Image Slider

quinta-feira, 26 de março de 2015

Review: Agents of SHIELD 2x14 - "Love in the Time of Hydra"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Love in the Time of Hydra", exibido no dia 24/03/2015!

grant ward


O episódio começa com uma olhada por onde andam Ward e Agente 33. Em uma lanchonete tendo conversas estranhamente meio românticas? Você não imaginaria, não é mesmo? Mas a verdade é que tudo vai além da conversa e encurralam um cientista/médico para reconstruírem o rosto da Agente 33. Vemos muitos elogios da parte dos dois e a Agente 33 parece apaixonada por seu herói. Chega ao ponto de se transformar em Skye como 'forma de agradecer' Ward. Super weird, eu sei. Sinto que ela é mais uma sendo usada pelo Ward e ainda está acreditando em tudo que ele diz... Ai ai... Aliás, Grant faz tudo para ela. Reconstroem o seu rosto, mas, mais do que isso, o médico (e criador da máscara que ficou presa no rosto da agente) possibilita que ela possa se transformar em quem quiser com uma simples piscada. É quase como se ela tivesse poderes, mas, no fundo, é só tecnologia. Quem não queria que os gadgets de Agents of Shield existissem na vida real, né?

Bom, depois disso, a dupla parte para a próxima: sequestrar Bakshi para aplicar sua vingança. Sim, ele de novo. Para quem não lembra, o agente da Hydra está preso sob custódia de Talbot e para isso precisam de um plano. No fundo, acaba sendo fácil com o novo "poder" da Agente 33. Desde se transformar na mulher de Talbot até um dos soldados, a agente consegue capturar o Bakshi. Preciso comentar que a cena toda é engraçada. Talbot logo percebe que alguém entrou no prédio usando a máscara e basicamente fica desconfiado de todos, inclusive manda a mulher se deitar no chão por suspeita. Tadinho.

Como uma amiga minha diria, por que diabos o Ward ainda está aqui mesmo? Bom, o porquê eu não sei, mas devem ter um plano para ele. O que posso dizer é que ele tem um plano, isso é fato. Grant não é bonzinho à toa e está ajudando a Agente 33 por algum motivo. A vingança dela abrirá portas para ele, só não sabemos quais ou para onde. Quem sabe ele não restabelecerá a Hydra? Controlar Bakshi com certeza seria ter poder nas mãos. Ward vem se transformando um 'vilão' recorrente na série, daqueles que sempre aparecem para apimentar as coisas.

Quanto à Skye, Simmons e Fitz continuam cuidando e de olho nela. Os segredos podem ter sido revelados, mas os dois continuam discordando e muito. Fitz, que ouviu às minhas preces e deve ter visto os mesmos filmes que eu, sugere que talvez Skye devesse aprender a controlar seus poderes e usá-los para o bem, como um Capitão América da vida. Já Simmons, discorda piamente e fala que Skye está mais para um Bruce/Hulk. A questão é que Jemma prefere uma cura. Sei que deve ser difícil, mas sinceramente, mesmo que encontrarem 'a cura' um dia, Skye deveria aprender a lidar com os poderes e não retê-los (vimos que isso não resolve em nada). Pena que ninguém ouve o nosso querido Fitz.

skye coulsonCoulson recebe os conselhos do relatório de Andrew para tirar Skye do time, como tínhamos visto no episódio passado, e pede conselhos para May. Argh, Melinda, há um momento atrás você era defensora da Skye e agora apoia o Andrew? Ok, é difícil não conhecer com o que se está lidando e não saber o que Skye poderá fazer, mas nesse momento ela precisa de pessoas que acreditem nela. No entanto, no meio da conversa, podemos entender a insegurança de May em suas habilidades como mentora: Bahrein. Essa é a única dica que temos, mais nada. E quando achamos que Coulson realmente vai manter Skye na sede, nos enganamos. Aí, gente, por que? Ele a leva para um passeio. E todas as cenas dos dois a partir daí são no mínimo fofas. 

