Image Slider

terça-feira, 5 de maio de 2015

Review: Game of Thrones 5x04 - "Sons of the Harpy"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Sons of the Harpy", exibido no dia 03/05/2015!

got

E como eu já esperava, Game of Thrones vem mantendo um nível muito bom em seus episódios. Apesar de muitos personagens, é incrível como conseguem desenvolver bem todos os arcos. A produção está de parabéns e mesmo com tantas reclamações devido a disparidade com os livros, eu estou gostando bastante desta temporada. Aproveitando que citei os livros, vou deixar minha opinião sobre o assunto: Eu não os li, mas sei de uma coisa: A série é uma adaptação. Muita gente fica revoltada e xinga, reclama de tudo porque os fatos no seriado não ficam 100% iguais aos do livro. Toda adaptação sofre disso e convenhamos, se fosse idêntico, não teria graça, seria tudo previsível. Há itens chaves que devem ser retratados? Sim, mas nem tudo do livro tem que estar na série ou ser mostrado de maneira idêntica. Então, parem com essa putaria de ficar falando merda sobre um e outro e tentem analisar os diferentes contextos que eles estão. A mídia é diferente e, logo, o público também. Sem mais, vamos para a review.

Começo do final, que foi a grande polêmica sobre adaptação do livro. Os Filhos da Harpia atacam novamente e dessa vez em número muito maior. Os Imaculados foram encurralados e tenho uma crítica a fazer sobre a batalha: Os Imaculados são bem treinados, certo? Então no mínimo, cada Imaculado deveria matar UM filho da Harpia, correto? O que vi foi: Verme Cinzento vs Todos os Filhos da Harpia. Ele matou ali, brincando, uns 10. Pela lógica, se cada Imaculado matasse 10, acho que não sobraria nenhum Filho da Harpia pra contar a história. Mas tudo bem, furos a parte, Sor Barristan chega ao local para ajudar o Verme Cinzento e acaba esfaqueado. A pergunta que não quer calar: Barristan morreu? Penso eu que não. Se sim, vai ser uma perda grande para Daenerys, principalmente no que diz respeito a conhecimentos sobre o passado. Enfim, o suspense sobre os Filhos da Harpia permanece. Seriam eles liderados por alguém ou é somente a revolta de um grupo de pessoas? Daario poderia estar envolvido de alguma maneira nestes ataques? O que sabemos é que, eles matam não somente Imaculados, mas também qualquer pessoa que seja aliada à nossa querida Mãe dos Dragões. É esperar para ver como vai ficar essa situação após o início das batalhas na Arena.

Aproveitando que citei Daenerys, temos no início do episódio Mormont. Como eu suspeitava, ele está levando Tyrion para Deanerys em busca de perdão. Tudo estava ocorrendo bem, até ele desatar a boca do nosso anão. Não tem jeito, a persuasão e inteligência do Lannister é foda demais. As verdades e a ironia como as cita, faz Mormont apagá-lo com um soco. Não acho que eles chegarão facilmente em Meereen. Arrisco chutar que Mormont poderá ser capturado durante a viagem e morrer.

Enquanto isso, em Kings Landing, Cersei está cada vez mais manipuladora. Ela determina que o Mestre da Moeda vá ao Banco de Ferro para negociar as dívidas pendentes. Acho que a companhia do Sor Meryn nesta “viagem” não será nem um pouco amigável! Fora isso, a nossa Rainha-mãe ainda dá uma indireta em Meistre Pycelle. Ta ai um personagem que não aguento mais ver. Matem logo esse velho chato! Ainda sobre ela, deu total autonomia ao Alto Pardal e seu exército de fieis para fazerem justiça com as próprias mãos, resultando na prisão de Loras. Sinceramente, que sacada genial para atingir Margaery.

tommen lannisterSem opções, a Rainha pede à Tommen que solte o seu irmão. E aí, temos a confirmação do que eu já sabia: Que lixo de Rei! Meu Deus. Quando ele pergunta “Quer dizer, matarão?” para os seus guardas, eu não aguentei. Logo pensei: Não, não. “Eliminar” quer dizer “pedir licença” pra você passar! A imaturidade é tanta, mas tanta, que a cada cena que passava, a saudade do Joffrey aumentava (nunca pensei que diria isso). Enfim, estou sendo um pouco rude e incompreensível, afinal de contas, Tommen é só um adolescente e isso justifica tal ingenuidade.

