixado a Caitlin – e todos os outros metahumanos – ser julgada de acordo com o sistema judiciário. Quem te fez juiz para sair determinando quem deve ser preso e quem “está doente” e merece ser ajudado de outra forma?

Julian tem umas ideias bem interessantes, é uma pena que tudo o que ele falar vai ser descartado porque ele é revelado como vilão. Achei que ficou um pouco confuso no final se ele já era o Alchemy anterior ou se tem vários Alchemy? Porque do jeito que o Savitar falou ao aparecer para Julian, parecia que o Julian tinha parado com isso então não entendi muito bem.

the flash 3x07


Outra coisa que aconteceu no final do episódio passado, mas de alguma forma eu não notei nem um pouco foi que o Wally foi envolvido em um casulo. Juro que não lembro de ver isso episódio passado, mas não vou verificar, acredito que tenha acontecido. Em algum momento, depois que Wally foi usado como isca para encontrar o Alchemy, o enfiaram dentro de um casulo e agora ninguém sabe o que fazer. Por mais que a tecnologia afirme que ele está vivo, Caitlin não sabe afirmar se quebrar o casulo traria alguma consequência, afinal durante uma metamorfose a lagarta literalmente se destrói para voltar como borboleta, então se você quebrar o casulo no meio do processo vai matá-la. Provavelmente; nunca tentei fazer isso, mas não recomendo caso você não queira a morte de uma borboleta na sua consciência.

Dito isso, a solução dada é simplesmente esperar para ver se o casulo se abre por livre e espontânea vontade, enquanto os sinais vitais de Wally estiverem bem, não tem muito problema deixá-lo ali. Até mesmo porque eles têm muitos outros assuntos com o que se preocupar, como a Caitlin se tornar Killer Frost e tudo mais.

Quem não fica nem um pouco feliz com a ideia de deixar Wally ali é Joe, que não confia totalmente na ciência e acha que deveria confiar no seu próprio instinto. Nenhum problema nisso, tirando que o instinto dele está errado. Ao invés de falar sobre seus medos com o resto da equipe, Joe fala só com o HR, que não é a pessoa mais sensata do mundo, e junto os dois concordam em simplesmente quebrar o casulo. Por que, afinal, o que pode dar errado, não é mesmo?

Para a sorte deles, nada muito extremo acontece. Wally sai do casulo um pouco alterado, vibrando por aí sem parar, não parecendo ter um total controle sobre o que acontece com seus corpo. Mas pelo menos ele não está desintegrado nem nada. Depois que Barry consegue convencer Caitlin a  ajudá-los de novo, ela rapidamente chega a uma solução, que Barry injeta em Wally depois que o encontram. E agora Wally está normal e com poderes, yay! A cara que o Wally faz depois de correr super rápido é a coisa mais fofa, esse episódio inteiro valeu a pena ser visto só pela felicidade do rosto dele. Amei.

O Melhor:
+ Wally muito feliz com seus poderes!!
+ Caitlin gritando com Barry sobre tudo o que ele fez
+ Estou gostando da maior profundidade que o Cisco ganhou nessa temporada
+ Barry finalmente se conscientizando que suas ações têm consequências
+ Revelações sobre o Julian

O Pior:
- Joe tomando decisões idiotas
- Falta de explicação sobre mudança de personalidade da Caitlin
- Parece que a Iris se tornou apenas um “discurso motivador” ambulante, ela só aparece para deixar o Barry mais seguro e é isso. Cadê um enredo interessante envolvendo ela?


Nota: 9,0


Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1