Image Slider

segunda-feira, 23 de março de 2015

Review: Once Upon a Time 4x16 - "Poor Unfortunate Soul"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Poor Unfortunate Soul", exibido no dia 22/03/2015!

hook and ursula
Once está começando a se erguer. No episódio passado já houve uma surpresa com August e com certeza nos deixou ansiosos para saber sobre que papel ele terá na história toda e como será seu reencontro com o grupo de heróis. Começamos o episódio com um flashback de Hook e como conheceu Úrsula e Poisedon. A vilã aparece mais nova, inocente e em forma de sereia, querendo apenas usar sua voz para cantar e encantar pessoas. O pai, no entanto, não concorda e quer que ela cante para atrair os piratas à naufragarem, buscando vingança pelo assassinato da mãe dela. Lembra a história da Ariel? Pois é, o uso da voz de Úrsula e seu roubo parecem bastante com o conto da pequena sereia. Tudo bem, eu sei, já usaram essa storyline, não inovador, mas gostei. Além disso, adorei que juntaram com o fato de sereias serem traiçoeiras, fato sempre visto em contos. Once sempre dá seu próprio tom aos clássicos e sempre nos surpreende, um dos pontos fortes da série.


Assim vemos Úrsula um pouco antes de se transformar em vilã, em conflitos com o pai e sendo banida (ou se banindo, melhor dizendo) do reino dos mares. Não demora muito para ela encontrar Hook, que está incrivelmente bonzinho. A música de Úrsula o mudou tanto assim? Por que eu tinha a impressão que ele era mais vilão na época? De qualquer forma ele fala que a ajudará a chegar ao seu destino, já que Úrsula quer conhecer uma cidade que a mãe sempre falava. Ao longo do episódio vemos essa interação e até mesmo Hook resistindo à proposta de Poseidon para tirar a voz da sereia em troca de algo que o ajudará a vencer Rumple.

Em paralelo no presente, sabemos que Hook tirou o final feliz de Úrsula e propõe um acordo para consertar seus erros do passado. Qual seria ele? Bom, apesar de tudo, o desejo de vingança de Hook o fez tirar a voz de Úrsula como forma de punir Poseidon. Vamos combinar, ele é um Deus, acho que poderia ter vencido o Hook, não? Como ia dizendo, Killian tem um plano então: conseguir o final feliz de Úrsula e assim descobrir os segredos dos vilões.

august booth aka pinocchio
Enquanto isso, por falar no quinteto, o grupo tenta tirar informações de August sobre o Autor 'torturando-o' (nem perto disso, já que a Regina intervém). Conversa vai conversa vem, August revela que tem a pesquisa de um conhecido sobre o Autor. Rumple assim vai atrás da pista. Já Regina consegue avisar Snow, Charming, Hook e Emma sobre a volta de Rumple e August. É nesse momento que Killian põe seu plano em ação. Não demora muito para Belle descobrir que seu ex-amado está de volta e que não foi para Hook que deu a adaga. Que bom que não demoraram com isso. Aliás, depois das pistas de Killian e como precisou tirar o Jolly Roger de uma garrafa, Belle e Will aparecem para ajudar. Finalmente Knave tem uma participação além das eventuais saídas com Belle e ajuda Hook com uma poção (estilo 'coma-me' clássico do País das Maravilhas) para ampliar o barco. Ainda quero uma história desse novo casal, por favor. (Ok, prometo que pararei de reclamar).

Ao mesmo tempo que os Charmings estão em direção à cabana de Rumple, o Dark One resolve realmente torturar August usando um truque bem conhecido da história clássica: fazer o nariz crescer toda vez que nosso Pinóquio mente. August acaba falando sobre uma porta (lembram a porta da página rasgada que Henry achou?) em que o Autor supostamente estaria. E de novo Rumple resolve sair à caçada, só que dessa vez leva Malévola e Regina junto. Ninguém percebeu que a Úrsula estava andando por aí e nem contribuindo com o plano? Bom, o fato é que a vilã-princesa-dos-mares aceita o acordo de Killian e passa a maior parte do episódio ajudando-o a encontrar sua 'voz musical'. Eles demoram, mas chegam até a concha preciosa e... não funciona. Hook, claro, fica irritado quando Úrsula resolve não ajudá-lo já que sua 'voz musical' não voltou, mas não demora para a vilã deixá-lo inconsciente e jogá-lo no mar.