Mudando de núcleo, Jamie e Bronn estão a caminho de Dorne. No diálogo entre eles durante a viagem, Jamie não deixa claro a sua pretensão em “resgatar” Myrcella, mas talvez seja para “fazer as pazes” com Cersei. Eu disse talvez porque há a chance de Jamie estar apaixonado por Brienne. Calma, vou me explicar: Quando ele fala sobre como deseja morrer para Bronn, o jeito que ele falou (“Nos braços da mulher que eu amo”) e reagiu após a pergunta do parceiro (“E ela quer o mesmo?”) não me levou à Cersei e sim à senhorita de Tarth. Um outro fato que me remete a esse pensamento, foi a reação que ele teve ao saber que o lugar que apontara para o capitão do navio era a Ilha das Safiras.
Encurralados, Bronn e Jamie são obrigados a lutar. Ah cara, como foi legal ver Bronn novamente em ação. O cara é mito. Podem assumir! Deu pra perceber que a deficiência limitou bastante o Kingslayer, mas ele consegue se sobressair.

Ellaria retorna às filhas com a notícia de que Doran não quer guerra. Portanto, as Serpentes de Areia (3 das 8) entrarão em ação contra o assassinato de seu pai, ao meu ver, nada mais justo. Isso vai ser uma trama que com certeza matará um pessoalzinho aí. Só aguardar.

Stannis está a observar Jon Snow. No diálogo com a sua esposa, fica claro que Selyse Florent não gosta nada de sua filha, ao contrário de seu marido. Achei muito legal o jeito que Stannis demonstrou que ama sua filha. Foi, inclusive, interessante, pois sabemos agora um pouco do passado de Shireen, algo que não havia sido bem explicado na série ainda.

Ainda na Muralha, Jon Snow é tentado por Melisandre. Sinceramente, não tenho outra palavra a não ser VADIA para descrever essa mulher. Ela é gostosa? Sim, não vou negar. Mas cara, gostei muito do Jon ter deixado de pegar ela, nos mostrando mais fidelidade ao juramento e ao seu eterno amor, do que imaginávamos que ele tinha. Ela sai da sala falando a famosa frase “Você não sabe de nada, Jon Snow”. Ai eu lhe pergunto: A Melisandre, por algum motivo, sabia que a Ygritte falava isso pra ele ou foi fanservice dos roteiristas? Só sei que eu ri bastante na hora.

melisandre
Como fim, temos Mindinho e Sansa. Eu não sei de qual que é dos dois. Quando eu me acostumo com o Mindinho como um “tio protetor” dela, ele vai e beija a menina. Não entendo e confesso que sinto desconfortável com isso. A conversa deles gira em torno do passado da tia Lyanna Stark e depois, sobre a ida de Baelish para Kings Landing. Não faço ideia do que a Cersei possa querer com ele lá. Só sei que ele sempre está a par de tudo que está acontecendo inclusive da ida de Stannis para Winterfell. Segundo ele mesmo disse, Ramsay está apaixonado pela Stark e será facilmente manipulado, o que eu duvido muito. Li spoilers sobre esse relacionamento e cenas terríveis ocorrerão, pelo o que parece.

No geral foi um episódio bom. Achei o terceiro melhor, mas este não deixou a desejar. Estamos alcançando metade da temporada e acho que estão aplicando um bom ritmo nesta quinta, inclusive aposto que será até melhor que a quarta. Portanto, pelo ritmo e desenvolvimento dos arcos a nota é 8,5. Até semana que vem com mais Game of Thrones! :D

Misturamas/ Autor: Pedro Henrique A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Misturamas. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

Um comentário:

  1. Obrigado pela resenha, muito boa. Na última temporada eu amei, eu quero ver Guerra dos Tronos 7, eu estava animado em todos os momentos na ultima temporada, me desespero longa espera tanto tempo para ver o próximo, partilho horários, tenho certeza de que, depois de Então, espere, Game of Thrones vai cumprir as nossas expectativas.

    ResponderExcluir

 
UA-48753576-1