Image Slider

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Review: Arrow 4x22 - "Lost in the Flood"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers de "Lost in the Flood", exibido no dia 18/05/16.


thea queen 4x22


Penúltimo episódio da temporada e as coisas começam cada vez mais a ficarem mais interessantes. Terminei o episódio animadíssima para o season finale, o que é o objetivo, então acho que foi um sucesso.

Felicity conseguiu reverter os mísseis para apenas uma cidade, mas Darhk ainda vai tentar dominar o mundo mesmo assim. Continua todo mundo na “arca”, naquela bolha subterrânea, esperando pelo fim do mundo, e isso inclui Anarky, Malcolm e Thea. Os dois primeiros até podem ficar por lá, quem se importa, se a Thea não estivesse ali, podíamos deixar todo mundo ali reconstruindo um novo mundo sem luz solar e deixá-los morrer por falta de recursos em breve.

Infelizmente, Thea está presa contra sua vontade ali, mas pelo menos ela consegue mandar uma mensagem para a Felicity, que consegue rastreá-la o suficiente para mandar Oliver e Diggle atrás dela. O único problema é que os escritores de Arrow têm uma fascinação patológica por drogar personagens, então é claro que eles veem essa situação e resolveram que drogar a Thea era a solução. Sério, mesmo, DE NOVO?

Como todos sabemos, Malcolm é a pior pessoa, então ele dá aquela droga que deixa a Thea sugestionável, usando-a para lutar contra seu próprio time. Meu deus do céu, eu sei que eu falo isso toda resenha, mas estou TÃO cansada do Malcolm, não tem personagem que me irrite mais. Nesse episódio mesmo, Oliver diz que devia ter cortado a cabeça dele ao invés da mão e eu quase gritei que era isso que eu vinha dizendo há duas temporadas. Literalmente todo episódio que eu vejo o Malcolm, eu rezo para que ele seja morto dessa vez, mas nunca é. Me libertem desse inferno que é viver em um mundo que Merlyn existe.

Mas ok, superemos meu ódio. Oliver e Diggle tentam ao máximo lutar contra Malcolm e Thea, ao mesmo tempo que tentam salvar Thea, porque esse era o plano original. O bom é que Oliver consegue conversar com a irmã o suficiente para quebrar o efeito da droga, convencendo-a a lutar contra os comandos e se virar contra o pai, yay, quem diria que seria tão fácil. Sair da redoma que já é mais difícil, já que todos estão contra eles, depois que Ruvé apareceu, mandando todos da cidade contra eles. E, além disso, eles ainda precisam lidar com o Anarky, que está solto por aí, querendo explodir tudo.

Basicamente, essa é uma competição para ver quem explode o que primeiro. Anarky quer destruir os planos do Darhk, Darhk quer destruir o mundo, Team Arrow quer destruir Darh... Por mim, deixava os vilões de matarem e o resto dos personagens serem felizes.

arrow 4x22


Anarky não está tão feliz quanto eu com esse plano, ele quer é explodir tudo mesmo. Até mesmo a Thea, que ele insiste em chamar de “mamãe” só pra me deixar enojada, ele não espera ela sair para poder explodir tudo, o que Anarky quer é só vingança pelo Darhk não ter dado a ele seu devido valor. Para isso, ele não só coloca várias bombas espalhadas pela arca, sem se importar que o mundo lá em cima estava prestes a ser destruído, mas também sequestra Ruvé e a baby Darhk, cujo nome não faço ideia, e resolve ameaçar o Damien, dizendo que vai matá-las em 20 minutos.

Oliver, Diggle e Thea vão tentar impedir Anarky, e deixam Malcolm encarregado de tirar todo mundo dali, porque por mais que todos fossem loucos que estavam conspirando contra a morte de bilhões de pessoas – sério mesmo, não consigo suportar pessoas que estão no topo de privilégios do mundo dizendo que o “mundo está perdido” e etc, querido, você acha isso e aí vai matar todo mundo que teve uma vida MUITO pior que a sua? Me poupe – Oliver acha que devia salvá-los. Eu só concordo porque tinham crianças no meio, e elas podem crescer para ser pessoas boas.

Os três vigilantes chegam a tempo, mas infelizmente Anarky é mais louco do que eles pensavam e nem dá muito tempo para ser convencido a mudar de opinião, simplesmente aciona as explosões e resolve matar Ruvé na hora, sem nem aviso. Achei bem triste que a Ruvé morreu, porque de todos os vilões que nós fomos apresentados, achei que ela era a que tinha mais potencial, poderia voltar depois e se tornar uma ótima adversárias. Mas Arrow é Arrow, não podemos esperar só por decisões boas, então é claro que eles foram lá e a fizeram morrer, assim, sem nem ter algum motivo exatamente, só para deixar o Darhk ainda mais irritado, capaz de resolver jogar bombas no mundo mesmo sem arca nenhuma.

