Image Slider

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Review: Arrow 3x22 - "This Is Your Sword"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "This Is Your Sword", exibido no dia 06/05/15.


oliver nyssa wedding


Depois que eles mataram a Sara no início da temporada, eu pensei que não fosse possível eu ficar mais irritada com um episódio de Arrow. Eu estava enganada. A única vantagem foi que, ao contrário do 3x01, quando eu fui pega totalmente despreparada, eu assisti esse episódio sabendo exatamente o que ia acontecer, e me preparei para odiá-lo previamente.

Em uma temporada lotada de más decisões e escritas problemáticas, esse episódio conseguiu a façanha de contemplar tudo o que eu venho criticando desde o início em apenas quarenta minutos. Perda de agência? Homofobia? Confiar no Malcolm? Drogar outras pessoas? Tudo isso e muito mais! Começo a pensar que os escritores estavam ativamente tentando me fazer parar de assistir a série.

Vou começar com o que para mim foi o pior erro da série até o momento, o casamento entre a Oliver e Nyssa. Talvez só não pior do que matar a Sara, já que este fato marcou o início da decadência da série. Eu falei na minha resenha passada sobre como era essa uma péssima ideia e eu estava profundamente ofendida, mesmo se o casamento não acontecesse. A questão é eu estaria ofendida de qualquer forma, mas isso não significaria que eu não ficaria MAIS irritada ainda se acontecesse. Bom, como vocês sabem, eles se casaram mesmo e eu estou quase entrando em combustão espontânea de tanta raiva.

Para entender minha raiva, precisamos ter um entendimento de algumas coisas a) ficção não existe de forma excluída do mundo real, pessoas reais produzem e assistem a série; b) estamos inseridos dentro de um contexto histórico e cultural que não pode ser ignorado. Uma cena em que uma personagem lésbica é forçada por seu pai a se casar com um homem como total punição por sua homossexualidade, em uma cena em que o pai afirma seu domínio sobre a filha, como se ela fosse sua propriedade, irá obrigatoriamente remeter os telespectadores (especialmente aqueles que fazem parte da comunidade LGBT+, porque, olá, nós existimos, e mulheres) à nossa realidade. Historicamente, milhares de mulheres foram e são forçadas a se casar no mundo, em especial mulheres lésbicas são forçadas a se casar com homens contra o seu desejo como uma tentativa de “corrigir” o seu comportamento, considerado errado pela sociedade e família. Isso ainda acontece hoje em dia. Eu não estou aqui tentando dar uma breve história queer nem nada, eu só quero que entendam os motivos pelo qual essa storyline é completamente ATERRORIZADORA para muitas de nós. Essa foi uma decisão ATIVA dos escritores, um grupo de pessoas sentou e chegou à conclusão que essa era uma boa ideia, tem ideia de quão horrível isso é?

A agência da Nyssa é retirada completamente, sua sexualidade é descartada como se não fosse nada e, com lágrimas nos olhos, ela é obrigada a se casar. Detalhe que com a promessa que ela teria que gerar herdeiros – ou seja, fazer sexo com o Oliver. Isso implicaria em estupro, literalmente, uma vez que ela sem dúvida não consentiria -, por mais que eu não ache que Arrow iria fazer isso algum dia, e se fizesse eu não pensaria duas vezes antes de nunca mais ver a série na minha vida.

malcolm arrow 3x22


Por mais que o casamento tenha sido, sem dúvida alguma, a parte mais problemática do episódio, ele em si durou apenas alguns segundos. Mas não se anime ao pensar que isso significa que o resto do episódio foi bom, porque foi longe disso. Honestamente, eu me preparei tanto para esse episódio ser horrível, que eu até me surpreendi de não ter odiado o resto do episódio tanto assim. A pena é que isso tem mais a ver com minhas expectativas estarem muito baixas do que com a qualidade do episódio ter sido no mínimo razoável.

Temos a confirmação nesse episódio que Oliver estava mesmo fingindo tudo. Eu estava torcendo para isso ser verdade até o momento que aconteceu, e eu me peguei percebendo que, na verdade, isso só torna as coisas muito piores. Legal, Oliver não está sofrendo lavagem-cerebral, o que é bom porque ele ainda é ele, mas é ruim porque significa que era ele quem estava fazendo todas essas coisas horríveis. Eu sei que o Oliver tem uma capacidade absurda de compartimentalizar as coisas e também tem um histórico de fazer escolhas ruins, mas o problema é que no momento EU não confio no Oliver. E eu não consigo gostar de uma história quando eu sinto que nem sei mais quem é o personagem principal. Em uma temporada com o tema Identidade, eu não esperava chegar ao season finale esperando que o personagem me provasse que é digno da minha confiança nele.

