Image Slider

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Review: Castle 7x14 - "Ressurection (1)"/ 7x15 - "Reckoning (2)"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Ressurection" e "Reckoning", exibidos nos dias 09/02/2015 e 16/02/2015!

castle 7x14



















Parece que só porque viajei, Castle teve seu grande episódio desde o desaparecimento do Rick. Pois é, tivemos um episódio duplo (divididos em duas semanas, só para aumentar a tensão) com o vilão que faltava ter seu ciclo fechado: 3XK. Apesar de me dar nervoso essa falta de notícias sobre o desaparecimento do Castle ou uma dica sequer sobre isso, o episódio surpreendeu e nos trouxe mais um passo importante na storyline de todos e o drama que faltava. Entendo a extensão do mistério em volta da história de Castle e o que aconteceu exatamente com ele naqueles dois meses, mas sinto como se tivessem dado uma pausa com histórias normais no meio como se nada tivesse acontecido. Alguns delas até interessantes como o Castle como PI e temas que gerem risadas ou situações inusitadas - típicas da série -, mas ainda assim um pouco fora do foco. Aliás, a minha aposta é que voltem ao assunto só na season finale. No entanto, os 7x14/15 foram diferentes, apesar de ainda não termos nenhuma dica sobre o mistério de Rick, temos a conclusão de outro e a vida de um dos personagens em perigo.

Começamos o 7x14 com uma clássica cena de perseguição e a garota de camisola acaba sendo encontrada morta. Com a evolução do caso percebemos (ou melhor, Lanie percebe) que ele tem muitas semelhanças com o caso antigo da "clone" morta de Lanie, que teve seu rosto modificado para parecer com ela e roubar os arquivos de Jerry Tyson aka (também conhecido como) 3XK. E não esqueçam da responsável pela cirurgia que nunca foi presa: Dra. Kelly Nieman. Bom, apesar dos esforços de Kate, não conseguem extrair nenhuma informação da cirurgiã e é aí que as coisas ficam interessantes: encontram Tyson, que aparece dirigindo uma van com uma mulher idêntica à vitima. Fácil demais? Pois é, eu também acho. Ele assim é levado para a delegacia, mas, como eu suspeitei, ele alega ser outra pessoa que teve o rosto modificado pela doutora. Hm, e agora? Ao mesmo tempo que acho uma boa história, me dá muito nervoso saber que ele realmente pode ser Tyson. E aí que está a brincadeira doentia que o 3XK adora.

castle kevin esposito

Admito que a história pode ser um pouco irreal, até porque vamos combinar: como uma cirurgia pode ficar tão perfeita para que você seja confundido com uma pessoa, já que está idêntica à ela? Mas desculpo a série. Assim que vêem Tyson no carro achei que todos iriam pensar na possibilidade de ser outra pessoa usando seu rosto, mas foi só eu mesmo. Aliás, qualquer um que aparecia eu pensava nisso, fiquei até com medo de fazerem isso com a Beckett. Nunca ignorem uma médica louca falando sobre a perfeição do seu rosto toda vez que se encontram.

O episódio se torna uma mistura de sentimentos: todos tentando provar que o cara que prenderam (Michael Boudreau) é realmente Tyson, tentando entender se seria possível ser outra pessoa, tentando se agarrar a qualquer chance de provar suas teorias, por que sem isso a policia não poderia fazer nada. Quando encontram um dente de quando Tyson era pequeno, acham que finalmente conseguiram o que queriam, mas infelizmente não é dessa vez, e Nieman e Tyson saem ilesos. Enquanto isso, Kate recebe a ligação da loira idêntica à morta que estava com Tyson, já que Beckett havia dado seu cartão para se algo desse errado quando a encontrou. Pena que é uma armadilha e nossa querida Kate é sequestrada. Fim.

