Image Slider

terça-feira, 17 de março de 2015

Review: Once Upon a Time 4x15 - "Enter the Dragon"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Enter the Dragon", exibido no dia 15/03/2015!

regina mills
Regina entra na Granny's e logo encontra Malévola, Úrsula e Cruella. Como sabíamos, Snow deu a ideia da Evil Queen voltar e se enturmar com as vilãs como espiã dupla. Claro que o desafio agora é ganhar a confiança do trio, afinal Regina já não é mais a mesma. Temos até um ritual de iniciação, ou quase isso. Por um momento só pensei naqueles filmes de adolescentes americanos. Sério que para ver se a Regina ainda é legal, elas dão um shot para ela? Ok né. Foi esse o teste de lealdade? Tudo bem, não foi só isso, mas eu diria que o resto da noite foi basicamente elas andando por aí sendo rebeldes e ateando fogo em carros de polícia.

Enquanto isso, Emma descobre o plano e acha tudo uma péssima ideia. Achei fofo a preocupação dela com a Regina. Mais uma demonstração da evolução do relacionamento delas. Mas a verdade é que Regina tem razão quando diz que precisam assumir certos riscos e ultrapassar certas regras se quiserem que realmente dê certo tê-la infiltrada nos vilões. Independente disso, Emma resolve acompanhar Regina para ajudá-la se der alguma coisa errado. Ignorando que o caminhonete de Emma começa seguindo a rainha e Malévola sendo o único carro na rua de noite, o que eu acharia suspeito, Emma até que consegue ficar de longe monitorando a amiga com o celular.

O foco do episódio, no entanto, fica a cargo da Regina e Malévola mesmo. Através dos flashbacks, conhecemos mais sobre como se conheceram. A jovem Regina está aprendendo magia com Rumple e se cansa da lerdeza do processo, fica sabendo de Malévola e seus poderes (como eles conseguiram manter uma árvore pegando fogo durante anos), e acaba sendo mandada ao encontro da vilã. Famosa por sua transformação em dragão, encontramos uma Malévola acabada em seu castelo, depois do Rei Stefan tê-la vencida. Lembram? Esse é o pai da Aurora, e parece que a fada má já havia lançado a Sleeping Curse ('feitiço do sono profundo') na mãe de Aurora, Briar Rose.

maleficent
A questão é que Regina aparece e decide ajudar Malévola, afinal se uma pessoa tão poderosa como ela não consegue sua vingança, imagine uma ainda aprendiz. Vemos assim que Regina faz Malévola recuperar sua magia, depois de algumas tentativas e até captura do rei. É, a rainha começou querendo encontrar uma nova professora, mas acabou ela mesma ensinando à Malévola. Assim podemos entender um pouco um sentido de gratidão de Malévola por Regina, pelo menos é que acho. As duas tem essa conexão. As duas, de certa forma, se ajudaram a conseguir suas vinganças. Por isso, Malévola parece aceitar Regina no grupo mais que o resto, apesar de botar nossa heroína em prova. Aurora ainda ganha uma pontinha nesse episódio. Na verdade só vemos o momento no qual ela é atingida pela Sleeping Curse pouco antes de se casar e dorme, sem muita luta. (Alguém ainda lembra que não explicaram a volta à vida de Philip? Tudo bem, entendo que não dê para falar de tudo, mas alguma menção, pelo menos!)

O episódio tem mais um subplot, por fim. Hook aparece no encontro de Will e Belle, e pede a ajuda da moça. Com as vilãs querendo um objeto mágico para encontrarem o Autor, Killian sugere à Belle que esse objeto pode ser a adaga de Rumple e pede que ela troque de esconderijo. Ele faria isso. Não demora muito para percebemos que... bom... o comportamento estranho do Killian não era dele.

Aliás, depois que Rumple se revela, não é muito difícil de ver todas as falhas na imitação. Provavelmente a atuação dessa forma é de propósito para percebermos. Ou para Belle, quem sabe? Por falar nisso, ela nem acha estranho o Killian todo secreto sem querer contar nada, além daquela cena super estranha dos dois botando a mão no peito um do outro como promessa. Sério mesmo, Belle? Vê se isso tem a cara do Hook? Por um instante quase achei que ela falaria algo como 'e se você não fosse o Killian mesmo' ao invés de questionar se o Rumple já estaria em Storybrooke. Aliás, como o Rumple sabia da rixa entre o Hook e o Will, não sei (nem lembro). Ai ai... Além disso, me deu um nervoso porque realmente quero saber mais sobre o Knave e como começou exatamente esse relacionamento dos dois. Eu sei, ele é só um personagem super secundário, mas o meu coração OUATIW não deixa de sonhar.

once upon a time in wonderland
Voltando a Storybrooke, para o teste final, Regina sequestra Pinóquio, sem saber exatamente o que farão com o menino. Deixando a Emma de lado, Regina vai em frente com o plano. Sorte dela que o queriam era transformá-lo no August de novo. Pera, quê? Sim, August está de volta! Só não vamos comemorar muito porque ele ainda sofrerá um pouco com as vilãs tentando tirar informações dele. E mais! Rumple acredita (ou pelo menos nos está fazendo acreditar) que confia na mudança de opinião da Regina quanto a fazer o bem. Ou talvez só entenda que ela quer a mesma coisa que eles no momento e portanto será útil; ou quem sabe acha que a ida de Robin pode ter mudado tanto Regina? O fato é que ele revela seu retorno para a rainha finalmente.


O melhor
Emma se preocupando com Regina.
Quero muito uma cena com todos botando o August a par das mudanças que aconteceram enquanto ele estava como menino.
Passado entre Regina e Malévola, além de explorarem um pouco mais a história da Bela Adormecida.
Gostei do look meio mafioso da Malévola.

O pior
Em geral, os episódios não tem me empolgado tanto. Espero que isso melhore.
Tadinho do Marco, lá se vai Pinóquio de novo. Pelo menos ele conhecerá o filho mais velho, na idade que deveria ter.
Furos deixados em história de Philip e Mulan (com Robin Hood).

Nota 7,5

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1