E quando menos esperávamos, Killian é salvo por ninguém mais ninguém menos que Ariel. A história é longa, mas basta saber que ela ficou presa na garrafa junto com o Jolly Roger, por algum motivo. Enquanto Hook é salvo, Emma e o resto conseguem nocautear Cruella e salvar August. Ai, foi fofo ver Emma e August se reencontrando depois de tanto tempo. Ele sempre falou para ela acreditar em si mesma e que era tudo que precisava, e não é que estava certo? Só fico me perguntando se ele ficará por muito tempo em Storybrooke... Está tudo feliz até que Úrsula chega e tenta os impedir, o que dura pouco já que Hook finalmente cumpre o prometido e acha a solução: só quem pode libertar sua 'voz musical' é quem a enfeitiçou, ou seja, Poseidon. Tchanam! Ele aparece e temos um momento pai e filha. Acho que o fato de ele ter ido até lá e ter sido a pessoa a dar sua voz de volta tem um significado diferente do que se ela sozinha tivesse revertido o feitiço. Úrsula sente falta do pai e, por mais que tenha se sentido "traída", perdoa-o e decide voltar a viver no mar.
captain swan
Olhem como a Emma ficou orgulhosa dele

Para finalizar, temos duas cenas significativas para o decorrer da história. Primeiro, Úrsula cumpre seu papel no acordo e assim confidencia a Hook que Rumple não está atrás só do Autor para que reescreva os finais felizes, mas também irá atrás de Emma. E não será para matar, mas algo pior: transformá-la em vilã, fazendo-a sucumbir à escuridão que há dentro dela. Hm, será que é assim que nossa 'savior' vai para o outro lado da força? Ainda acho que será por um encantamento ou algo do tipo. E por falar nela, eis a segunda cena. Emma, Henry e Regina conversam com August assim que ele acorda cansado. Pinóquio então diz que burlou o detector de mentiras de Rumple (a mágica que faz o nariz crescer) e que na verdade sabe onde está o Autor e tal porta. Está... bom, está ali mesmo. No papel. O Autor está preso no livro. #Chocada

Não posso deixar de comentar que Regina tem um sonho com Robin. Ignorando a ilusão que criaram nos fãs nas promos, o sonho de Regina nos serve de alguma coisa. Só não sei muito bem para que ainda. O reencontro acontece mais ou menos assim: eles se beijam e são interrompidos pela Evil Queen jogando bolas de fogos neles, ou pelo menos é que parece. Por um momento achei que podia ser as histórias do livro da Regina heroína se colidindo com a Regina vilã, mas acho que delirei. O fato é que Regina fica bem abalada e conta para Emma (já falei que adoro a amizade delas?) que acha que a sua 'evil-self' estava tentando salvar Robin e não atacá-lo. Realmente não sei como interpretar isso. Seria simplesmente os conflitos internos da personagem se revelando ou algo mais? Da forma como trataram o evento, talvez seja o 'algo mais'.

O melhor
+ "Explicação" para o porquê das sereias enganarem os marinheiros/piratas.
Cena final de Captain Swan. Killian fala que Emma é seu final feliz e tudo. <3
Participação da Ariel.
Snow batendo na cabeça da Cruella com uma frigideira. Nossa badass atacando novamente!
Emma e August se reunindo. depois de séculos.
+ A magia 'detector de mentiras' de Rumple no Pinóquio.
Revelações do final do episódio.

O pior
O Poseidon podia ter derrotado o Hook fácil, não?
Hook era bonzinho assim no passado? Seria esses momentos prova de que ele nunca foi cem por cento vilão?
Reunião da Regina e Robin de mentira. Não nos iludam assim!

Nota 8,4

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1