Image Slider

domingo, 24 de abril de 2016

Dica da Semana: Winter on Fire

Três palavras para vocês: Winter on Fire (em português, Inverno em Chamas). Brutal ao ponto de embrulhar o estômago e chocante de deixar o queixo cair, esse documentário do Netflix mostra – através de uma série de entrevistas e gravações – o desenrolar da Euromaidan.

Documentário Netflix

Mas... O que foi a Euromaidan? Uma série de manifestações populares que tomou a Ucrânia, principalmente sua capital, Kiev, em novembro de 2013 e se estendeu até fevereiro de 2014. O motivo? A aproximação do então-presidente Viktor Yanukovytch com o governo Russo, por baixo dos panos, ao invés de trabalhar na prometida entrada no Bloco Europeu. De início pacífico, os protestos tornaram-se violentos diante da agressividade com que a Berkut tratava os manifestantes.
Ao contrário do que o documentário pode te levar a crer, especialmente com suas avaliações excepcionais no IMDB e Rotten Tomatoes, a opinião quanto ao Euromaidan continua dividida na Ucrânia.

Winter on Fire é um documentário belíssimo. Eu não vou me aprofundar muito no longa-metragem em si, mas vou dizer uma coisa: algumas cenas me doeram o coração. O momento em que você vê as pessoas assustadas daqueles que deveriam protegê-las; aquele segundo eterno em que você assiste, atônito, cinco ou seis policiais batendo em um manifestante caído e indefeso; a fração de segundo em que você sente um mix de tristeza profunda e raiva esmagadora, pois um homem nunca mais ver seus pais. Tive que pausar algumas vezes para recuperar o fôlego.


Talvez seja difícil acreditar que isso tudo tenha acontecido na fabulosa Europa. Mas aconteceu. Na realidade, ainda está acontecendo: as consequências da Euromaidan continuam muitíssimo presentes, seja na Criméia ocupada pelos russos ou na suspensão da Rússia do G8. É o antigo debate entorno de soberania, identificação, fronteiras, interesses econômicos... Questões que tínhamos centenas de anos atrás, questões que continuaremos a ter centenas de anos depois do aqui e agora (ainda que eu espere que não).

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1