Image Slider

quarta-feira, 9 de março de 2016

Review: Agents of SHIELD 3x11 - "Bouncing Back"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Bouncing Back", exibido no dia 08/03/2016!

agents of shield 3x11

Um bom recomeço, estava com saudades. 

Começamos um tempo depois dos eventos do episódio passado com uma nova vilã. Ou melhor, com quem achávamos que seria a vilã. Estamos em Bogotá, Colômbia. Armas são roubadas da polícia, mas por alguém rápido o bastante para ser considerado invisível. Nossos heróis logo chegam no país para ajudar a policia local com o mistério. Daisy e Joe (que se torna o interprete do time) vão à delegacia averiguar, enquanto Bobbi, Hunter e Mack vão à cena do roubo.

Não demora para Mack encontrar a inumana, mas também não demora nada para ela desarmar, nocautear e sequestrar nosso querido agente. Apesar de não se entenderem nem um pouco, Mack e a inumana conversam e começamos a perceber que Elena (nome que descobrem mais tarde) não parece tão malvada quanto deveria. Ela faz questão de falar o quanto quer proteger seu povo e jamais usaria seus poderes para machucar alguém.

E ela está falando a verdade. Aos poucos, Bobbi e Hunter conferem sua história e percebem que deveriam era estar defendendo as pessoas da própria polícia. Achei bem interessante como os papéis se inverteram, já que os 'vilões' estão dentro da lei. Elena ainda ganha um apelido de Mack, Yoyo, e passa a ajudar o time para poder enfraquecer a polícia local e vingar a morte de seu cúmplice e primo de certa forma. Preciso parar para falar que realmente simpatizei com ela. Yoyo é uma mulher corajosa que luta pelo que acredita e, apesar de ter passado por algo tão estranho que é ganhar poderes, ela aprendeu a controlá-los sozinha e a focar-se. 

Bobbi e Hunter logo descobrem que a policia está trabalhando com um inumano, que 'congela' as pessoas com o olhar por um determinado tempo, e são sequestrados. Adorei como Yoyo foi super badass e resolveu os problemas que apareciam rapidamente. Entrar na polícia e encontrar Bobbi e Hunter foi mais fácil do que acharam.  

agents of shield 3x11

Uma coisa que me chamou a atenção foi que Elena falou muito pouco inglês, e adorei a decisão dos escritores. Manter a língua materna é sempre uma boa jogada. Para mim, torna a cena mais real, até porque ninguém é obrigado a saber ou querer falar inglês assim do nada. Faz as pessoas se identificarem. Não sei se foi esse o motivo que deixaram o espanhol, mas acredito que essa sutileza tenha ajudado na temática mesmo do episódio. Por mais que queira ajudar as pessoas, Elena não quer ir embora de sua casa e deixar as pessoas que conhece - e que precisam dela também - para ficar viajando com a Shield. Ela quer ficar em casa. 

Por isso, Daisy e Mack formulam uma solução para que recebam ajuda de Elena e possam ajudá-la sempre que ela quiser: Elena se tornará membro dos Secret Warriors, mesmo morando distante. Afinal, assim como o grupo de hackers que Daisy fazia parte, é possível ter membros de um grupo se ajudando de qualquer lugar do mundo. Eles continuando tendo esse senso de pertencimento e acolhimento mesmo que não percorram o mundo com a Shield. 

Queria muito que Joe e Elena ficassem, mas entendo a decisão dos escritores, afinal, se for assim, eles vão ter que contratar todo mundo como regular da série. Então, ficamos com nosso time quase original e os Secret Warriors ficam sendo só Daisy e Lincoln, fofos, na Shield - com o Mack para o que der e vier. 

Como sempre, nossa para-sempre-Skye está se tornando uma boa líder e pensando no melhor de sua equipe. Por mais que tenha um desejo enorme de ter um time só de inumanos, vivendo e trocando experiências, ela sabe que há outras formas de fazer isso sem tirá-los de onde querem estar: em casa. A situação dela e de Lincoln é diferente porque eles não tem exatamente uma família fora dali. A Shield é a casa deles agora. 

agents of shield 3x11

Já Coulson quer proteger essa família também e se prepara para ir atrás de Malick. O vilão conseguiu fugir e parece que nem mesmo o presidente pode tirar a influência que ele tem pelo mundo afora. Maravilha. Lembram do Von Strucker? Aquele garoto que Malick disse que salvaria, mas acabou torturando profundamente. Foi ele que contou para May a identidade do Lash e tudo mais. Pois é, sem muitas opções de para onde seguir, Coulson resolve que vai tentar acessar as memórias de Von Strucker para conseguir alguma coisa sobre Malick.

