Image Slider

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Review: Once Upon a Time 4x10 - "Shattered Sight"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Shattered Sight", exibido no dia 07/12/2014!

shattered sight























O episódio começa de onde paramos: a maldição finalmente chega à Storybrooke e todos começam à brigar uns com os outros. O primeiro exemplo disso é quando Snow e Charming jogam comentários raivosos um para o outro. A partir daí vemos a cidade toda um caos só e Anna, Elsa e Emma estão tentando pensar em alguma forma de desfazer a maldição. Então, na conversa, nossa querida Anna lembra do conto do rei que impôs essa exata maldição à seu reino. A solução? Matar o rei. No nosso caso, matar a Snow Queen.

Em uma pequena cena no inicio do episódio, percebemos que Hook e Rumple, assim como o nosso trio, também não foram afetados pela maldição. Claro que o mais-novo-ex-vilão usa Hook mais uma vez e tenta pegar Henry para que Rumple fuja com o neto e Belle. Não sei se fico feliz pelo Rumple amar de verdade o neto e parar de vê-lo com uma ameaça, ou triste por todo o resto. Mas como Hook não está tão motivado de fazer o mal e Henry fugiu sendo meio 'pestinha', o plano não segue em frente. Aliás, ainda temos mais uma pequena aparição de Knave tentando arrumar briga com Killian. Quero saber sobre o que aconteceu com o Will depois de Wonderland, chega desse suspense!

Apesar de Elsa não acreditar muito que conseguiriam matar a vilã, elas vão ao encontro de Ingrid, mas logo descobrem que não podem derrotá-la enquanto estiverem com os laços presos em seus punhos por causa de seu 'amor inigualável'. E es que Emma tem uma ideia: isso significa que um ódio inigualável poderia ser o perfeito oposto e assim destruiria os laços? Bom, a solução não poderia ser outra senão usar o ódio de nossa ressurgida Evil Queen pela Emma para isso. Regina, como sabemos, está presa em seu cofre (e até trocou de roupa para a mudança de humor) e a dupla desfaz a proteção que impedia Regina de sair para seguirem com o mais novo plano.

E aí que você se pergunta se a ideia foi boa mesmo. O fato é que elas conseguem que Regina jogue uma bola de fogo nelas que destrói muito facilmente os laços e saem de lá, após nocautearem a rainha. Vamos combinar que elas podiam ter tentado botar outro feitiço para impedi-la de sair, mas enfim. Assim, Emma e Elsa vão para mais um enfrentamento com a Snow Queen.

evil queen
Já Regina, quando se recupera, aparece na delegacia e encontra seu sonho realizado (ou quase): Snow presa na cela. Anna tenta impedi-la, mas logo desaparece com Kristoff na famosa fumaça roxa. Assim, Snow e a Evil Queen começam sua batalha de espadas, porque a 'vilã' quer ver o derramar de sangue, "magia seria fácil demais". Não pude deixar de reparar que mesmo o Charming 'odiando' a Snow no momento, ele a ajudou a desarmar Regina. Aliás quase achei que eles iriam quebrar a maldição neles por um momento, mas parece que foi só eu que reparei porque depois disso a Snow continua sua batalha com a Evil Queen.

Enquanto isso, temos diversos flashbacks com 'time jumps' no episódio, ou seja, fragmentos do passado em anos diversos. Primeiro vemos a chegada da Snow Queen meio perdida em Boston, em que encontra uma charlatã e tem que assim se virar para encontrar Emma sem magia nesse novo mundo. A próxima coisa que sabemos é que ela já tem uma família e está com Emma vivendo em sua casa. Vemos assim o relacionamento das duas: Ingrid ajuda Emma a se adaptar e ao invés de fugir, dar uma chance para essa nova família. As duas se divertem juntas, inclusive vemos uma pequena demonstração do que um dia poderá ser a magia de Emma. Assim, algumas semanas depois, Ingrid tenta forçar Emma a enfrentar seus poderes a botando em frente de um carro vindo em sua direção, porque é supernormal fazer esse tipo de coisa. Então Emma foge achando que Ingrid é uma maluca tentando a matar, porque vamos combinar que a ideia foi péssima.

ingrid emma

Logo depois, vemos Ingrid chegando em Storybrooke e, anos depois, Emma surge na sorveteria e logo reconhece sua ex-mãe adotiva. A Snow Queen ainda piora tudo falando que sabia que Emma viria para lá e ficou esses anos esperando. Stalker? Nem um pouco, imagina. Mas antes da Emma pirar e ir embora, Ingrid apaga assim suas memórias do passado. Fiquei me perguntando porque ela não tentou se aproximar da Emma antes e só agora resolveu pôr seu plano em ação, mas acredito que ela estivesse esperando que a Emma estivesse mais confortável com seus poderes. Além de ela ter dado a sorte da Elsa aparecer por lá também, né?

