Image Slider

domingo, 21 de junho de 2015

Dica da Semana: Harry e Sally - Feitos um para o outro


É um clássico das comédias românticas. Possui uma das cenas mais icônicas do universo das comédias românticas. Completou 25 anos em 2014. E, mais que isso, popularizou conceitos como "rebound relationship", "high maintenence girlfriend", entre outros. Estou falando, é claro, de:


A premissa do filme é uma simples pergunta: homens e mulheres podem ser amigos? Talvez sim, talvez não. O que realmente importa é que o relacionamento de Harry e Sally se desenrola a partir daí. 

Eles se conhecem quando Sally decide dar uma carona para Harry, então namorado de uma amiga dela. Rumo à Nova Iorque, os dois se desentendem. Anos depois, voltam a se encontrar. Mais uma vez, não conseguem realmente se entender. É somente no terceiro encontro, mais alguns anos depois, que eles se tornam amigos. Sem realmente perceber, porém, eles acabam se apaixonando. É uma típica história de "boy meets girl". Bem, só que não.

Com uma comédia inteligente, e que foge aos clichês o máximo que pode, "When Harry Met Sally" se destaca no seu gênero. Ademais, é impossível não perceber a química existente entre Crystal e Ryan, que dão ao filme grande parte do "quê" de magia que nos encanta. E, por fim, é impossível não se envolver, de alguma forma e em algum grau, com esse longa - ele é real, acima de tudo.

As personalidades opostas e conflitantes de Harry (que é um pouco pessimista) e Sally (que é otimista e animada) dão um ritmo a trama, assim como os momentos em que eles se divertem juntos. As cenas de amizade, para mim, são quase tão preciosas quanto as de romance. Por sinal, o filme não é nem tão cheio de romance assim. Então para quem não gosta de coisas muito "açucaradas", esse longa pode ser uma boa pedida!

Bem, continuando... 

Okay, não tenho mais o que dizer. Bem, só isso: "When Harry Met Sally" me surpreendeu de uma maneira muito agradável. Acho que para uma pessoa que dizia, orgulhosa e presunçosamente, que não gostava de comédias românticas, isso poderia ser uma confissão meio embaraçosa. Mas não para mim. Estou muito feliz de ter sido provada errada. E sabe porquê? Because now I have a whole new world to explore.

And that's freaking awesome. 

Agora, com licença, vou fazer um sanduíche!


Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1