Image Slider

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Review: Arrow 5x03 - "A Matter Of Trust"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "A Matter of Trust", exibido no dia 19/10/16.


arrow wild dog

Oliver recrutou um bando de vigilante independente no episódio passado e agora o Team Arrow está mais cheio do que nunca, com Rene (Wild Dog), Evelyn, Curtis e Rory (Ragman) se juntando a Oliver e Felicity. Uhul, com seis pessoas agora vai dar para fazer tudo sem problemas e deixar a cidade mais seguro do que nunca, né? Não é bem assim. Para começar porque eles começam só tendo aulas teóricas mesmo, pelo o que parece, Oliver continua sem ser muito bom em didática e manda os jovens só o observarem e continuarem treinando privadamente.

Até que isso faz sentido em tese, porque antes de sair na rua eles precisariam ser treinados, mas Oliver falha bastante no quesito de explicar seus motivos e ouvir o que o resto do grupo está dizendo. É claro que Rene não fica nem um pouco feliz com isso, porque já estabelecemos que ele é o rebelde do grupo e não aceita ser deixado de lado. Ele pode até ter aceitado fazer parte do Team Arrow, mas ainda não está a fim de ficar obedecendo o Oliver só porque ele mandou.

Não é nenhuma surpresa quando ele vai lá e faz besteira. Junto com Evelyn, ele vai investigar onde uma determinada droga está sendo produzida e acaba resolvendo invadir a produção, matando o chefe do crime nesse meio tempo. A morte é em autodefesa e Rene nem se bala muito com isso, mas acaba gerando problemas quando Oliver descobre, já que a polícia tinha um plano para essa investigação e a morte do cara atrapalhou, e principalmente depois que o Morto volta, tendo reagido quimicamente com os líquidos da droga e ganhando superpoderes (como não sentir dor e talvez mais força? Apesar de ser questionável).

Oliver fica bem irritado com Rene, dizendo que ele precisa poder confiar em cada um deles e desse jeito não funciona, quase deixa todos eles de castigo por causa disso. Depois de tentar enfrentar o moço com poderes sozinho, ter problemas polícias e, como não poderia faltar, conversar com Felicity sobre o assunto, Oliver acaba chegando à conclusão que também tinha errado ali. Afinal, por mais que ele quisesse que o time inteiro confiasse nele e o seguisse cegamente, ele também não estava confiando nos outros.

Ele acaba finalmente aceitando que todos eles partam para a ação e, juntos, eles conseguem combater o mal e tudo mais. O melhor sobre isso foi ver todos interagindo entre si, como por exemplo o Rory e o Curtis conversando durante a missão. Ainda estão bem no inicinho, mas espero que os vejamos virando amigos, porque vivo pra isso.

No fim, Oliver leva todo mundo para o esconderijo oficial, que até o momento só Curtis conhecia, mostrando que agora sim eles realmente fazem parte do time.

arrow 5x03


Mas não é só de combater o crime que vive Oliver, ele ainda é o prefeito da cidade e, com isso, tem que lidar com vários problemas, alguns que ele mesmo criou. Espero que agora ele tem mais quatro vigilantes bebês para ajudá-lo, Oliver tire um tempo para se dedicar ao trabalho, porque fico muito frustrada da série ter feito o Oliver se um prefeito ruim, quando ele foi tão dedicado na temporada passada para conseguir isso.

Thea está trabalhando para o Oliver e basicamente fazendo o trabalho dele, no episódio passado ela resolveu ser uma boa pessoa e ofereceu o trabalho de Deputy Mayor (tipo vice, mas talvez não? Quem entende de política americana? Certamente não eu) para o Lance, mesmo ele tendo tido uma recaída com o alcoolismo. Eu achei uma boa solução, porque o Lance é alguém que confiamos e ele precisa de apoio nesse momento. Mas é claro que o Oliver não vê assim, porque nem estava sabendo disso e tinha mandado a Thea NÃO fazer isso.

Quem também não acha uma boa ideia é a mídia, que é personificada na forma de Susan Williams, uma jornalista suspeita que vai aparecer mais vezes durante essa temporada. Ela mal apareceu, mas já estou revirando os olhos e tendo flashbacks da Isabel na segunda temporada. Susan fala mal do Oliver, criticando a escolha dele para vice. Quando Thea vai tentar resolver o assunto, ela conta para Susan que o Oliver não tinha nada a ver com isso e ela quem tinha tomado essa decisão. Amo a Thea, mas às vezes parece que ela nasceu ontem, que ingenuidade dessa menina, falando isso pra jornalista e achando que não vai ser enganada.

Susan faz outra reportagem dizendo que o Oliver não manda em nada ali e sim sua irmã, e que não tem a mínima ideia do que está fazendo. No final, vemos Thea incorporando a Moira e dizendo para Susan que essa foi a última vez que mexeu com ela. Espero mesmo que seja.

Oliver percebe que isso meio que é verdade e chama uma coletiva de imprensa, dizendo que ele confia em todos na sua equipe para tomar decisões e oficialmente anuncia que o Quentin vai ser seu vice. Yay, fofíssimo! Assuma suas responsabilidades, Oliver!

Só quero dizer que não quero que o Oliver durma com a Susan, que é uma hipótese que vem sendo jogada desde o início da temporada. Se o Oliver fosse ficar com alguma personagem aleatória, podia ser alguém legal pelo menos, né.

