Image Slider

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Review: Arrow 5x01 - "Legacy"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Legacy", exibido no dia 05/10/16.


arrow 5x01

Se você não segue em frente, você morre. Esse é o lema dessa temporada e eu só quero dizer que então eu estou morta, porque tô que nem o Oliver, presa totalmente na temporada passada, volta 4x01!! Volta, felicidade!

Depois de cinco meses sem Arrow, minha única reação ao voltar foi pensar que era melhor continuar em hiatus mesmo. Não que o episódio tenha sido horrível – nada perto do pesadelo que foi a première da terceira temporada -, mas faltou algo essencial: eu me importar. Foi mal, Arrow, eu amo esses personagens com tudo o que eu tenho, mas vou precisar de um pouco mais para voltar a amar a série como um todo.

Tivemos algumas mudanças básicas no final da temporada passada, para começar Thea e Diggle saíram do Team Arrow, deixando Oliver e Felicity sozinhos, e, para completar, Oliver virou prefeito da cidade. Acontece que essas duas coisas não combinaram bem, já que agora Oliver é o único vigilante oficial e ainda precisa trabalhar de verdade, porque ser prefeito exige trabalho. Alguém avisa isso para alguns políticos, por favor. Oliver resolve privilegiar o seu trabalho noturno, claramente negligenciando suas responsabilidades políticas e delegando tudo para a Thea, que parece ser quem realmente anda tomando as decisões. Segundo Oliver, proteger a cidade é mais importante do que administrá-la. Isso depende bastante se estamos falando sobre curto prazo ou longo prazo, né, Oliver, mas te entendo.

Como prefeito, Oliver está preocupado com a corrupção da polícia, já que vários policiais estão andando pro outro lado da lei, e ele deixa isso claro em seu discurso no baile de gala da polícia. Além disso, eles também lançaram uma estátua em homenagem à Laurel. Só posso imaginar que a estátua esteja refletindo quão pobre Star City está, porque, meu deus, que estátua feia! Se fosse a Laurel, eu voltava para assombrar quem quer que construiu essa estátua, chega a ser insultante.

Oliver nem tem a chance de terminar seu discurso, um de seus maiores talentos e, pelo visto, a única coisa que vem fazendo desde que assumiu a prefeitura, quando um grupo de homens armados invadem a abertura e sequestram Oliver e outras pessoas, com o objetivo de atrair o Green Arrow, sem saber que ele está logo ali.

arrow legacy


O culpado por isso é Tobias Church, um novo vilão que já chegou abalando. Veio de fora da cidade e já contatou todas as máfias e bandidos da cidade, assassinando quem precisava e intimidando os outros, pronto para dominar.  Ele resolve que um jeito certeiro de fazer isso seria matando o GA, mas acabou sequestrando o Oliver para isso, aí fica impossível. Mas o melhor de tudo foi ver o Oliver sendo sequestrado e como essa cena é um paralelo tão claro com o primeiro episódio da série, quando Oliver é sequestrado com Tommy.

Oliver não pôde lutar muito contra seus sequestradores, porque tem várias pessoas vendo, mas logo que chega no local, ele arranja um jeito de irritar os captores o suficiente para o mandarem para um quartinho separado, e é tudo o que Oliver precisava. Ele rapidamente se liberta das algemas e mata o cara, bem primeira temporada mesmo. Como cena, foi o máximo! Agora temos que pensar, mas por que o Oliver está agindo igualzinho ele agiria quatro anos antes, seria uma regressão?

Não acho que seja uma regressão per se, é mais o Oliver tentando encontrar seu lugar de novo, após a morte da Laurel e a saída dos outros. Thea está bem contra voltar para o Team Arrow, apesar do Oliver insistir algumas vezes e se veste de Speedy apenas para salvar o irmão, mas logo que o vê matando pessoas, Thea fica revoltada, não entendendo o que o Oliver está fazendo.

Li uma teoria sobre como isso é sobre o Oliver encontrar sua própria balança, não depender mais de estar cumprindo uma promessa para o pai ou para o Tommy, mas encontrar como ele quer se relacionar com a morte e o trabalho de vigilante. Achei essa é uma perspectiva bem interessante e espero que os escritores continuem explorando. Além disso, também é bom vermos como a Thea está lidando com tudo isso, dizendo que aquela não é ela e ela só quer ser normal agora, não a culpo, porque não acho que essa vida seja para todos (certamente não seria para mim) e ela passou por muitos traumas recentes, um descanso faz bem, mas espero que vejamos mais também sobre essa decisão.

