Image Slider

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Review: Agents of SHIELD 2x16 - "Afterlife"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Afterlife", exibido no dia 07/04/2015!

phil coulson

Começamos com um Coulson badass. Bem que ele tenta ser direito e comprar um carro naquelas lojas de carros usados, mas Hunter aparece dirigindo um 4x4 e incentivando Coulson a ser rápido. Se se sentir mal por roubar o carro, pode mandar um cheque assim que suas contas forem descongeladas. Os dois estão em fuga e tentando encontrar Skye, quem, como já sabemos, sumiu com Gordon e a dupla logo descobre isso. Uma coisa que não pude deixar de perceber foi que a gravação da Skye e todos os acontecimentos do episódio passado com Bobbi e outro agente muda de angulo de repente. Sou só eu que fico incomodada com esses registros suspeitos em filmes e séries? Odeio perceber fotos de cenas que conhecemos postas de forma impossível, por exemplo, uma foto que não é uma selfie de um casal que sabemos que estavam sozinhos. Pois é, me senti assim nesse vídeo de Skye recuperado por Coulson. Mas, tudo bem, vai ver tinha mais de uma câmera de segurança e mudaram o ângulo de repente. Ok, foco, Mariana. 

O fato é que a dupla está na cabana de Skye e se perguntam o que fazer. Shield de Phil e Skye foram perdidos e Coulson precisa de um plano, assim conversa com Hunter sobre tudo que aconteceu. Adorei os argumentos de Coulson. Ele, de alguma forma, simplesmente entende o lado de cada um ali. Sabe que existe uma forma de lealdade quando se está construindo algo. Assim como Fitzsimmons e May estavam ali com Coulson, Bobbi e Mack acompanharam a criação da tal Shield. Além disso, eles podem ter alguma razão, seus ideiais de democracia e igualdade não são tão ruins (apesar da prática ser um pouco diferente e ter uma visível liderança de Robert, como Phil tinha apontado episódio passado). Quem sabe quando Coulson vencer (suponho), ele não mude um pouco o sistema? Passa-se, assim, uma noite sem muitas resoluções.

Hunter acorda. E percebe que há helicópteros aos arredores da cabana. Amigos? Ou seria a 'outra Shield'? Bom, com tantas opções ruins, Coulson escolhe uma e prossegue. Ele foi quem despertou o alarme de segurança, trazendo a 'outra Shield' até eles. Ah, Phil, espero que saiba o que está fazendo. Ele diz que tem reforços à caminho e o plano é roubar um dos aviões, já que assim seria mais fácil a tal da retomada de poder dos dois. Bom, o fato é conseguem enganar direitinho os inimigos (hightech da Shield sempre dando sua contribuição)... ou quase, já que não demora para serem reconhecidos. E aí que a ajuda chega e somos surpreendidos por Mike/Deathlok. Sim! Tinha esquecido dele, mas adorei vê-lo ali. Parece que ele tem mantido contato e trabalhado para Coulson esse tempo todo. As cenas foram divertidas, claro que com os comentários de Hunter, e adoro ver como o agente realmente encontrou sua fidelidade com a organização. Esqueci de mencionar? Phil precisa da ajuda de mais alguém para identificar um grupo da Hydra que está procurando inumanos. Skye não deve estar com ele, mas devem estar ligados ao pai dela. E a única pessoa que está conectada à tudo isso... é o Ward. É, agora sabemos o papel dele nessa metade da temporada.

skye lincolnPor falar na nossa querida 'Quake', vamos à ela. Skye acorda e se encontra em um processo de Transição. Lincoln, o mais novo personagem, assim é introduzido. Ele será seu 'transitioner', que a ajudará no processo de adaptação de seu corpo às mudanças. Ao longo do episódio, vamos conhecendo um pouco daquele mundo. O lugar é chamado de Afterlife ('pós-vida') e está cheio de pessoas ansiosas para terem seu potencial para se tornar inumano acordar. Skye é um caso raro, sem preparação nenhuma passou por tudo aquilo tudo e do jeito mais antigo: em um templo. Lincoln parece ser uma boa pessoa. Posso shippar já? Ele tem poderes de controle nas correntes elétricas do corpo e é bem paciente ao explicar sobre o controle de tudo aquilo para Skye. Ela continua querendo ser curada, mas logo descobre que não é bem assim. Ela está ali para abraçar seus poderes.

Skye insiste em avisar para seus amigos que está bem, mas sinto que essa mensagem nunca chegará ao Coulson; e, aos poucos, questiona onde estariam Raina e seu pai. Tudo que falam é que ela está salva, o que não exatamente uma resposta direta à seus questionamentos. Na situação podemos perceber que o local é algo muito maior do que Gordon, existem líderes acima dele, além de não ter como negar que é o Afterlife prende as pessoas ali, já que ninguém sabe onde estão exatamente. Pelo menos eles só levam quem quer estar ali, só espero que cumpram com a promessa de levar a pessoa embora quando ela quiser.