Como sempre, Coulson mostra - principalmente para Lincoln como novo integrante - sua moral e fala que não gosta do que está fazendo, mas talvez seja a melhor forma no momento. Apesar do trauma de relembrar sua tortura, Von Strucker acaba ajudando ao contar como entrou em contato com Malick. O resto não é muito difícil de descobrir. Phil faz as mesmas coisas que o garoto e consegue falar por telefone com Malick, rastreando o número.

No fim, não dá em muita coisa porque Malick também não é tão fácil de encontrar, mas eles descobriram alguma coisa rastreando a ligação que afetou a empresa de Malick. O que eu não sei. Talvez não soubessem quais empresas eram do Malick exatamente? Não sei como já não sabiam disso se apareceu no jornal, mas vai saber. Foi como um peteleco no vilão, mas é já um começo. 

Apesar de não ter aparecido muito também, May conversa com Coulson sobre os últimos acontecimentos. Como mentores, acho legal Melinda falar como Phil está dando mais liberdade para o time de Daisy e os demais. Eles estão liderando as missões e resolvendo tudo da melhor maneira possível. No entanto, May sabe que tem algo a mais. Coulson não se sente como ele mesmo no campo. Depois de ter matado Ward daquela maneira, Phil não sabia se confia em si mesmo. O melhor da conversa foi ver que May entende. Às vezes, no meio da ação, agimos sem nem saber direito o que estava passando em nossas cabeças, nos sentimos diferentes. É, bem vindo ao clube da Cavalaria, Phil.

agents of shield 3x11

Para aqueles que esperavam alguma grande cena do novo Ward, ficamos na espera. Ele passa o episódio inteiro se recuperando. Comendo e dormindo, basicamente. Apesar da lentidão, acho plausível que a transformação não seja algo rápida. O interessante é vermos que, apesar de acreditarem na causa, Malick e seu amigo inumano ainda tem suas dúvidas sobre o lendário membro da Hydra. Para quem não sabe, é quase certo que ele seja o Hive, uma criatura-parasita criada nos laboratórios da Hydra nos quadrinhos com o objetivo de se concretizar o ideal da organização. Seus poderes? Não sabemos ao certo, mas o final do episódio deixa claro de que os efeitos deles não devem ser muito legais. 

Por fim, temos uma cena para aquecer nossos corações. Apesar de terem aparecido aqui ou ali para ajudar os Secret Warriors, Fitz e Simmons têm andando meio distantes, como Leo conta para Coulson. Simmons tem passado muito tempo com Lincoln, conhecendo cada vez mais sobre os poderes e biologia dos inumanos. O que é ótimo, pois Lincoln traz uma informação crucial: os poderes não são aleatórios e sim uma forma do corpo equilibrar alguma falta na biologia que a pessoa já tinha. Algo que a completa, ying-yang, digamos. 

Depois do que aconteceu, Fitz quer dar um espaço para Jemma e se sente culpado por ter matado "Will". Só queria poder entrar na tela e falar para ele parar de se preocupar. Ele matou o parasita (ou acha que matou), o Will já estava morto há muito tempo. Tenho a agradecer, no entanto, a Jemma que fala exatamente isso para Leo. Aliás, ela faz mais do que isso.

agents of shield 3x11

Simmons fala o quanto odeia esse afastamento entre eles e que queria ter um relacionamento com ele. Queria poder apagar todos os mal entendidos, os vais e vens, e começar do zero. Nossa, quem diria que a imagem dos dois apertando as mãos (que saiu antes da série voltar) significaria esse recomeço e não algo mais frio entre os dois? Amei. Parabéns, pessoal dos stills, enganaram bem. A cena com certeza nos traz esperanças de que o relacionamento deles finalmente melhore e, quem sabe, fiquem em mais sintonia do que nunca. 


O melhor
Conversa entre May e Coulson. 
Daisy como líder e aceitando em espalhar seu time. 
Fitzsimmons <3
Bobbi e Hunter falando sobre quererem poderes. 
+ Secret Warriors em ação. 
Adorei que mantiveram a Elena falando espanhol. 
YOYO!

O pior
Cena de abertura. Sabia que teríamos algo no futuro, mas achei que teria algo a mais. Apesar disso, depois de me apegar a Elena, só torço para que ela esteja bem. 
Poxa, Joe foi embora...
Admito que o episódio não teve muitos acontecimentos, mas ainda assim gostei. 

Nota 9,0

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1