Image Slider

domingo, 27 de setembro de 2015

Dica da Semana: O Alienista

Marcado pelo determinismo típico de sua época, "O Alienista" tem como personagem principal o Dr. Simão Bacamarte, formado em Coimbra e Pádua, que volta ao Brasil nos seus trinta e quatro anos. Casa-se com D. Evarista, que não era bonita, mas tinha os atributos físicos de uma mulher fértil. D. Evarista, porém, não engravida. Simão Bacamarte, então, resolve dedicar sua vida à uma causa maior: a medicina psiquiátrica. Assim, ele cria a Casa Verde, sanatório onde seriam tratados os loucos de Itaguaí.

Machado de Assis

Além das questões sobre a tênue linha entre sanidade e loucura e a existência de alguém realmente são, pergunto-me também se não existe uma pequena alfineta na própria ciência. Uma inquisição do quão confiável ela realmente seria, se me permitem. Just a thought. Pois bem, com uma narrativa fluída, irônica e cheia de humor, "O Alienista" trata do tema da loucura numa sociedade repleta de máscaras e dissimulações. É, de certa forma, similar à "Don Juan", de Molière, nesse aspecto. 

No que diz respeito ao livro em si, não há muito mais o que dizer sem estragar a história, para ser honesta. Eu poderia compartilhar com vocês que “O Alienista” é um dos meus livros favoritos de Machado de Assis e que, como muitos clássicos, ele possui diversas reimpressões de várias editoras e  todas custando bem baratinho. Eu comprei uma da Martin Claret que é linda! Mas tem da Saraiva, da L&PM, da Penguin, entre muitas outras - disso, não há duvida!

Machado de Assis


Pocket Book é tudo de bom (Dica #2).

Bem, é isso. Foi pouquinho, eu sei. Mas - gente - Machado. Se eu me aprofundasse mais, não sei se sairíamos daqui hoje. Afinal, Machado de Assis não foi só escritor. Foi jornalista, cronista, contista, crítico literário e mais um monte de coisa. Ele deixou uma coleção de nove romances, duzentos contos, cinco coletâneas de poemas e poesias e mais de seiscentas crônicas. Isso para não falar que foi ele quem fundou a Academia Brasileira de Letras... Gente... Gente! Ok. Tá decidido. Farei mais dicas sobre Machado.

Vocês me acompanharão nesse jornada, certo? Certo. 

Vamos descobrir o maravilhoso mundo do Bruxo do Cosme Velho, pessoal! 

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1