Image Slider

sexta-feira, 25 de março de 2016

Review: The Middle 7x18 - “A Very Donahue Vacation”

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "A Very Donahue Vacation", exibido no dia 23/03/2016! 

The middle 7x18

As tão celebradas ‘férias de primavera’ estão correndo soltas nos Estados Unidos. Para a família Heck, entretanto, é um momento ótimo não para ir para a praia, ou para se aventurar por aí, mas sim comer salgadinhos e ver televisão. E por mais que soe triste, não se engane, todos parecem bem satisfeitos.

Entretanto, enquanto todos se divertem em suas próprias maneiras, Mike chega todo entusiasmado para injetar uma boa nova para todos: o negócio de fraldas finalmente rendeu algum dinheiro, então o que melhor do que aproveitar para curtir essas pequenas férias viajando? Todo mundo topa em êxtase, evidentemente, mas tão logo Mike revela que a ideia é leva-los para Mammoth Cave, Kentucky, para visitar cavernas e fortes, a excitação se dissipa.

“Quer saber? Se os Donahue estiverem livres, talvez eles se juntem a nós. Sempre prometi para a Nancy que os avisaria se qualquer dia fôssemos para algum lugar” – diz Frankie, justificando convidar os vizinhos sob o pretexto de que, se Mike quer leva-la para visitar cavernas, é bom que ela tenha com quem conversar. “Isso é verdade, eu não vou conversar com você” – concorda Mike.

Mas tão logo Mike vislumbra os dois carros modernos dos Donahues em frente à casa, tão logo percebe que a viagem que ele tanto ansiava em levar sua família – Mammoth Cave era onde ele ia quando criança – pode não sair exatamente da forma como ele estava esperando. A vida é meio depressiva nesse ponto, e como lição, nunca devemos nos precipitar e tentar prever como as pessoas irão reagir a determinada coisa, afinal, a bem da verdade, é provável que elas não reajam como esperado, e acabem por nos deixar chateados.

The middle 7x18

E as coisas só iriam ladeira abaixo dali em diante, já que uma vez em grupo, cada qual com suas companhias de conversa, coube a Mike, sozinho, fazer os passeios turísticos. Não que Mike não seja um sujeito que curta passar tempo sozinho, longe disso, como bem sabemos, mas é meio triste vê-lo todo animado anunciar as atividades do dia somente para ser solenemente ignorado por todos.

Mas não é somente Mike quem enfrenta preocupações. Nancy Donahue, por exemplo, vem enfrentando uma crise familiar já há algum tempo: seu filho Sean, grande amigo de Axl, se tornou um jovem ‘alternativo’ e meio hippie, avesso a posses e prisões sociais. É para tentar muda-lo um pouquinho, e fazer o filho se empenhar para passar em alguns exames que o poderiam colocá-lo na tão sonhada faculdade de medicina – sonhada por Nancy, diga-se, e não por ele – que ela pede a Frankie para que tente conversar com ele. “É como se eles estivessem esperando outra pessoa falar para eles, e aí eles escutam” – diz a vizinha.

Em troca, diz, ela promete ela própria conversar com Brick, e tentar entender o que o leva a agir de forma estranha. Mas ela não está falando sobre os sussurros baixos ou os uivos típicos de Brick. Não. Ela se refere à algum outro problema que nem Frankie sabe o que é. E que também não chegamos a descobrir. Eventualmente, Frankie consegue conversar com Sean, e fazê-lo fazer os exames, mas ganhar elogios do rapaz sobre como ela sim é uma mãe.Entusiasmada, Frankie decide se gabar para Mike, e acaba falando algumas besteiras sobre Nancy sem perceber que a filha mais nova da vizinha esta logo ai do lado. Uma rápida trama envolvendo o suborno da menina para não contar o que ouvira para sua mãe se toma, mas eventualmente ela conta, colocando Frankie em maus lençóis. Nancy, enfim, a perdoa. “Todos falamos mal uns dos outros” – diz ela, segundos antes de empurrar Frankie na piscina. Agora estão quites.

The middle 7x18

Em suas próprias subtramas paralelas, Axl perde Sean como seu parceiro para arranjar garotas, já que o rapaz agora só pensa em meditação, e agora decide usar Brick para empenhar o papel de coadjuvante. Em determinado momento, Brick pergunta ao irmão aquilo que todo mundo já havia se perguntado: “Axl, você é ótimo com as mulheres, tem vários truques, para que precisa de mim para pegar garotas?”. Descobrimos, então, que Axl está chateado, pois viu sua antiga namorada, Devin, com outro garoto, o que o levou para uma fossa pessoal. Bom, se eu fosse apostar, diria que essa fossa não vai durar muito.

Por fim, temos Sue, que consegue arranjar uma ótima oportunidade para um ‘trabalho de verão’ nas férias do meio do ano, graças ao seu amigo Brad. Entretanto, o trabalho durará as férias toda, e será em outro Estado. Meio protetor, Mike tenta proibir a filha de ir, só para ouvir um doloroso: “Pai, eu não estou pedindo permissão, estou apenas te avisando”. Ai, essa doeu. Ao final desta pequena subtrama, que não tem muito tempo para se propagar, Mike acaba vendo a filha toda bonita, para o baile do resort, e entende, enfim, que ela já não é uma garotinha. É uma mulher.

The middle 7x18


O melhor
Todo mundo ansioso para ir para o Havaí, e depois desapontados por saber que irão para o Kentucky.
+ A Frankie comendo sozinha todos os docinhos que a Nancy fez para todo mundo.
+ É sempre engraçado quando juntam o Axl e o Brick, e aqui ver o jovem ajudando o irmão a pegar mulheres é ótimo.

O pior
- O marido de Nancy aparece logo no começo, e depois some o resto do episódio inteiro, com a desculpa de que foi ‘jogar golfe’. Me soa mais como conflito de cronograma do ator. Seja o que for, ficou estranho o personagem desaparecer.
A pequena subtrama da Sue e seu novo trabalho de verão ficou muito mal aproveitado devido ao escasso tempo, assim como a chantagem da filha de Nancy com a Frankie.

Nota: 8,0

Cássio Delmanto Advogado, colunista automotivo, beatlemaníaco, fanático por carros, filmes, séries, música, tecnologia e cultura inútil em geral. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1