Image Slider

segunda-feira, 7 de março de 2016

Review: Once Upon a Time 5x12 - "Souls of the Departed"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Souls of the Departed", exibido no dia 06/03/2016!

once upon a time 5x12

Depois da eternidade que esperamos, Once finalmente voltou! E no 100º episódio ainda, o que mostra o quanto nossa querida série cresceu em todas essas temporadas. Começamos assim a saga em encontrar Hook no meio de tantas almas perdidas do Mundo Inferior. Vou logo avisando que só estamos no começo mesmo, temos muito caminho - o resto da temporada - até resolvermos isso tudo. Infelizmente, não conseguimos muitas notícias de Hook, mas o episódio não deixou de cativar, afinal, a estrela do episódio foi a Regina. 

Tudo começa com Emma acordando em seu fusca amarelo. Sonho? Não exatamente. Emma se encontra em um limbo, mas o mais importante é quem encontra lá: Neal! Siiim! Adoraria ter visto Neal se reencontrar com o filho (ou até mesmo o pai, apesar de que a conversa teria sido longa), mas adorei o momento intimista com Emma. Não vejo mais os dois como casal, simplesmente como duas pessoas que passaram por muita coisa juntas e se amarão sempre. 

O importante é que eis a primeira cena fofa do episódio. Neal fala para Emma que está em lugar melhor e que ela não o encontrará porque ele não está no purgatório, o que é sempre bom saber. Imagino o quanto foi gratificante para ela saber que ele estava bem em sua pós-vida. Uma coisa interessante foi Emma tocar no assunto de que ela queria o ter salvado, se soubesse que poderia. Pelo menos, nossos corações desapertam um pouco quando sabemos que, ela não o poderia ter feito, porque ele está em paz. Ela não o encontraria. (Haja lições sobre como lidar com a morte nesse momento.)

once upon a time 5x12

Eles conversam sobre Henry e Emma recebe seu primeiro aviso de como não será nada fácil ficar por lá. No entanto, como Neal mesmo sabia, as dificuldades nunca impediram Emma. Nossa querida Swan mal começou e não desistirá tão cedo de Hook. Chegamos então ao Mundo Inferior.

Nossa Storybrooke 2.0 logo aparece e todos ficam pasmos com a atmosfera bizarra de tudo na cidade. Quando nosso grupo de heróis se separa, já começamos a reencontrar personagens conhecidos. A começar pela Bruxa Cega e James. Sim, não demora para o irmão gêmeo do Charming tascar um beijo na Snow e murmurar sobre o irmão ao sair por aí bebendo café. Admito que essa aparição foi um tanto rápida, mas acho bem provável que teremos um episódio mais focado nesse reencontro dos irmãos. 

Por falar em famílias complicadas, é o que temos para hoje. E muito. Peter Pan também aparece quando, por incrível que pareça, Rumple resolve ajudar Emma procurando uma porção que os dará notícias sobre o paradeiro de Hook ali. Como era de se esperar, pai e filho não se dão nada bem e saímos dali com a proposta de Peter Pan: ele pretende voltar para o Mundo dos Vivos trocando de lugar com alguém que veio com a nossa expedição 'Salve Hook'. 

once upon a time 5x12

O principal, no entanto, acaba sendo o reencontro de Regina e Cora. A rainha de Copas voltou para o episódio mais que especial da série e mandou ver. Foi muito bom ver as duas se reunindo depois de terem perdoado uma a outra, mas a felicidade dura pouco já que Cora, como uma mãe preocupada - só que não -, ameaça fazer mal ao pai de Regina se ela não voltar para o Mundo dos Vivos no barco que providenciou. Sério, tadinho do pai da Regina por um casamento louco desses. No entanto, aí que está a melhor parte do episódio: o relacionamento de pai e filha entre Regina e ele. 