Sim, esse é o fim do episódio. Mas que bom que o 7x15 já está aqui. Assim vemos Castle enfrentar Tyson/Boudreau. É sempre interessante acompanharmos essa trajetória de tentar entender a mente de um psicopata. Rick extrapola, mas com a ajuda de Gates e o resto, ele vai tentando criar a história de Tyson. Se alguma dúvida ainda restava sobre Boudreau ser realmente o serial killer, percebemos que, por trás do teatro, pequenos sorrisos malignos surgem. A conversa do Rick com Gates foi um ótimo exemplo da evolução da relação dos dois, afinal, apesar de nunca parecer gostar de Castle, Gates entende uma coisa (que Beckett disse): ele é a história, ele que une as evidências e as une de uma maneira criativa.

richard castleNão posso deixar de comentar sobre como Castle consegue fazer uma boa análise da fixação de Tyson por loiras, afinal é impossível não notar a semelhança da mãe de Jerry com as mulheres depois da cirurgia. É uma forma de machucá-la todas as vezes que visse notícias sobre ele, assim como Tyson queria machucar Castle várias vezes usando Beckett como isca ao invés de simplesmente matá-lo. Não quero nem falar sobre a brincadeira doentia dele em fazer Rick pensar que Kate havia sido morta.

Claro que a dupla de 'vilões' é boa e parecem não deixar vestígio de seus passos, mas Rick tem uma último plano: pedir ajuda para o antigo companheiro de cela do 3XK. Assim, ele vai para uma cabana da infância de Tyson à procura de Kate. Vemos um Castle determinado e badass, trancando a tal loira no porta-malas do seu carro. Apesar disso tudo, Rick acaba nas mãos de Tyson mais uma vez, e quando tudo parece acabado, nosso escritor dá a volta por cima.

Agora, o melhor mesmo foi o final e, sinceramente, isso sim foi um plot twist. Quem diria que pessoas normais não falam sozinhas em voz alta e que Castle estava na verdade contando seu plano para Kevin e Esposito. Ai, sério, dá vontade de chorar de alegria. E eu já irritada com o Rick por nem ter contado para ninguém onde estava indo. Eles enganaram todos nós. Adorei como a perspectiva muda tudo e como os flashbacks nos indicaram que não estávamos a par do plano como achávamos. Além disso, gostei que usaram flashbacks do próprio caso para os esquecidos como eu, afinal de contas, essa batalha entre Castle e o 3XK dura há bastante tempo. Esse foi um dos melhores episódios (a dupla de episódios na verdade) da temporada de longe (atrás talvez somente do desaparecimento do Castle, apesar de ainda ter meus receios sobre como vão concluir com esse mistério).

Adorei que a Beckett tenha se salvado. Isso me lembra da Emma salvando ela mesma e o Hook reclamando, só que, claro, "um pouco" mais dramático e sem o conto de fadas de Once Upon a Time. Com um pouco de paciência e inteligência, ela consegue se livrar das fitas que estavam a prendendo. Vemos Kate se transformar (assim como Castle): ela parada ali pronta para ter sua cara cortada com certeza desperta a raiva e adrenalina suficientes para Kate atacar a tal médica com uma lâmina. Tudo que eu conseguia pensar depois disso é o quanto uma cena dessas vai perturbar nossa querida detetive - o que vemos ser verdade em sua conversa com o marido. No final, sinceramente, o que importa é que ela se salvou.

kate beckett
Gostei muito de ver a menção dos meses que Castle desapareceu, afinal Rick enlouqueceu com o sumiço de Beckett de dois dias. Não sei o que vai acontecer daqui para frente, mas espero que finalmente comecem a conduzir essa história para sua resolução. Por favor, não deixem isso se arrastar. Até a season finale eu aguento, mas não mais. Bom, como (quase) sempre, temos um final feliz. Caskett se reune e Castle tem seu trabalho de volta na delegacia de uma forma um tanto inusitada e meio estranha, talvez até forçada, mas quem se importa! Castle está de volta! Vemos assim nossa querida família da delegacia reunida novamente.


O melhor
Kate se salvando.
Lanie e sua linda dedução sobre a volta da Dra. Nieman.
Kevin, Esposito e Castle e seu plano.
Rick mencionando seu desaparecimento.
Uso dos flashbacks sobre o caso e a perspectiva no plano de Castle.
Alexis beijando a Kate assim que sai para estudar. Detalhe, mas significa muito.

O pior
A história da cirurgia perfeita com rostos idênticos, mas perdoável.

Nota 9,4

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1