Image Slider

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Review: The Middle 7x24 - "The Show Must Go On" [Season Finale]

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Show Must Go On", exibido no dia 18/05/2016!

the middle 7x24

Finalmente chegamos ao final desta excelente sétima temporada de The Middle. E se antes dela começar chegamos a sofrer com a possível saída do ator Charlie McDermott, que vive Axl, e que quase deixou o seriado para estrelar um próprio, podemos respirar aliviados. Não somente McDermott continuou aqui, como sua personagem Axl sofreu um amadurecimento assombroso, com temáticas envolvendo decepções com a vida e o envelhecimento, entregando um dos arcos mais sólidos desta temporada.

E se menciono a quase saída de McDermott, é porque está season finale trouxe um gostinho um pouco estranho na boca. O episódio inteiro foi focado em Brick, exatamente o personagem mais desperdiçado desta temporada, quase sempre relegado a subtramas descartáveis e muitas vezes ruins e mal aproveitadas. Aqui, o próprio seriado reconhece a falha, trazendo inclusive momentos onde cada um dos Heck ficam em reminiscências com o pequeno, recordando-o em flashs de várias temporadas passadas. 

Estranho, não? Alguém menos ligado em The Middle poderia até achar que esta seria uma despedida final para Brick. Mas não é nada disso. Como apontei na review do episódio “Survey Says...” (S07E20), Brick se tornou um personagem alheio ao arco central do seriado. Sem conseguir fazer com que ele evolua, os roteiristas continuam a focar em sua estranheza, que há tempos deixou de ser apenas um engraçadinho aspecto de criança, e hoje mais parece com reais problemas mentais para o adolescente que ele agora é. Justamente por isto, assumindo uma posição clara de ‘mea culpa’, a Season Finale é inteiramente dedicada ao pequeno, e sua formatura da 8ª série.

the middle 7x24

E a família descobre da forma mais embaraçosa possível, enquanto pensam o que farão no sábado para celebrar o último dia de Sue em Orson, antes dela deixar a cidade durante o verão para um trabalho temporário no parque temático Dollywood. Tão logo nota que o dia deveria ser de Brick, e não de Sue, Frankie muda o foco, e passa a se interessar incessantemente pela ocasião. Mas a grande surpresa, entretanto, não é nem o fato de que nem Frankie e nem ninguém se lembrou de que o jovem iria se formar, afinal, isso é típico da série, mas sim que Brick estava particularmente animado por conseguir um ‘momento ao Sol’ durante a cerimônia, na qual iria cantar.

Mas tão logo Brick descobre que não foi selecionado para se apresentar, Frankie decide reunir toda a energia acumulada ao ignorar o caçula durante todos esses anos, e praticamente declarar uma guerra contra o diretor da escola para garantir que, sim, Brick estará cantando naquele palco. Nem mesmo Brick parece tão preocupado quanto Frankie. E como sabemos, o motivo disto é culpa. Culpa por toda a negligência.

Mas não se engane ao pensar que esta culpa fica restrita às barreiras simbólicas do arco dramático do seriado. Não, não, não. Fica bem claro que são os próprios escritores e produtores da série que parecem estar querendo dar uma evoluída de última hora em Brick. É justamente por isso que o pequeno não somente se apresenta, mas traz aquele que talvez seja o momento mais emocional do episódio, onde a família parece entender que talvez não tenham que se preocupar tanto com o futuro do rapaz. Estaria o jovem Heck finalmente quebrando a casca e deixando sua estranheza no passado para entrar para o High School? Não sabemos ainda, mas os flashbacks e o climão de ‘despedida’ com certeza fariam muito mais sentido agora.

the middle 7x24

Em paralelo, temos duas subtramas menores. Na primeira delas, Axl aparece em seu típico emprego de verão, como salva-vidas da piscina do clube. Entretanto, coroando perfeitamente o arco dramático que lhe deram nesta temporada, o outrora descolado Heck se vê obrigado a enfrentar seu pior demônio: ele mesmo. Caracterizado em forma de uma criança aleatória de 10 anos, Axl vê nas atitudes debochadas e nas zombarias da criança o que ele mesmo era até pouco tempo atrás. E se lidar com ele mesmo já não fosse ruim o bastante, ainda há um enorme agravante, já que a criança não vê a menor graça nele. É como se o lendário ‘Axman’ tivesse deixado de ser referência em como ser legal, e tivesse se transformado em um ‘tio chato’.

E se o próprio Axl já concluiu durante esta temporada que sua persona descolada realmente ficou restrita aos territórios de seu passado, cabe a ele usar de sua sabedoria acumulada para ajudar o próximo. Num discurso inspirado, Axl diz para sua pequena cópia: “Pode parecer legal ficar de lado zombando de tudo, mas no final do dia, você não é realmente legal, é apenas um cara que deixou de aproveitar muitas coisas boas”. Mas no fundo sabemos que Axl não poderia estar menos interessado em ajudar a criança. O recado é dele para ele mesmo. Que tal isso para uma evolução pessoal?

the middle 7x24

Por fim, Sue está em um pequeno tormento pessoal. Ela descobre em cima da hora que precisa estar em Dollywood naquele sábado, de forma que teria que fazer uma grande escolha: deixar de comparecer no primeiro dia, e possivelmente ser despedida, ou deixar de comparecer à formatura do irmão caçula apenas para garantir um ‘trabalho de verão’? No final tudo dá certo, e Brick fica tão feliz por Frankie ter lutado para que ele cantasse na formatura, que decide abdicar de sua própria festa para acompanhar a irmã, encerrando o episódio com a família tradicionalmente reunida no carro dos Heck para irem levar Sue a Dollywood. Infelizmente, não somos convidados a embarcar com eles nesta viagem. Mas Mike está no controle (citação de S07E20). Sabemos que tudo está bem.


O melhor
+ Eu queria muito ter visto um episódio com a família reunida no carro para levar a Sue para Dollywood.
+ O Axl encarando ele mesmo quando pequeno.
+ Vemos de relance o Mike bebendo com os funcionários da pedreira, o que retoma um episódio passado em que ele tinha receio que não o vissem como amigo.
+ O Brick cantando e emocionando a família foi um momento perfeito para uma Season Finale.
+ Sempre que alguém começa a ter lembranças do Brick, alguém interrompe. 
+ Bem ao final, o episódio já deu umas dicas do que aconteceu com os personagens durante o Verão.

O pior
- Os flashbacks do Brick em temporadas passadas ficou meio estranho, parece despedida do personagem.
- Apesar de ter trazido uma história mais emotiva, faltou um pouco de humor.

Nota: 9,0

Cássio Delmanto Advogado, colunista automotivo, beatlemaníaco, fanático por carros, filmes, séries, música, tecnologia e cultura inútil em geral. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1