Image Slider

quarta-feira, 9 de março de 2016

Review: iZombie 2x14 - "Eternal Sunshine of a Caffeinated Mind"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio  "Eternal Sunshine of a Caffeinated Mind", exibido no dia 23/02/2016!

izombie 2x14

Após os ultimos episódios sombrios e cheios de informação e o hiato em que a série vai entrar, iZombie precisava de um pouco de positividade. Esta positividade foi fornecida da maneira mais deliciosa possível (pelo menos se fores um zombie), por meio biscoitos de cérebro e nozes (sem picante?).

O caso do dia ao contrário dos útimos que serviram para avançar o enredo directa ou indirectamente, começa quando cai em cima de Leslie um ar condicionado bem em frente de Ravi ao som de Zou Bisou Bisou (para os interessados aqui têm a playlist desta season).

Podemos falar um pouco de Ravi? Neste episódio ele foi tudo! Desde salvar Utopium estragado encontrado na prison wallet de um dos cadáveres, presenciar a morte e descobrir a culpada do caso do dia, descobrir (acidentalmente) como acelerar o processo de zombificação na busca pela cura até ter uma decepção amorosa quando uma das gerentes da cafetaria não percebeu as suas referências a Star Wars (quem nunca?) sempre com linhas de diálogo super inteligentes e bem pop culture aware (tive de dar um salto ao Urban Dictionary para descobrir Prison Wallet) fez-me pensar que todos merecemos mais um pouco de Ravi nas nossas vidas.

izombie 2x14

O caso do dia foi bastante simples, Leslie era mãe de Cher e tinha uma relação com o seu sócio Stan, eles geriam a premiada cafetaria Seattle Daily Grind até ela ir para um retiro e mudar a sua vida para a positiva livrando-se de Stan e abrindo a sua cafetaria Positivity. Stan perdendo os prémios para Positivity e não tendo investidores para dar vazão a sua ideia de abrir franchises, tentou processa-la por roubo da ideia perdendo e tornando-se um dos suspeitos do caso.

Cher por sua vez também não estava satisfeita com a mudança de sua mãe, roubava dinheiro do caixa (deixando as culpas para Pam) e convenceu o seu pseudo-francófono namorado Gilbert a empurar o AC que matou Leslie e a assumir a culpa toda quando foram descobertos. Vendeu Positivity a Stan e foi-se embora para Paris mostrando o lado “meio vazio do copo” deste episódio.

Embora simples, o caso do dia deu-nos participações especiais como Oscar Nunez (de The Office) como Stan, Kacey Rohl (meio psicopata em Hannibal e The Magicians) como Cher (algo me diz a a veremos mais vezes), Enrico Colantoni (trazendo-nos mais umas lembranças de Veronica Mars) como o detective colega de Drake e o retorno da hilária ex-companheira de cela de Liv, Pam (inicialmente apresentada em The Hurt Locker).

izombie 2x14

Além do caso do dia o episódio deu-nos um pouco do passado de Blaine na altura em que ele começou a trabalhar com Mr. Boss, quando Kenny Kilmore, um funcionário de Mr. Boss aparece para cobrar parte da dívida a Blaine e o reconhece como Chinatown, alcunha que ele ganhou ao enganar a polícia para destruir a gangue que funcionava no lugar dado a ele. Mr. Boss apercebe-se que ele está a usar o mesmo esquema com a DEA e mata-o no bosque deixando enterrrado, de onde ele reemerge como Zombie novamente.

Drake, ou melhor agente Drake é revelado como polícia disfarçado a trabalhar para Mr. Boss (todos os episódios têm uma surpresa com este tipo!) quando os seus parceiros simulam aprisiona-lo para obter informações sobre Mr. Boss e tentam convence-lo sem sucesso a deixar Liv. 

Após descobrir o falhanço no primeiro teste para a cura feita por Ravi e alimentado pelo medo de morrer, Major vai ter com Liv para confessar as suas acções como Chaos Killer e é interrompido por Guilda/Rita que finje não o conhecer, seja por designio do destino ou intenção Major despede-se dela como Rita o que faz com que Liv se aperceba que ela era a ex-amante de Major resultando num muito merecido soco no lindo rosto de Rita/Guilda dando o último adeus de cérebro positivo em Liv.

izombie 2x14

iZombie entra em hiato da maneira mais divertida possível e deixa neste episódio algumas lições, tais como “o amor faz-nos estúpidos”, “não deves ser amante do namorado da tua companheira de quarto”, “não engolir preservativos para guardar droga, eles não são muito resistentes aos ácidos estomacais” e “quando estiveres com uma emergência intestinal (code brown!) e não houver papel higiénico, se fores criativo podes conseguir um alibi com direito a video-vigilância”.


O Melhor
+ Ravi, Ravi e Ravi
+ Drake deixou de ser mais um personagem caido do ceu sem objectivo
+ PAM!!!

O Pior
A ausência de Peyton continua a ser sentida
Mr. Boss continua a não convencer como chefe de uma organização criminosa

Nota: 8,0

Paulo Sérgio Carvalho - Desenvolvedor de sistemas e eremita viciado em séries, HQ, literatura, música, cinema e todo o resto que me retire do mundo real. Luanda, Angola.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1