Ainda no âmbito político, temos a introdução do novo District Attorney – antiga função da Laurel – o Adrian Chase, que deu uma zoadinha no Oliver, mas foi bem irrelevante nesse episódio. Mas fiquem atentos porque esse ator é o único dos novos que é regular na série, o que é um forte indício que talvez ele seja o Prometheus, grande vilão dessa temporada.

arrow 5x03


Também tivemos um avanço na história da Felicity, apesar de não ter sido nem de perto o suficiente para o meu gosto. Vemos o Oliver conhecendo o Namorado – Malone, mas prefiro me referir a ele apenas como Namorado – apesar de ele não saber sobre o relacionamento dele com a Felicity ainda. Isso não vai muito adiante e não entendi muito o propósito da cena, mas vamos lá.

O que importa mesmo é Rory, o Ragman que conhecemos no episódio passado. Ele é o único sobrevivente de Havenrock, queria matar a moça dona da empresa que produziu o míssil e tudo, e nós vimos que Felicity ainda estava bem abalada com essa situação. Curtis logo percebe que a Felicity está tratando o Rory de maneira estranha, sempre evitando conversar com ele, e depois que o Rory menciona Havenrock, Curtis logo percebe o que está acontecendo e vai falar com a Felicity.

Felicity deixa bem claro que se considera culpada pelo o que aconteceu, já que foi ela que desviou o míssil para a cidade, apesar de Curtis insistir que não foi culpa dela e sim de Darhk, que era quem tinha enviado o míssil para começar, e a aconselha a contar para o Rory, afinal segredos sempre acabam saindo em uma hora ou outra. Felicity fica um pouco receosa, afinal ela não vê porque Rory não iria culpá-la e também porque ele pode tentar matá-la, já que ele tem aquele manto ninja e tudo mais. Curtis pergunta se ela conversou com Oliver sobre isso, e Felicity diz que “eles não têm mais esse relacionamento”, apesar de ser um pouco de hipocrisia, porque eles super ficam conversando sobre outros assuntos. Mas tudo bem, obrigada por me relembrar que eles ainda estão separados. Como se eu precisasse lembrar.

No fim, Felicity conta para Rory, pedindo desculpas com lágrimas nos olhos, mas nem vemos muito a reação dele, ele só sai logo depois de ouvir. Eu adorei ver essas cenas, mas quero mais do que isso! Quero explorar o que a Felicity está sentindo e saber a opinião do Rory também.

deadshot 5x03


Por fim, também temos uma grande parte do episódio voltada para o Diggle. John foi preso por crimes que não cometeu, após terem armado para ele no exército, e no início ele está conversando com Lyla sobre esse assunto, tentando arranjar uma solução. Eles também finalmente mencionam o tal do John Jr. Em Arrow, o que me irritou PROFUNDAMENTE, porque ainda estou muito abalda por eles terem substituído a baby Sara por outra criança aleatória assim. Tragam a baby Sara de volta!!

Durante o episódio inteiro, Deadshot – que quando vimos pela última vez tinha supostamente morrido – está na mesma cela que John, conversando com ele sobre o que tinha o levado ali. Mas como Deadshot pode estar ali se ele morreu? Ele é uma alucinação. Por mais que parte de mim queira gritar porque a) alucinação não funcionam assim e, b) John não tem motivos para TER alucinações para começar, ele não está com nenhuma influência de substâncias psicoativas e ele não é psicótico (pelo menos na minha avaliação, ele não parece ser), então mesmo que ele tenha TEPT, seria improvável que ele tivesse alucinações como sintoma... Mesmo se alucinações aparecessem desse modo, mas eu vou ignorar isso, licença poética e tudo mais, todos nós sabemos que os escritores não fazem a mínima ideia sobre nada.

O que importa é que Diggle está alucinando com Deadshot, que como sabemos é quem ele acreditou – por muito tempo – que tivesse matado seu irmão, e sempre guardou muito rancor sobre esse fato. Agora, John está super culpado por ele mesmo ter matado o irmão, então ele vê e conversa do Deadshot sobre esse assunto, revelando seu próprio sentimento de culpa sobre o que aconteceu.

No final, ele até mesmo diz para Lyla desistir de tentar liberá-lo dali, porque ele acha que merece ser preso. É verdade que Diggle cometeu crimes, e nem falo aqui sobre a morte do irmão, que poderia até ser enquadrada como autodefesa, mas os crimes como vigilante. Mas ele não está sendo julgado por esse motivo, então é irrelevante, nesse caso ele É inocente, e não merece ser preso por isso. É claro que Lyla não fica bem um pouco satisfeita com John desistindo assim e vai chamar o Oliver para ajudá-la, mas isso nós vemos no próximo episódio.

O Melhor:
+ Oliver aprendendo a confiar nos outros migs
+ Felicity contando para o Rory sobre Havenrock
+ Gostei bastante dos vigilantes novos interagindo
+ Oliver como prefeito!
+ LYLA

O Pior:
- Quero baby Sara de novo e não vou me calar sobre isso jamais
- A repórter, chata para caramba
- Ingenuidade da Thea, parece até que não é filha da Moira


Nota: 8,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1