Sequestrar a Lyla já tinha sido ruim, mas eu honestamente já estava preparada para isso. Eu sei que vai ser difícil convencer o Dig a perdoá-lo, eu acho que é possível, mas quero um esforço da parte do Oliver. O que eu não consigo perdoar mesmo é o Oliver ter confiado no Malcolm, dentre todas as pessoas. Literalmente de TODOS os personagens da série, esse é o único que eu não posso aceitar. Como os próprios personagens disseram na série, Malcolm é um manipulador psicopata assassino, ele drogou e manipular a Thea e matou centenas de pessoas, incluindo, mas não somente, o pai do Oliver, o Tommy e a Sara. Qual vai ser sua próxima jogada, Oliver, pedir a ajuda do Slade? Vai confiar no Ra’s na temporada que vem também? Me poupe!

Eu aceito que o Malcolm permaneça na série, mas desde que ele continue sendo representado como o vilão que ele realmente é. Confiar nele é um desrespeito a todos que foram assassinados por ele.

Mas aparentemente está tudo bem pro Oliver, ele e Malcolm agora são BFFs e fazem altos planos e nem pensam em contar, não sei, para os melhores amigos dele que estavam praticamente de luto por ele já. Não estou nem aí se eles não são bons atores, essa é uma questão de dignidade.

arrow this is your sword

Mas ok, o que está feito está feito. Oliver confiou no Malcolm, eles fizeram um plano. Malcolm entrou Tatsu e, depois de explicar sobre o alpha-omega para todo o Team Arrow, Laurel, Diggle, Felicity e até Ray (que estava até... legal nesse episódio. Ok, legal é uma palavra forte. Mas no meio de tanta coisa ruim, o Ray não me irritou dessa vez. Surpreendente!) vão até Nanda Parbat impedir o vírus. É claro que Ra’s intervém e parece que eles mataram várias pessoas da Liga e destruir um avião para nada, porque Ra’s tinha o vírus com ele o tempo todo. Eles tentam falar com Oliver, mas ele continua no seu papel sendo super agressivo e fingindo ser Al Sah-him. Desnecessário, Oliver, muito desnecessário. A única pessoa com quem ele fala é Diggle, e nesse caso nem para pedir desculpas direito, depois do que ele fez. Diggle está chateado e com razão, e Oliver não faz nada para melhorar.

Como ele mesmo diz para Ra’s, depois de tudo o que ele fez, não vai ter amigos ou casa para voltar. Eu tenho certeza que ele até acha isso, mas sério, seria culpa dele mesmo por nem ao menos TENTAR. Só vou ficar satisfeita se eu ver o Oliver rastejando pedindo desculpas depois disso. Eu sei que ele tem um plano, e que com certeza aquele vírus falso que foi jogado na cela do Team Arrow era parte dele (teria mais efeito dramático se metade dos personagens da série não estivesse ali e existisse alguma dúvida se eles estavam realmente em risco). Plano que envolve o Malcolm e provavelmente toda sua tentativa de ~vender o Oliver. Não importa, ainda estou com raiva.

A única parte boa desse episódio foi Tatsu. Ela salvou o episódio de receber uma nota zero no final dessa review, só sua presença já me deixou mais feliz. Ela conversa com Felicity sobre Oliver, o que teria sido fofo se no momento eu estivesse me importando com o Oliver. Lembra quando eu disse que a Felicity merecia mais do que o Ray? Ela merece mais do que o Oliver também, principalmente depois disso tudo.

Tatsu tenta salvar Maseo, dizendo para ele voltar para casa e que ela o perdoa, mas Maseo diz que é tarde demais. Não entendo ele e não vou fingir entender, achei egoísta sua decisão e tudo mais, mas ainda assim queria um final feliz para esse casal, principalmente o que aconteceu com o Akio (depois de tudo que teve nesse episódio, não consigo acreditar que para completar eles me fizeram assistir a morte de uma criança. Isso é manipulação emocional em seu nível mais baixo). Infelizmente, Maseo é teimoso e vendeu a alma para a Liga mesmo, está quase matando Tatsu quando ela se defende e o mata. Foi uma cena até bonita, mas meio previsível. Fiquei com pena da Tatsu, espero que ela mate todo mundo depois disso.