A sorte é que o Team Arrow consegue salvar a menina em tempo, porque a coitada não tinha nada a ver com isso, só quero saber o que vai acontecer com ela. Toda a arca acaba explodindo, com muita gente saindo a tempo, liderado pelo Malcolm, e o Team Arrow saindo logo antes de tudo cair, abrindo um buraco enorme bem no meio de Star City. A pergunta que não quer calar é por que ainda tem gente morando nessa cidade, quatro anos seguidos que acontece algum desastre, se fosse eu me mudaria.

Só quero deixar uma observação que a morte da Ruvé foi, esteticamente, muito semelhante à morte do Tommy, me questiono se isso foi proposital, para fazer um paralelo mesmo. Mais uma vez acontece um desastre na cidade, só que agora ao invés de fugir, como fez depois do Undertaking, Oliver vai ficar a assumir seu lugar como prefeito, já que Ruvé morreu e mais uma vez eles estão sem ninguém.

felicity smoak 4x22


Enquanto tudo isso acontece debaixo da terra, Darhk ainda está tentando recuperar o Rubicon, que a Felicity tinha desativado antes. Para conseguir isso, ele chama a ajuda de Cooper, o ex-namorado da Felicity, que tinha sido preso no 3x05. Fiquei bastante surpresa por ver Cooper de novo, realmente não esperava isso, mas estou indignada com eles terem o feito parecer que estava no mesmo nível que a Felicity E o pai juntos, quando já tinha sido estabelecido que a Felicity era uma hacker melhor do que ele. Cooper nem mesmo foi preso pelos próprios crimes.

De qualquer forma, Felicity, Noah e Curtis todos se juntam para tentar impedir Darhk de recuperar o controle do Rubicon, e acabar com isso de uma vez por todas. Cooper, de alguma forma, consegue durar quase o episódio inteiro, sendo páreo para os três juntos. Vou fingir que acredito. Mas é claro que no fim, ele acaba sendo derrotado. E que não volte mais.

O mais interessante mesmo dessa parte do episódio foi a dinâmica familiar entre Felicity, Noah e Donna. AMEI, me deem uma temporada inteira disso. Donna descobre que Noah estava lá e faz um escândalo, ficando muito irritada com o ex-marido e preocupada com a Felicity. Podemos ver, ao longo do episódio, a Felicity tendo uma relação bastante conflituosa com o pai, por mais que ela tente não se apegar a ele, irritada pelo o que aconteceu no passado, vemos que às vezes ela deixa ele se aproximar mais e acaba o chamando de “pai” no final.

Também é finalmente revelado que Noah, na verdade, não abandonou a família, foi a Donna que o expulsou de casa, deixando a Felicity acreditar que o pai não tinha voltado por que quis. Não acho que a Donna estivesse certa de deixar a Felicity achando que tinha sido abandonada, porque nós vimos o quanto isso foi doloroso na época e deixou várias marcas nela, mas fiquei com a impressão que tinha acontecido mais coisa entre Noah e Donna do que a Felicity sabe, ela explica para Curtis que acha que é só porque o pai era um criminoso e ia voltar para os antigos hábitos, mas do jeito que a Donna fala, me pareceu ser algo mais sério.

No fim, Donna acaba dizendo para Noah ir embora de novo, mais uma vez mentindo para a Felicity. Se ela já não estava certa de fazer isso quando a Felicity era criança, agora está mais errada, porque Felicity já é adulta e capaz de fazer as próprias escolhas. Dito isso, entendo por que ela agiu assim e acho que ela está querendo proteger a filha, só espero que vejamos as consequências disso e também que o Noah tenha feito algo mais que cometer crimes para explicar essa reação.

Também quero muito que o Noah volte para ajudar Felicity, porque acho que ele voltar seria uma ótima experiência emocional corretiva para ela. Como Curtis fala para a Felicity nesse episódio, ela está reproduzindo com o Oliver o que aconteceu entre os pais dela, não querendo confiar nele, porque acha que ele vai voltar para os hábitos antigos e machucá-la de novo.

Queria que Curtis tivesse tido mais tempo de conversar com ela, porque todas interações entre Curtis e a família Smoak foram maravilhosas, mas o papo tem que ser encurtado porque logo sem seguida Darhk aparece, pronto para sequestrar Felicity. Só quero ver a season finale como vai ser!

O Melhor:
+ Família Smoak reunida!
+ Curtis reagindo ao Noah e interagindo com Donna e Felicity, adorei
+ Donna estava maravilhosa no episódio, adoro como ela adota uma postura muito séria em relação ao Noah
+ Revelações sobre a família
+ Cooper aparecendo!
+ Thea conseguindo quebrar o efeito da droga
+ Arca foi destruída

O Pior:
- Mais uma mulher morrendo enquanto o Malcolm está vivo
- Queria que tivessem aprofundado mais como a Felicity estava se sentindo sobre a bomba do episódio passado
- Como é que o cooper se tornou um hacker tão bom capaz de ser páreo pra Felicity, Noah e o Curtis juntos?
- Ainda quero mais explicação para o que o Noah fez para a Donna odiá-lo tanto
Malcolm drogando a Thea, ugh


Nota: 9,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.



0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1