No fim, Oliver se liberta dos caras, foge com Thea e depois precisa arranjar um plano para salvar os outros cativos. Ele acaba aceitando a ajuda de Lance, que está desempregado, voltou a beber e terminar com Donna, que após uma conversa e se inspirar com a estátua da filha, resolve indicar policiais confiáveis pro Oliver, e com a ajuda deles, todos conseguem se salvar.

olicity legacy


E Oliver e Felicity? Não quero falar sobre esse assunto, mas vou ter que falar. Os dois ainda estão separados e agindo como se nada tivesse acontecido, estão trabalhando normalmente, como se estivéssemos na segunda temporada ou algo assim. São amigos, as conversas entre os dois ainda são maravilhosas e podemos ver os OLHARES, mas eles não se tocam.

Com só os dois no Team Arrow, Felicity está pressionando Oliver para arranjar novas pessoas, incluindo o Wild Dog, que o Oliver encontrou no início do episódio e atirou em seu joelho (igualzinho ele fez com o Roy antes!). Felicity acredita que o Oliver não deva ficar sozinho como vigilante, já que é bem arriscado e também ele tem outras coisas pra fazer. Oliver está irritado e esperando que Thea e Digg mudem de ideia e voltem, mesmo com Felicity – e todo mundo – dizendo para ele “seguir em frente”, porque ele está preso no passado. A referência sobre o relacionamento deles, o qual Oliver ainda não conseguiu superar e eu muito menos, fica implícita.

Oliver rejeita bastante a ideia, mas depois que aceita trabalhar com o grupo do Lance e consegue conversar com Digg por skype (muito fofo!), recebendo conselho do amigo para criar um time novo mesmo, Oliver aceita. E o primeiro a ser convocado acaba sendo Curtis, que já estava andando por ali para ajudar a Felicity e acabou sendo atacado quando foi procurar pelo Wild Dog, depois disso resolveu que também quer ser treinado e defender a cidade. Junto com ele, ainda existem outros vigilantes que estão por aí pela cidade que Felicity selecionou para poder ajudá-los.

Muito interessante ver Oliver e Felicity trabalhando tão bem, mas meu coração ainda está arrasado. Mais arrasado ainda com o final do episódio, quando Felicity vai para sua casa e encontro seu Novo Namorado, cujo nome eu me recuso a descobrir. Ele tinha aparecido uma outra vez, sendo detetive da polícia lá, mas confesso que estou meio confusa porque o achei muito parecido com o cara que morreu no final, então não sei quem é quem. O que importa é que Felicity está com esse novo carinha, que eu mal conheço, mas já odeio. Dessa vez nem motivo eu tenho, visto que ele nem falou nada, mas não fui com a cara dele, com aquele cabelo seboso e mãos pequenas.

Tenho quase certeza que o Oliver não sabe sobre esse namorado e ele provavelmente vai ficar por aí por mais um tempo. Só espero que até a midseason, Oliver e Felicity tenham se arranjado de novo, apesar de saber que nós só deveríamos ter esperanças para o final da temporada mesmo. O que mais me intriga é que quero saber COMO a Felicity está lidando com tudo isso, ela parece estar super normal, não sabemos nem onde ela está trabalhdno e de onde esse cara surgiu, mas quero vê-la falando sobre Havenrock, sobre o Digg ir embora, sobre a separação com o Oliver. Para mim, ela está só ignorando todos os problemas e isso nunca dá certo.

Espero que Arrow não me decepcione, mas não vou ficar esperando em pé.

O Melhor:
+ Paralelo com a primeira temporada! Melhor cena do episódio.
+ Cenas de ação para o Oliver com coreografias legais, amém
+ Flashbacks finalmente voltaram a ficar interessantes. Olá, bratva!
+ OLIVER E DIGGLE!!!
+ Oliver aceitando trabalhar com um novo Team Arrow
+ Aceito e aprovo o pouco de cenas Olicity que tivemos. 


O Pior:
- Lance e Donna terminando. POR QUE NINGUÉM PODE SER FELIZ?
- Estátua da Laurel muito zoada, por favor
- Novo namorado da Felicity, eca.
- Muito meh, no geral.
- Não foi mencionado no episódio, mas já fiquei sabendo que o Flashpoint vai afetar Arrow e transformar a baby Sara em um menino!!! Nunca fiquei tão revoltada na minha vida e vocês vão me ver reclamar disso de novo toda vez que a criança aparecer, se não voltar a ser baby Sara, vou pessoalmente matar o Barry.


Nota: 8,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1