Eles estão em avião, sentados lado a lado, e Coulson começa a contar uma história. Ele tinha dificuldades com o pai (nada comparado com as loucuras da vida de Skye, mas pertinentes). Seu pai trabalhava dia e noite em seu carro e, mesmo que fosse chato para o pequeno Coulson ajudá-lo, no final do processo ele percebeu que o carro estava lindo e se encheu de orgulho. Quem adivinha que carro é esse? Dou uma dica: é vermelho. Sim, conhecemos finalmente a história da Lola. E o conto não vem sozinho, mas com uma metáfora. Lola mudou muito e até voa hoje em dia, mas continua o mesmo corvette vermelho de sempre. Skye é a Lola nessa história. Eu sei, podem pegar os lencinhos porque é tão fofo que dói.

Não demora muito e chegam em uma cabana usada como esconderijo seguro para pessoas com poderes. Coulson logo avisa que Skye ficará um pouco por lá. Olha, pelo menos podia ficar alguém com ela né? Jemma criou luvas que retém os poderes de Skye, Coulson as entrega e dá a opção, mas Skye é a única que pode fazer essa escolha. Skye pede conselhos para o diretor, ou melhor, para o amigo. No fundo, ele não ajuda muito, afinal ele não pode tomar essa decisão por ela. E ficamos assim: com Skye deliberando. Já estava curiosa para saber com a história dela evoluiria sem o resto do grupo por perto, mas parece que no próximo episódio a ameaça já chega até ela.

fitzsimmons
E por falar em Simmons, temos mais uma cena dela com Fitz. Leo sabe que ela entregou alguma coisa para Jemma, e, quase como uma revanche, ela resolve manter em segredo. Claro que Fitz é esperto é sabe que é provavelmente algo não muito legal, assim confronta a amiga mais uma vez. Diz em alto e bom som que as mudanças que ele e Skye passaram são o que assombram Jemma, quando na verdade o medo que deveriam ter era das mudanças que ela passou. Entendo, é o que Leo está sentindo desde o começo. A falta de apoio de Jemma tem sido recorrente e ele parece não confiar mais nela. Ao mesmo tempo, entendo a Simmons, mas acredito que a radicalidade não é necessária. Quando ela fala de "consertar" a Skye, me dá a sensação de quem não é preciso. Os poderes são parte dela, são algo que já estava nela de alguma forma. Jemma, por favor, mostre a nós o quanto eu sei que você se importa com eles. Ver os dois brigando é difícil e total oposto de quando o conhecemos, mas muita coisa mudou e aconteceu. É interessante reparar o quanto eles representam: são formas diferentes de ver os poderes de alguém, ver os benefícios e malefícios. 

Enquanto isso, temos Hunter e Mack. Finalmente na resenha! Conhecemos, juntamente com Hunter, o líder da outra Shield: Robert Gonzales. Bobbi também aparece e devo dizer que Hunter se sente bem desconfortável com tudo aquilo. As cenas são bem simples: uma sala de reuniões com uns quatro membros da tal Shield, além de nossos conhecidos, explicando o porquê de tudo aquilo.

Quanto às revelações da "verdadeira Shield", bom, achei que seria algo 'mindblowing', mais surpreendente, mas faz sentido. Quem sabe não estão guardando algo mais especial para a season finale? Como disse na última resenha, a ameaça da Hydra não é mais eminente, mas os resquícios deixaram a Shield desestabilizada, despedaçada. É fácil em um momento desses 'facções', inimigos e ideologias diferentes surgirem. E aí que entra esse grupo que descorda de Fury e todos os seus segredos. Entendo, em desenhos e nos filmes, Fury pode ser irritante com seus segredos... Mas, vale isso tudo? A minha teoria profunda é que esse grupo deve culpar Nick pela Hydra e por tudo que aconteceu e, se eles não têm o Fury, vai o Coulson mesmo. Até entendo as razões, entendo que Coulson teve seus momentos ruins, mas não ousem botar a culpa de tudo que aconteceu. Agentes teriam morrido e aliens teriam surgido com ou sem o Phil ali, e sinceramente, a forma como ele lidou foi à medida do possível. Coulson é um bom agente, mas mais que isso são os valores em que acredita que nos fazem confiar nele. E vamos combinar, os últimos insights dele foram brilhantes. Ok, eu sei, não preciso defender o Coulson, todos nós os amamos, mas parece que esse pessoal não.

