Image Slider

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Review: Agent Carter 2x06/07 - "Life of the Party"/ "Monsters"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Life of the Party" e "Monsters", exibidos no dia 16/02/2016!

agent carter 2x07

Nossa história recomeça de onde parou. Apesar do susto que nos deram episódio passado, Jason não some por muito tempo; mas está acontecendo com mais frequência. Por isso, Peggy arranja um plano. Sabemos que quando toca na Matéria Zero, Jason fica tangível novamente, então a ideia é conseguir mais um pouco no único lugar que sabemos: Whitney Frost. E para conter Jason e o manter tangível até encontrarem uma cura, com a ajuda de Ana (sim, ela volta nesse episódio!), ele constrói uma "cela".

Assim, tudo que eles têm que fazer é conseguir uma mostra do sangue da Sra. Frost. Fácil? Nem tanto. Whitney já conhece a cara de Peggy e a veria chegando de longe, além de Carter estar machucada e nem ter condições de ser rápida assim, o mesmo se aplica ao Jarvis e Sousa. Até Rose foi visitar a mãe e não está disponível. Sem soluções, Peggy tem uma ideia não muito boa, mas que serve o propósito: pedir ajuda à Dottie. Só eu que achei que ela estava em Nova York? Por que todo mundo se mudou para LA? 

É, pois é. Peggy a ajuda a fugir de sua cela e logo a nocauteia quando tenta fugir. Apesar de tudo, adoro a Dottie com seu sarcasmo e a interação das duas é ótima. Peggy não acredita nem um pouco nas coisas que ela diz e já passou do ponto de simpatizar, por isso as duas se dão tão bem. Dottie sabe disso e parece que admira Peggy de certa forma. Claro, uma não confia na outra - e com razão -, mas elas se entendem.

agent carter 2x06

Então, com o incentivo necessário (um colar com gps que ativa um veneno caso removê-lo), Dottie acaba ajudando. Ela vai meio no escuro sem saber porque tem que pegar o sangue, mas aos poucos vai descobrindo que Jason não é tangível e sobre os poderes de Whitney. Resumindo: uma coisa perigosa de se saber. E não dá outra, Dottie é capturada e acaba contando tudo para Frost. Vamos combinar que é impossível negar informações depois da Whitney ter quase sugado a sua vida, então a gente perdoa. 

Por falar nisso, vamos falar sobre o quão boa é a cena de Vernon tentando amedrontar a Dottie. Ela cresceu para ser uma espiã russa, participava de lutas desde pequena, arrancou suas próprias unhas, cabelo e dentes, e assim vai. Sério que ele achou que ia conseguir alguma coisa? Really? O pior é que o machismo dele é tanto que ele nem imagina o quão preparada ela está para esse tipo de coisa. (Não vou nem falar sobre os insultos que ele faz a Peggy, senão vou ficar aqui reclamando.)

Enquanto isso, temos Sousa e Peggy monitorando Jarvis e Dottie na festa. Como sabíamos, Violet descobriu que Daniel gostava de Peggy e acaba terminando o noivado. Na primeira cena em que ele aparece, fica bem claro o quanto está acabado por causa disso, tadinho. Bom, o fato é que Carter acaba descobrindo enquanto estão sozinhos na van e faz questão de querer consertar tudo isso. Até que Daniel conta o bônus: o término foi por causa dela. Peggy se solidariza e se sente mal por ter aparecido em LA e estragado tudo.

agent carter

Eles trocam olhares (durante bastante tempo) e... quase se beijam (!!). Eu digo quase porque, como sempre, são interrompidos. Aw, ok, eu shippo. Eles são fofos juntos e já passaram por tanta coisa juntos. Pena que, bom, temos um triângulo amoroso. Particularmente, achei que demoraria mais para Violet terminar as coisas e chegarem a esse ponto, mas parece que os escritores resolveram jogar tudo no nosso colo - e de Peggy - de uma vez.
Já que o plano deu meio certo - afinal conseguiram a Matéria Zero, mas Dottie foi levada -, eles voltam para casa. Sousa e Peggy estão super envolvidos em ajudar Dottie, consertando o gps. Wilkes percebe o carinho entre eles e, de repente, fica super temperamental. Não entende como Peggy pode se importar com Dottie e etc. Felizmente isso logo passa, apesar de todos terem achado tudo estranho. Quem sabe não é a Matéria Zero falando? Passa-se um tempo e Jason consegue se estabilizar finalmente. Ele fica tão feliz que beija a Peggy. Assim, de repente.

