Image Slider

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Review: The Flash 3x04 - "The New Rogues"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "The New Rogues", exibido no dia 25/10/16.


the flash new rogues
 
Começamos o episódio com um flashback de três anos antes apenas para nos trazer de volta o Snart, só para dar uma espetada em todo mundo que assiste LOT e estava torcendo para o Flashpoint ter afetado o que acontece lá (mas vamos ignorar LOT, porque senão íamos ter que entender como a viagem do tempo deles não altera nada, mas as do Barry alteram... E os escritores não vão ter resposta), mas não Snart só aparece mesmo no flashback para trazer o vilão dessa semana. Sam Scudder, aka Mirror Master, foi atingido na explosão e passou os últimos três anos preso em um espelho. Para a sorte dele, o tempo não passou lá, então ele só voltou a ter consciência quando alguém resolveu finalmente levantar o espelho e o libertou dessa dimensão. Scudder estava sendo atacado por Snart quando tudo aconteceu e resolve se vingar, mas, como todos sabemos, Snart não está mais por ali.

Mas tudo bem, Scudder logo resgata sua antiga namorada, Rosalind Dillon, aka Top, que também recebeu poderes no mesmo dia e pode causar vertigem nas pessoas. Ela avisa que Snart se foi e agora quem está os impedindo de continuar tudo é só o Flash, mas isso não os impede porque eles têm poderes e tal. Os vilões em si são, como quase sempre, a parte menos importante do episódio, só servindo mesmo como plano de fundo para os personagens. Mas até que dessa vez são interessantes, porque o Scudder tem a capacidade de entrar em qualquer objeto que reflita (deviam ter tentado algo com água, acho que teria sido interessante!), podendo deslizar por essas dimensões. Durante uma das lutas, Jesse está ajudando Barry, ainda tentando aprender a ser super-heroína, acaba atrapalhando, e Barry é preso em um espelho.

Foi engraçado ver o Barry preso no espelho, mas a situação serviu mesmo foi para finalmente dar um alavanco na história da Caitlin. Cisco e Harry tentam descobrir um jeito de tirá-lo dali, inventam uma máquina de congelar, porque acreditam que transformando o vidro em gelo, o Barry vai conseguir ultrapassá-lo (sei lá, não vou fingir que tento entender a parte de pseudo-ciência que eles inventam), só que não conseguem atingir a temperatura necessária. Quando ninguém está olhando, Caitlin vai lá e toca no vidro, congelando-o imediatamente.

Ao final do episódio, não só vemos Harry avisando a Cisco que foi outra coisa que congelou, mas vemos os poderes de Caitlin saindo um pouco do controle. Considerando que eles já sabem sobre a Killer Frost, não deve ser tão difícil assim descobrirem o que está acontecendo com a Caitlin.

HR the flash

Tirando enfrentar os vilões dessa semana, o Team Flash está combatendo um outro grande problema: a saída de Harry e Jesse. Eles mal chegaram e já vão embora de novo, não posso acreditar, nem nenhum dos outros personagens. Todos parecem estar já com saudades dos dois, e ainda estou esperando me explicarem porque exatamente eles precisam voltar. Meu deus, a Terra 1 é muito melhor que a 2 mesmo, deixem disso.

Como solução, Harry sugere que eles escolham outro Wells, já que existem infinitos universos e não é possível que um deles não tenha um Wells entediado a fim de ir para outra Terra ajudar esses migos desconhecidos. Uma boa solução, mas só queria dizer que na verdade eu vou sentir falta mesmo é da Jesse, então acho que deveriam ter encontrado um Wells que trouxesse a filha.

Mas eles não se importam com isso e fazem só uma seleção para Harrys, mandando um “teste” para o multiverso ou algo assim e esperando os candidatos responderem. Essa parte do episódio foi bastante engraçada e eu gostei de ver como todos os Harrys eram tão diferentes, o que me leva a pensar como seriam os outros personagens das séries nesses universos. Mas o mais importante é que eles chegam a um candidato final, que apesar do nosso Harry não gostar muito, acabam chegando à conclusão que é só ciúmes mesmo e o chamando para cá.

Esse novo Harry é bem mais estranho do que o atual, com um senso de humor curioso, cheio de piadas e carisma. Ainda estou meio desconfiada, e talvez seja só porque eu realmente quero que o Harry volte com a Jesse, mas espero que algo dê errado com esse novo Harry. Provavelmente ele vai ser divertido por alguns episódios, mas não sei se vou aguentar até o final da temporada.

Eu imagino que o objetivo dos escritores seja ficar trocando mesmo, já que na primeira temporada tivemos o Wells, na segunda o Harry, e agora o HR, aka Harry 2. Tudo bem, conceito interessante, mas o Harry realmente estava ganhando um lugar no meu coração e não gosto de vê-lo sendo substituído assim.

wally jesse the flash

 Por fim, o romance está no ar em Central City. Principalmente quando se fala da família West.

A começar pelo jovem Wally, que vem flertando com a Jesse desde que os dois conheceram e eu venho morrendo para que os dois se beijassem de uma vez, porque essa chance era muito boa para ser desperdiçada. Logo no início do episódio, Harry já fala sobre voltar para a casa, mas aí é Jesse que não quer, querendo passar mais tempo com Wally e isso logo fica claro quando ela o beija. Mas é óbvio que Wally se afasta e fica “ah, mas você vai para outro universo”, o que, honestamente, acho uma razão SUPER justa. Não estamos falando aqui de cidades ou países diferentes, ela vai literalmente para outro universo. Mas tinha que ter um beijo!

Jesse fica bem decepcionada com essa rejeição e se concentra em só aprender mais com o Barry mesmo, se juntando a ele para lutar contra os vilões. Mas quando ela comete um erro que faz Barry parar dentro do espelho, é Wally que vai confortá-la e, surpresa, um beijo decente! A única coisa ruim é que nós nem chegamos a ver os dois se despedindo, a Jesse só prometeu voltar e foi embora. Por favor, volta logo.

Já para Iris, a vida romântica vai indo bem melhor que a do irmão, ela está namorando Barry oficialmente e os dois são fofos demais. O único problema é que Barry anda meio estranho, não querendo ser afetuoso na frente de Joe, provavelmente porque fica meio incestuoso quando eles lembram que meio que têm o mesmo pai. Ops. Mas eles conversam sobre o assunto, Barry decide se mudar da casa de Joe e eles têm cenas maravilhosas. Achei incríveis as cenas em que a Iris simplesmente começa a rir e no final eles só zoando um ao outro, foi bem natural e como amigos/famílias deveriam ser.

E para Joe não ficar por fora, ele finalmente ganhou um interesse romântico! Ainda não vimos muito dela, mas Cecile apareceu agora, sendo a Disctrict Attorney de Central City (função relacionada ao direito, não sei especificidades) e demonstrou interesse no Joe, agora é só vermos onde isso vai dar.

O Melhor:
+ QUICKWEST!!! Wally e Jesse se beijando finalmente!
+ Westallen são os mais fofos!
+ A parte com os Harrys foi engraçada
+ Gostei do Barry preso no espelhp
+ Avanço dos poderes da Caitlin
+ Finalmente mencionaram o Oliver sem ser de maneira completamente negativa. Será que um dia os escritores de Flash vão parar de falar mal de Arrow? (Sonho)

O Pior:
- Harry e Jesse ficaram muito pouco
- Não confio no Harry 2
- Nem um beijo de despedida de Quickwest


Nota: 9,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1