Sempre em paralelo, conhecemos mais um pedaço do passado entre Regina e Snow. Acompanhamos o aniversário de Regina e suas frustrações por não ter o coração de Snow, enquanto Snow e Charming já estão juntos lutando contra o regime da Evil Queen. Apesar de suas tentativas, o pai de Regina quer que a filha se liberte esse ódio que a consome e que a impede de ser feliz. Um tanto ingênuo ele tenta até pedir ajuda para Cora, o que acaba fazendo a Rainha de Copas ir atrás do coração de Snow ela mesmo para a filha. 

O amor de Cora por Regina sempre foi algo bem distorcido e, dessa vez, não foi diferente. O pai de Regina está completamente certo quando fala o quanto Cora domina a filha, querendo ou não. Por mais que a culpa pela morte de Daniel tenha sido da mãe, Regina insiste em botar em Snow e acaba se transformando no que a mãe sempre quis - e ela sempre odiou quando mais nova: uma rainha poderosa e sem coração. Depois da confusão toda, Regina acaba percebendo isso.

O pai dela é que sofre, tadinho. Ele acredita tanto na filha que a apoia quando dá, mas, se for preciso, também a desafia, como foi o caso. Henry-avó impede que Regina acabe realmente com o coração de Snow e troca os corações. Como 'punição', Cora leva o pai de Regina para Wonderland à força. O paralelo serve perfeitamente com o momento atual.

once upon a time 5x12

Cora quer tirar Henry mais uma vez da filha. Ela quer fazê-lo sofrer para que Regina volte para o Mundo dos Vivos. Nossa, admito que me emocionei bastante com o reencontro dos dois. Regina consegue fazer mais do que salvar o pai, ela consegue conversar com ele e perceber que ele a perdoa. Mais do que isso, ele sabe o quanto ela mudou e realmente se encontrou. Encontrou seu lugar, um amor e amigos por quem lutar. Era tudo que ele queria para a filha e está orgulhoso das conquistas da filha. Como prova final, ele consegue sair do purgatório e ir... para o paraíso? Um lugar melhor, com certeza. 

Como sempre, adoro ver como Regina cresceu como personagem; mudou sem perder sua essência. Ela aprendeu a perdoar e se ver como uma grande heroína. As temporadas tem trabalhado bastante isso, mas acredito que o conceito esteja ficando cada vez mais sólido. O relacionamento com seu pai era o que ela mais prezava e o maior sacrifício pessoal que fez no passado. Esse episódio foi mais um ponto solta do passado de Regina que se concluiu, e isso a faz se tornar cada vez mais forte e heroína.

Para deixar tudo mais lindo, Henry-avó conhece Henry-neto. Ai, sério, vou ali pegar uns lencinhos. O mais marcante foi ver que estavam ali duas pessoas que acreditaram na Regina quando ninguém o fez. (Ok, o Henry tinha medo dela na primeira temporada, mas ele desenvolveu essa crença na bondade da mãe. Viu como ele cresceu?). Foram eles que fizeram Regina acreditar em si mesma, por mais que tenha demorado; e ainda testemunhamos o avô pedir ao neto que continue cuidando dela. 

once upon a time 5x12

Eu sei, eu sei. Queria já saber sobre o Hook também, mas, por enquanto, ficamos só com a cena triste de ver que Hook está bem machucado em alguma lugar do Submundo. Em compensação, ganhamos o nome da Operação iniciada oficialmente por Henry: Operação Firebird (Pássaro de Fogo). Apesar de estar sofrendo agora, Hook vai ressurgir das cinzas renovado como uma fênix. Ou assim é o que esperamos.


O melhor
Todas as cenas da Regina com o pai <3 
Henrys se conhecem.
Momento entre Neal e Emma.
Ponto positivo para o relacionamento de Cora e Regina: pelo menos Cora não estava fazendo isso tudo por querer, mas a mando de Hades. 
Como não amar o simbologia da torre do relógio?

O pior
Poxa, nem tivemos pistas mais sólidas sobre o Hook.
Quero sabe por que ele está tão ensaguentado!! :/

Nota 9,0

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1