Logo descobrimos que Raina está no mesmo local que Skye e Cal está preso por Gordon (provavelmente mais perto do que a Skye gostaria). Sentindo-se um pouco traída por Lincoln e cheia de raiva, Skye vai atrás de Raina e a confronta. Claro que ela está vingativa, afinal foi Raina que trouxe toda essa mudança em sua vida, mesmo que indiretamente. E os poderes de Skye atacam mais uma vez e ela concentra sua força em Raina. Então somos surpreendidos com uma mulher - que se diz futura mentora de Skye - na porta: Jiaying. Sério, juro que fiquei muito tempo pensando 'nossa, mas ela é parecida com a mãe da Skye, né?". Sim, isso mesmo que vocês ouviram. Não é estranho que seja uma cena tão reveladora para a gente, mas para Skye ser totalmente normal encontrar com a mãe? De alguma forma, ela sobreviveu a tudo que aconteceu. Seria o poder dela a imortalidade? E para somar a estranheza da revelação, Cal parecia saber disso quando Jiaying vai visitá-lo (porque, ao contrário do que pensei, Gordon não deixou Cal ir embora). Achei interessante o conceito do lugar, é quase uma casa de reabilitação em que você é absolvido dos erros da passado e todos merecem a mesma chance de consertá-los. (Spoilers sobre o futuro da revelação, aqui)

fitzsimmons
Enquanto isso, temos um novo embate entre Fitz e Simmons, que tem agora o trabalho de abrir o 'caixa de Fury'. Leo se recusa a ajuda, como poderíamos deduzir, já Jemma tenta amenizar a situação e argumentar com todos. Eles acabam discutindo e Fitz escolhe ir embora, já que dizem que ele é livre para sair. Em paralelo, vemos Bobbi persuadindo Jemma a ter curiosidade sobre o objeitvo, falando o quanto isso pode ajudar Coulson se ele não tiver nada a esconder. É, porque eles iriam desfazer a invasão deles toda assim que tivessem a 'caixa' em seu poder. Aham, confio muito. Jemma, no entanto, parece ser um pouco convencida por isso e diz que pode ajudar. Não demora para Fitz perceber, através do sistema, que Simmons está mexendo no cubo e não entende exatamente o porquê ela está fazendo o que está fazendo. Hm.

Mais uma vez, Leo confronta Jemma e tudo acaba com Fitz indo embora definitivamente. Sim, a coisa parece feia, mas quando menos esperamos Leo está no taxi e abre uma mochila de surpresas. De quem? Bom, da Jemma, é claro. Quem diria? Um pequeno plot-twist para alegrar nossos dias. 

A cena toda entre Fitzsimmons é genial. Se pararmos para perceber eles dão pequenas dicas em cada fala. "Eu esperava que você percebesse [o que eu estava fazendo]", "Nós consertaremos isso... juntos", "Eu preciso da sua ajuda para deixar isso [o cubo/conteúdo] sair", "É como se você tivesse feito as minhas malas você mesma", "É o nosso dever continuar com as nossas responsabilidades". De alguma forma, mesmo depois de tudo que passaram, eles continuam Fitzsimmons. Os mesmos que se entendiam tão bem e pareciam ler a mente um do outro.

Como adivinhar que a cena de separação dos dois e de saída do Fitz seria a cena de maior união e conexão que a dupla tive há muito tempo? É quase como se tivesse que ter acontecido esse desmembramento da equipe para que os dois dessem valor ao relacionamento que têm. Eles se veem com a responsabilidade com o time e de seguir lutando contra  ameaça, e só têm um ao outro como suporte. May está sendo interrogada. Skye sumiu. Hunter e Coulson são fugitivos. É preciso encontrá-los e ao mesmo tempo ter alguém lá dentro. Lembram deles na primeira temporada e o quanto pouco sabiam de ser um agente de campo mesmo? Pois é, agora podemos ver a evolução dos dois e o quanto já sabem sobre espionagem e afins. Com certeza fiquei surpresa, principalmente com o toque especial da cena: o sanduíche de 'prosciutto e mozzarella'. Escorre uma lágrima de felicidade. Quem não adora quando um detalhe é retomado pelos escritores? Mais um símbolo da amizade de Fitzsimmons retomando na série. Quem sabe símbolo até de algo mais? Ok, não vamos nos precipitar.

melinda may


E por falar em May, não podemos esquecer dela. Não acontece muita coisa, mas é importante, de certa forma. Robert quer convencê-la a se juntar a eles e, depois de certo teatro dando uma arma para Melinda matá-lo, ele resolve oferecê-la um lugar no conselho. May, é claro que recusa qualquer proposta e ainda diz o que eu estava pensando: "Por que ao invés de estarem nessa caça às bruxas não estamos procurando o verdadeiro inimigo, a Hydra?" Bendita seja May. No entanto, no final já vemos que existe a possibilidade de ela aceitar. Ficamos sem saber sua resposta, mas aposto que aceitará como forma de espiar para Coulson. Vale destacar que Robert também sabe do acontecimento misterioso em Bahrein e não temos muitas dicas (de novo), mas ele fala como May não conseguiu salvar uma pessoa e acredito que a matou por isso.

O melhor
O relacionamento de Fitzsimmons.
Escolha do pequeno plot-twist como história e todos os significados por trás.
Aparição de Mike. Além de Hunter e seus comentários divertidos.
A revelação de Jiaying.
Bobbi, mais uma vez, ficando do lado da Skye.
Coulson entendendo o lado da 'outra Shield'.

O pior
Cenas das filmagens da câmera de segurança em Skye.
Ward e Coulson trabalhando juntos? No que isso vai dar?

Nota 9,2

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1