Image Slider

domingo, 8 de maio de 2016

Review: The Big Bang Theory 9x23 - "The Line Substitution Solution"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Line Substitution Solution", exibido no dia 05/05/2016!

the big bang theory 9x23

Beverly está de volta! Sim, a racionalíssima e insensível mãe do Leonard está de volta. Mas não para celebrar o Dia das Mães, como poderia ser esperado. Beverly está simplesmente fazendo uma visita casual ao seu filho, que como sabemos, já foi fruto de inúmeros experimentos psicológicos durante a infância e adolescência, que o levaram a uma vida adulta repleta de traumas e carências.

É justamente por conta disto que Leonard praticamente se recusa a ir buscar a própria mãe no aeroporto. “Eu prefiro me poupar do caminho de 40 minutos onde ela irá criticar todos os aspectos da minha vida” – diz ele. E conforme ele mesmo induz, será uma oportunidade perfeita para que Penny consiga estreitar os laços de amizade com a ameaçadora sogra. O que ela topa com sua típica animação. Ledo engano.

Tão logo Beverly entra no carro da nora, já questiona se o filho consegue manter ereções. Sim, tudo muito direto, como se fosse uma conversa casual qualquer. Penny engole seco, e embora tente focar a conversa na sogra, para tentar descobrir um pouco mais sobre ela, não consegue evitar nem mesmo evitar ser foco de psicanálises da mulher, que é uma renomada psicóloga, afinal.

Nada melhor, então, do que tentar descontrair as tensões com um jantar simpático entre nora e sogra. O medo, entretanto, é tamanho, que Penny decide chamar Amy e Bernardette para tentar melhorar um pouco o clima. E embora o plano funcione perfeitamente bem de certa forma, ele também falha miseravelmente. Amy e Bernardette são mulheres da mente, cientistas igualmente renomadas e bem-sucedidas, e é justamente por isso que Beverly enxerga nelas pessoas curiosíssimas e dignas de atenção. Penny, por outro lado, raramente consegue entrar no radar da sogra, por mais que tente.

the big bang theory 9x23

Tudo resulta, afinal, numa cena explosiva, onde Penny, confortada por uma farta taça de vinho, questiona a sogra sobre os motivos pelo qual ela segue ignorando-a, mesmo com toda a tentativa. “Você está buscando uma conexão comigo, ou apenas uma forma de aceitação?” – questiona Beverly, numa frase que sozinha já demonstra a dificuldade em lidar com sua seriedade. “Eu estou buscando um certo tipo de amizade, mas à esta altura, já aceito você não ficar me insultando bem na minha cara” – diz Penny.

A sogra rebate dizendo que em momento algum quis insultá-la, abrindo caminho para que a nora lhe pergunte se ela sabe o que insulto significa. Pronto. Era o que bastava. O portal estava finalmente aberto para que Beverly finalmente usasse deste argumento para mostrar à Penny a raiz de todo o problema: “Um exemplo de insulto seria você se casar como meu filho e sequer me contar, ou avisar que o casório estava acontecendo”. Ual. Nunca se viu Penny ficar tão sem graça de forma tão contundente.

Ao final desta trama, Penny entende que se distanciou ainda mais da sogra ao mantê-la distante do casamento, e justamente por isso, pergunta se Beverly aceitaria se ela e Leonard fizessem uma cerimônia simbólica para aproveitar sua visita. “Isso seria perfeitamente aceitável” – diz ela. Enfim, Penny e Beverly se entenderam. E quem sabe seja uma forma da série compensar o anticlimático e simplório casamento dos dois no começo desta temporada, numa das cerimônias menos impactantes da história da televisão, conforme falei na review daquele episódio. Aguardemos.

the big bang theory 9x23

Em paralelo a esta trama, temos uma subtrama envolvendo os garotos. Em um dia clássico de compras na loja de quadrinhos de Stuart, Raj conta aos amigos que o diretor e roteirista Joss Whedon, de Os Vingadores, iria realizar um evento onde iria mostrar algumas cenas deletadas dos filmes, e ainda abrir espaço para perguntas. Todos se animam, mesmo sabendo que será respeitada a ordem de chegada.

Mas para conseguir lugar, os rapazes precisariam ir para a fila imediatamente, o que não representa nenhum sacrifício, já que cansamos de vê-los em filas durante estas nove temporadas do seriado. Para Sheldon, entretanto, há um pequeno conflito, já que Amy quer que ele vá com ela fazer comprar durante a tarde. É assim, casualmente, que Stuart, o palhaço triste, se oferece para ficar na fila no lugar de Sheldon em troca de alguns trocados.

Sheldon é Sheldon, é claro, então ele acaba usando Stuart não para ficar na fila em seu lugar, mas para que ele acompanhe Amy na tarde de compras, para total desgosto da garota, que vê nisso um sinal de que o relacionamento está descendo alguns degraus. Tudo se resolve com um pedido de desculpas. Simples assim. O conflito, realmente, se dará na própria fila do evento, já que Sheldon é um maluco por ordem, e não se conforma em ver alguém furando a fila para se juntar a um grupo de amigos. Usando de um discurso inflamado, onde ele cita até mesmo a revolucionária Rosa Parks, mulher que nos anos 60 se recusou a ceder seu lugar a um branco em um ônibus nos Estados Unidos segregacionista, Sheldon acaba não convencendo ninguém. Apenas envergonhando seus amigos, como de costume.

the big bang theory 9x23


O melhor
+ O Stuart lucrando para fazer coisas pelos outros foi muito engraçado.
+ A cara da Amy quando vê o Stuart chegando no carro invés do Sheldon.
+ As desculpas do Sheldon foram ótimas.
+ Tomara que usem essa cerimônia simbólica para compensar pelo anticlimático casamento que se deu no primeiro episódio desta temporada.

O pior
- Encerrar o episódio com o Howard entrevistando a si mesmo no banheiro ficou meio perdido na história, como se não houvesse um encerramento melhor para a história proposta durante o episódio.

Nota: 9,0

Cássio Delmanto Advogado, colunista automotivo, beatlemaníaco, fanático por carros, filmes, séries, música, tecnologia e cultura inútil em geral. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1