Image Slider

quarta-feira, 25 de março de 2015

Review: Castle 7x18 - "At Close Range"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "At Close Range", exibido no dia 23/03/2015!

kevin ryan

Detetive Ryan está se olhando no espelho. Terno e gravata, e manchas de sangue nas roupas. Está irritado. E não demora muito para quebrar o vidro do espelho com as próprias mãos em um soco frustado. Assim, voltamos seis horas antes daquele dia para entendermos como o personagem chegou até aquele ponto. 

O quarteto de sempre está na delegacia e acabaram de vim de um "divertido" briefing da polícia. Assim se despedem e Kevin diz que arranjou mais um emprego como segurança. Dessa vez irá trabalhar para uma pessoa importante, tão importante que não pode informar quem é. Não posso deixar de comentar que foi divertido ver Castle tentando adivinhar. One Direction? Parece que o Rick é fã, e o mais incrível é que parece até Esposito é, já que sabia em que cidade a banda estava.

Ok, o foco é em Ryan. Aliás, devo ressaltar que fico feliz toda a vez que aprendemos um pouco mais sobre os personagens secundários. Conhecemos assim o cunhado dele, Frank. Os dois trabalham assim como seguranças de um político importante, Alex Lopez, possível candidato à presidência. Como todo político, Lopez tem inimigos e Ryan precisava assim reconhecer cada um. Bom, a verdade é que através da promo já sabíamos do básico: o detetive está no evento quando acontece um atentado e não consegue pegar o suspeito fugindo da cena do crime, e ainda é parado por outros policiais que o confundem. As primeiras cenas servem como suspense. Sabemos o que vai acontecer, mas não sabemos quando ou quem. Inclusive o primeiro suspeito que Ryan reconhece parece ser o culpado, porém logo descobrimos que não. Gostei dessa forma de fazerem as cenas, apesar do suspense de Kevin ser preso ou não exagerado na promo, quando sabemos que a questão seria facilmente resolvido com Ryan mostrando seu distintivo. Mas vamos combinar, todas as promos de séries são instigantes assim. 

O fato é que Lopez é atingido no atentado por uma bala, mas a host do evento e com quem estava conversando, Carol, é que acaba morrendo. Todos logo deduzem que o alvo era o senador, mas, como deveriam ter cogitado, o assunto acaba tendo a ver com a empresária mesmo. O caso passa por pistas quanto a extremistas e inclusive um deles é rapidamente encontrado. Como sabemos, nada é tão simples e logo descobrimos que ele deveria ter tido ajuda de alguém. O crime teria sido encomendado. Mais a fundo no problema, chegamos então ao ponto máximo de tensão, outro suspeito surge: o cunhado de Kevin. Devo dizer que já esperava algum envolvimento dele, afinal essas aparições nunca são à toa. Assim vemos Ryan em conflito. Conflito com a irmã e com o próprio Frank, quem considerava como irmão. No fundo, no entanto, o detetive consegue conversar com Frank e entender como estaria envolvido na história. Adianto que ele tem sua parte culpada, mas teve a ver com o crime só indiretamente. 

caskettCom o envelope usado para pagar a compra do crachá de acesso usado pelo assassino, Kate consegue chegar inclusive na mulher de Lopez. Mas o clássico crime passional não é a verdadeira história e, quando menos esperávamos, dentre conspirações de inimigos e poder, o próprio Alex Lopez e os responsáveis por sua campanha se tornam suspeitos em um ponto. Enquanto o caso se desenrola, vemos assim Kevin lidando com a desconfiança no cunhado e com a culpa de ter visto um assassinato enquanto deveria ter protegido o político. Adorei que tenham focado nesse mais um lado do personagem. 

Como vimos no episódio passado, Kate pensa se deveria buscar algum cargo ou profissão além de detetive e continuamos a ver uma pequena evolução desse plot. Beckett é reconhecida por um político no hospital por sua excelente reputação. Ao longo do episodio vemos pequenas menções de como ela 'faz a diferença' na sua profissão, do seu jeito. Assim, já no final do 7x18, comentando sobre como a vida política é cheia de conspirações, Castle descobre que a detetive concorrerá para capitã. Ou melhor dizendo, vai fazer a prova e ver no que vai dar. Gosto bastante da ideia de Kate dar um passo à frente na carreira e do fato dos escritores mostrarem esse processo. Ela tem ambição, é mais que qualificada e isso seria a solução de seus dilemas internos. O "poder fazer mais" está a seu alcance.

O melhor
Kate para capitã!
Desenvolvimento de Ryan e sua história.
O efeito de suspense das primeiras cenas para quem assistiu a promo antes. 
O envolvimento do cunhado de Ryan.

O pior
Mistério quanto ao Ryan ser um suspeito (por 10 segundos).

Nota 9,0

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1