Já no caminho para sua segunda missão - salvar Dottie -, Jarvis não pode deixar de querer comentar sobre o que aconteceu com Peggy. No começo, ela não quer falar sobre isso, mas acaba se abrindo. Amei a conversa entre eles. É sempre bom saber que ela tem com quem conversar e assim sabermos como ela realmente se sente com isso tudo. Peggy está confusa. Nunca quis que acontecesse uma coisa dessas, mas quando viu tinha sentimentos pelos dois - e eles por ela.

agent carter 2x07

Para salvar Dottie, Peggy sabia que estava entrando em uma armadilha. Apesar da invenção que Jarvis leva não dar certo de primeira, logo os três estão escapando. Acho interessante vermos como Dottie foi afetada pelos poderes de Whitney. Acho que foi a primeira a ter um gostinho, mas sem morrer e, por isso, fica meio tonta e fraca. É aí que descobrem quem é o verdadeiro alvo de Whitney: Dr Wilkes.

Ana passou o episódio ajudando Jason a construir tudo que precisava, mas também passou o episódio preocupada. Apesar de sempre apoiar Jarvis, estar tão perto do que Carter e ele fazem a fez perceber que tudo é sempre muito perigoso. Quando Whitney chegou na casa, eu jurava que a Ana tinha percebido. Para que serve o alarme do Jarvis, se nem para ela ouvir, hein? Eu devia ter adivinhado que ia acontecer alguma coisa com ela... Porque, em sua fuga, Frost acaba atirando em Ana para atrasar Peggy. Fala sério! Se alguma coisa acontecer com ela, vou ficar revoltada. 

Por falar na Whitney, eis o episódio de total nascimento da vilã. O marido tenta enganá-la com a ajuda do Arena Club, mas dá totalmente errado. Ela mata quase todos e deixa o suficiente para obedecerem a ela. Assim, ela finalmente consegue o que ela quer: ser uma mulher poderosa e no comando de tudo. Até mesmo o gangster, Joseph Manfredi, volta para ajudá-la.

agent carter 2x06

Whitney descobre sobre Jason por meio de Dottie e vai atrás dele para entender mais sobre a Matéria Zero. É interessante ver as semelhanças entre as duas. Até fisicamente. Elas tiveram sua inocência tirada quando jovens, além de usarem sua aparência para conseguir o que querem, porque sabem que, apesar de serem completamente capazes e inteligentes, precisavam ser vistas apenas como mulheres indefesas na sociedade.  

Isso nos leva, inclusive, a conversa entre Jason e Whitney sobre as minorias da época (que se adequam até mesmo a hoje em dia). Frost tenta roubar os poderes de Wilkes, mas, quando vê que ele que absorve a Matéria Zero dela e fica mais forte, cria uma outra estratégia: convencê-lo a se juntar a ela. Por isso, fala o quanto isso é uma grande oportunidade para os dois. Depois que isso tudo passar, Jason nunca mais teria um emprego como cientista sendo negro - aliás, só foi contratado porque era uma minoria fácil de manipular, segundo ela.

Uma mulher nunca estaria na posição de poder que ela está agora. Whitney dá a oportunidade de Wilkes também ter o que merece e atingir seu potencial máximo. O problema é que, por mais que ela entenda como é ser diminuído, não acho que ela gostaria de dividir seu poder tanto assim. E Jason sabe disso e recusa todas as ofertas, apesar de estarem ligadas à verdade. Eis então que Whitney o nocauteia.

agent carter 2x07

Terminamos o episódio no fundo do poço, o que é meio deprimente, mas tenho certeza que Peggy vai dar seu jeito. Ana está no hospital sem novidades sobre seu estado, Dottie foge do porta-malas de Jarvis (como prevíamos), Jason é sequestrado por Whitney e, como cereja do bolo, Vernon assume o lugar de Sousa como chefe do SSR. 


O melhor
Jarvis na festa (ou em qualquer lugar) é uma figura. 
A conversa entre Jarvis e Peggy. Jarvis falando das qualidades de cada pretendente foi ótimo. 
Momento entre Sousa e Carter. 
Conversa entre Whitney e Jason sobre minorias. 
Dottie e seu sarcasmo.

O pior
Algumas inconsistências como a Peggy ter se recuperado rápido demais de um episódio para o outro. 
Cadê o Howard? Ele tinha viajado para procurar uma solução para a condição de Jason e nunca mais voltou. Achei que o contato com a Matéria Zero já dava respostas o suficiente.

Nota 9,0

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1