Outra parte razoável do episódio foi Roy e Thea, que estão excluídos do mundo, já que Thea foi lá visitá-lo. É tudo muito bom e muito fofo, até que Roy a abandona só deixando uma carta. Não entendi porque ele deixou na oficina e não na própria casa, mas ok. Ai, Roy, não estou com paciência para isso, não, tchau.

Semana que vem é season finale, e não tem jeito da temporada se recuperar de quão ruim foi, mas eles podem tentar. Tudo o que eu preciso para ficar ligeiramente satisfeita é o Ra’s sendo morto pela Nyssa de forma bastante lenta e dolorosa, e o Oliver pedindo muitas desculpas por seu comportamento. Essas duas coisas são essenciais. Só digo que a quarta temporada vai ter que se esforçar muito para me conquistar de novo, porque no momento estou quase torcendo para que Arrow cometa só mais um erro, o suficiente para eu resolver cortá-lo totalmente da minha vida.

O Melhor?
+ Tatsu!
+ Morte do Maseo. Não que eu quisesse que ele morresse, mas gostei da cena
+ Felicity como CEO da Palmer Technology (que deve ser Queen Inc agora, como vemos no futuro do The Flash), sempre foi meu sonho ter a Felicity como CEO.
+ Roy/Thea foi até fofo

O Pior:
- Casamento Oliver/Nyssa
- Roy abandonando a Thea assim
- Oliver confiando no Malcolm
- Oliver não confiando em mais ninguém
- E nem ao menos pedindo desculpas
- Sério, qual o problema dele? Tinha mesmo necessidade disso tudo?
- Homofobia do Ra’s
- Perda de agência mais uma vez da Nyssa


Nota: 4,5
(Deixando claro: a nota máxima é 10)

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.

4 comentários:

  1. Geralmente concordo com suas reviews, mas dessa vez acho q vou descordar, adorei o episódio, n achei a atitude do Ra's homofóbica, claro, é errado, mas n acho q ele fez isso só pela filha ser lésbica, fez pelo fato de ela ter traído a Liga... Adorei as cenas da ação e acho q o Oliver confiou em Malcolm pelo fato de ele ser o q mais entende de Liga em si, e n contariam pra ninguém pois se não haveria chance do Ra's ficar sabendo, concordo com vc q matar a Sara n fora a melhor coisa do mundo, mas também n foi o q fez a série cair, foi a falta de ideias (mais uma vez, se colocassem 13 ou 15 episódios ao invés de 23, a cagada poderia ter sido menor), foi uma temporada q n teve um vilão tem forte quanto Slade... Enfim, acho q a partir do episódio 16 (The Offer) a série evoluiu muito de qualidade, principalmente a partir do 18 (Public Enemy), e creio q o Season Finale será bom, e que a 4ª temporada seja beeeem melhor do q essa, n q essa tenha sido ruim, foi mais fraca (acho q eles fizeram temporadas anteriores tão boas, q ficaria difícil manter a qualidade)... Contudo, parabéns mesmo assim pela review! Minha nota para o episódio é 9,0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estou dizendo que as ações do Ra's foram intencionalmente homofóbias, mas que há implicações homofóbicas há SIM, digo isso porque assim como eu, eu vi muitas outras mulheres que fazem parte da comunidade LGBT se pronunciarem quanto a isso. E, desculpa, mas nesse caso nós entendemos melhor o que é ou não homofóbico. Toda a "traição" da Nyssa tem relação direta com ela ser lésbica, com o pai não aprovar isso e não ter aprovado o romance dela com a Sara, isso fica bem claro não só nesse episódio, mas no que a Nyssa sai da Liga também. O fato é que não importa as razões do Ra's, como personagem, ter feito isso, o que me irrita foram os escritores, porque eles poderiam ter feito o Oliver casar com qualquer mulher da Liga sem desrespeitar mais uma vez a agência de uma personagem queer, E quando falei da morte não estava querendo dizer só que a morte da Sara que causou todos os problemas, me expressei mal, era só mais que para mim foi o primeiro grande erro da temporada e depois disso eles só continuaram errando. Minha nota foi bastante guiada pelos meus sentimentos em relação ao casamento, que eu não vou conseguir ler nunca de outra forma, mas fico feliz que alguém pelo menos tenha gostado do episódio haha Ainda tenho esperanças para o season finale e para a quarta temporada (principalmente porque vai mudar o escritor chefe)! Obrigada pelo comentário ^^

      Excluir
  2. Thea é minha personagem favorita da serie! Ela é mais gata que a Laurel, menos irritante que a Felicity e luta bem melhor que a Sara.

    ResponderExcluir

 
UA-48753576-1