lance hunter
Hunter fica de pensar no caso, pensar se concorda com os valores da organização. O que, no fundo, significa que não ficará lá. Ele até tenta convencer Bobbi de ir junto, mas a verdade é que fica bem magoado de ter sido usado para informações, de não saber do que estava acontecendo de verdade, mesmo os dois estando tão próximos ultimamente. É, mais uma vez ele fica arrasado por Bobbi. Sabemos que ela realmente se importa com ele, porém decide ficar por lá e diz que não o irá impedir, outros vão. No final, parece que ele está sem saída quando percebe que está no meio do oceano. Mas aquela água toda não impede Hunter de fugir e ele consegue roubar uma aeronave.

Um dos agentes aliados de Robert falou uma coisa que é verdade. Bobbi poderia ter parado Hunter a qualquer momento, mas não o fez. E é aí que nós podemos duvidar da lealdade de Bobbi. Será que ela sabia que Lance não fugiria no meio do mar ou que ele demoraria para gerar problemas já que estão longe da terra? Ou seus sentimentos por ele fizeram ela repensar? Ou seria outra coisa?

Bobbi sempre foi uma personagem bem fiel à Shield como instituição e acreditava que ao Fury também (ou são a impressão de quem assistiu os desenhos?). Pode ser loucura, mas não seria legal se ela fosse uma agente dupla na 'verdadeira Shield' também? Ok, eu tenho que parar. A questão é que temos um problema e dos grandes. Bobbi tem suas mãos o poder de decisão sobre a situação e o que ela faz? Afirma que é melhor eliminar a ameaça, ou seja, Coulson. Not cool, Mockingbird, not cool.

Wow, foi tudo bem rápido. Mal conhecemos a nova organização e já estão sendo revelado, mas é bom. A notícia boa é que Hunter fugiu e Coulson não confia nas desculpas que Mack deu (Coulson e May lindos com seus pressentimentos), o problema é que Bobbi ainda está segura no seu disfarce e Hunter vai demorar para chegar em terra. Será que ela é realmente capaz de matar o Phil?

O melhor
História da origem de Lola e a metáfora por trás.
Fitz e sua ideia brilhante (sem sarcasmo aqui) de que Skye deveria aprender a controlar seus poderes.
Chloe Bennet e Ming-na Wen como Agente 33.
Hunter e sua desconfiança com a outra Shield. Poderia dizer até por lealdade.
Dois lados da moeda com Jemma e Fitz.

O pior
May apoiando Skye ir embora.
A revelação da 'verdadeira Shield', entendo, mas nada 'mindblowing'.
Acho que Fitzsimmons já podem fazer as pazes hehe.

Nota 8,8

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries, livros e quadrinhos. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria. 

2 comentários:

  1. Gosto da montagem que fizeram no personagem ward. No universo dos quadrinhos, existem muitos personagens que vivem à beira da linha que separa os heróis dos vilões. São muitos os que se apresentam como vilões de início mas após algo importante acontecer faz com que eles mudem de lado e passem a buscar por redenção. Sei lá, opinião pessoal, mas acho desnecessário dispensar personagens como o dele na trama, esses tipos de ingredientes deixam um ar de suspense, nunca se sabe o que de fato passa na cabeça dele. Além de que é indiscutível de que ele realmente é apaixonado pela skye, o que pode ser o motivo pelo o qual faça ele buscar por essa segunda chance.

    ResponderExcluir
  2. cara,que triste eh ver o ward do mal,serio no comerco ele era tao bonzinho,tao gato, nao keria que ele ficasse do mal,ele e a skye formavam um casal tao fofo,seria tao legal se ele voltasse pro lado do bem e ficasse com a skye de novo.

    ResponderExcluir

 
UA-48753576-1