Image Slider

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Review: Arrow 3x12 - "Uprising"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Uprising", exibido no dia 04/02/15.


E depois de alguns episódios, Oliver está voltando para Starling City.... Em um retorno muito decepcionante.

Graças a Deus, porque a cidade já estava virando um caos sem ele. Se bem que, para falar a verdade, não estou muito confiante que sua presença vá ajudar muito. Os Glades foram abandonados, como avisado no episódio passado e nem teve nenhuma discussão sobre o assunto. Visto isso, só sobrou Roy e Laurel para defender toda a região, já que aparentemente o Diggle não vai mais à ação, só fica no Foundry ou, pior ainda, no carro. Entendo o porquê da Felicity ficar só nos comunicadores, afinal o máximo que ela sabe é autodefesa, mas o Dig?? Não faz sentido nenhum, ele deveria estar ajudando, considerando que eles estavam procurando todo a ajuda possível. Cadê a lógica.

Quem acaba se voluntariando para ajudar é o Malcolm, depois que descobre que Brick é o verdadeiro assassino de sua esposa, e por algum motivo eles ainda questionam aceitar sua ajuda. Meu único interesse em uma plotline para o Malcolm seria uma que envolva sua morte, então não fiquei nem um pouco satisfeita com a maior parte do episódio. Por que estão tentando fazer um arco de redenção para ele? Ele não merece! Todos os segundos gastos nele ao invés dos outros personagens são um grande desperdício. A única coisa interessante dos flashbacks foi ver o Tommy criança. Sdds Tommy.


Tirando isso, todas as reações dos personagens foram completamente aleatórias, tirando pela Felicity, a única com bom senso naquele grupo. Mas o que mais me irritou mais a Thea. Perdoando Undertaking assim?? Ela demorou seis meses só para visitar a mãe na prisão porque não a perdoava, isso porque a Moira estava coagida a participar de tudo. Agora o Malcolm que conduziu tudo é perdoado porque ele "só queria o bem da cidade"? Para que tá feio.

O único modo de me fazer perdoar isso seria fazendo a Thea descobrir sobre a Sara e matar o Malcolm por isso. Não tem perdão para ele não. Muita mentira dizer que Malcolm salvou a Thea por bondade no coração, posso apostar que ele já tinha tudo planejado desde o início, tudo para livrar seu próprio pescoço. Ele é culpado pela morte da Sara e do Tommy, aceitar trabalhar com ele é um desrespeito a esses outros personagens.

Então obrigada a quem votou contra, porque pela menos pela primeira parte do episódio foi mais tolerável já que rejeitaram sua ajuda, e ao invés convocaram a cidade inteira. Confesso que acho lindas essas cenas que toda a população comum se junta para lutar contra o mal, então até fiquei meio emocionada. Preciso comentar sobre a Sin, que estava lá (amém!), vê a Laurel de BC e depois fala com o Lance sobre como aquela não é a Sara. Muito obrigada, Sin, por finalmente contar algo para o Lance, vem cá para eu te dar um abraço. Espero que ele confronte a Laurel e descubra a verdade no próximo episódio.

A luta dos dois lados não dura muito, logo Malcolm captura Brick e está quase o matando por vingança, quando Oliver ressurge das cinzas (aparentemente ele levou uma mochilinha com ele, porque ficou trocando da roupa normal para a de Arrow o tempo todo e não sei nem onde) e faz seu discurso anti-assassinato, convencendo Merlyn a desistir de matar. Depois disso, Oliver aparece para a cidade todo como Arrow, levando o Brick preso e pedindo desculpas pelo sumiço, mas que agora veio para ficar.


Após, ele vai visitar a irmã e conversa com o Malcolm, pedindo para ele treiná-lo. Wtffff. Primeiramente, se Malcolm pode derrotar o Ra, por que ele mesmo não faz isso? Depois, que, o Ra realmente está atrás é do Malcom, não? Por que não só entregá-lo a Ra? E nem me vem com a história de quererem matar a Thea também, porque tenho certeza que poderiam chegar a um acordo, sem falar que Ra's disse há alguns episódios que nem se importava com a Sara, então duvido que se importaria de fazer esse acordo. Malcolm morre, todo mundo fica livre, win win. E outra, se ele precisava de alguém para treiná-lo por que não a Tatsu? Ela não é a Katana ou vão ignorar isso? E já vimos em canon que ela é ninja com espadas, não vem me dizer que ela não podia ajudar.

Infelizmente, a única com juízo nessa série é a Felicity, por isso que quando Oliver retorna - e preciso dizer que fiquei bastante decepcionada que o primeiro lugar que ele foi quando voltou não foi o Foundry - e conta sobre sua péssima ideia, ela é a única a se revoltar. I feel u, Felicity, também achei absurdo. Depois disso, Felicity e Oliver conversam, e a Felicity diz algumas verdades para ele. Realmente, se depois de amar a Sara, ele pode perdoar seu assassino assim, trabalhando com ele, nem eu estou querendo ser amada pelo Oliver no momento. Primeiro, você aprende a respeitar as pessoas, depois falamos sobre relacionamento.

Honestamente, estava esperando algo muito pior da cena Olicity, por causa dos spoilers que soltaram, e mo total a cena foi boa, Felicity estava absolutamente certa em tudo o que disse, e Oliver precisa melhorar antes de poder ficar com ela, tem que fazer por merecer. A questão é que tudo isso é ridículo, essa discussão nem deveria estar acontecendo porque ninguém deveria considerar trabalhar com o Malcolm. Isso não tem lógica, parem!!

O Melhor:
+ Felicity sendo a voz da razão
+ Sin contando para o Lance
+ Cidade contra Brick
+ Baby Tommy
+ Oliver voltou

O Pior:
- Malcolm
- Oliver pedindo sua ajuda
- Thea o perdoando
- Todo mundo menos a Felicity estando ok com isso tudo??
- Por que tantos furos na coesão dos episódios?
- Como a Felicity não percebeu o Malcolm hackeando a webcam dela? What?

Nota: 5,0



0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1