Outra coisa que fiquei me perguntando foi como a Ingrid conseguiu os poderes dela nesse mundo quando no começo não tinha nada? Fiquei meio confusa, mas uma cena cortada do episódio entre a Ingrid e a Regina ajudou a explicar. Parece que ela trouxe somente as pedras da memória, apesar de não ter conseguido usar na Emma antes de ela fugir. E provavelmente os poderes dela voltaram quando os de todos voltaram depois da primeira maldição.

Voltando para o presente... Enquanto Emma e Elsa se encontram com a Snow Queen, Anna e Kristoff aparecem na praia. Anna acaba golpeando o noivo para ele parar de insultá-la, e assim finalmente encontra a carta de sua mãe. Mais uma vez vemos a Anna dos filmes sendo perfeitamente interpretada. A cena é simplesmente ótima: Anna, como sempre meio atrapalhada, tenta comemorar com Kristoff desmaiado por ter encontrado a solução da maldição na carta. <3

A princesa então corre para a 'caverna' da Snow Queen e fala em alto e bom som o conteúdo da carta para Elsa e Emma também. Nela, Greta conta às filhas tudo sobre Ingrid e fala o quanto se sente arrependida por ter feito o que fez com ela. A rainha fala que todos devem saber sobre a existência da irmã e que devem salvá-la da urna. Sim, uma verdadeira confissão de amor e essas palavras mexem bastante com a Snow Queen. A princípio, ela reage mal e machuca as três, mas logo se arrepende. E de tudo. Como sabemos a única forma de reverter a maldição é matando Ingrid, e apesar de pensarmos que talvez aja alguma outra alternativa, Ingrid resolve assim fazer o necessário para acabar com a maldição.

emma swanNo final, assim, acabam conseguindo a redenção da Snow Queen, que no fundo só queria o amor das irmãs.  Acho legal vermos que ela acaba devolvendo as memórias que tirou de Emma e Elsa, que, como ela previa, ia tornar muito mais difícil para elas a matarem. Assim, é interessante o questionamento de que a mágica não pode fazer alguém amar uma outra pessoa, quando de certa forma pode nesse caso. Elas já amaram Ingrid de alguma forma e ter suas memórias seriam uma maneira desse amor voltar. Aliás, um somatório disso com o sacrifício de Ingrid no final fizeram ela ser vista de um forma nova e melhor pelas meninas. Devo dizer que foi um final diferente do resto dos vilões também.

Apesar de talvez um pouco doentio e possessivo, acho legal a forma como a Snow Queen se relacionou com as duas. Com Elsa, ela a ensinou a controlar seus poderes e tentou ajudá-la a gostar dessa parte de si mesma; e com Emma, ela era como uma mãe e fez a garota se sentir parte de uma família. Até claro, ela querer as duas só para si e destruir o relacionamento delas com suas famílias. No final, no entanto, vemos que a vilã entende que elas conseguiram o que as tinha ajudado à obter no passado: Emma tem uma família e Elsa tem sua irmã de seu lado, além das duas controlarem seus poderes. Isto é, o buraco que a Ingrid tinha em sua vida, só seria preenchido por suas irmãs, assim como o buraco na vida de Emma e Elsa acabou sendo preenchido através do tempo por suas trajetórias. Mais uma vez a premissa de Once se conclui: ninguém nasce mal. E assim vemos que a Ingrid que se sacrifica por todos é a mesma que brincava com as irmãs nos jardins do palácio.

A maldição é assim quebrada. Amei a cena em que a Regina se pergunta que diabos está vestindo e todos começam a rir. É fofa demais. Fica claro o quanto eles mudaram desde àquela época, foi tanto que chega ser cômico, e assim vemos também o quanto são uma família agora. Não pude deixar de pensar que essa maldição traz a raiva presa dentro de cada um já existente, mas escondida. Isso significa que é realmente como eles se sentem em relação aos outros e que o "estar bem com o outro" é superficial? Bom, como a Anna disse, problemas e desavenças todos nós já tivemos, mas são pequenos. O amor que sentimos e a empatia nos faz não dar tanta importância, além de serem interpretáveis. A Anna mesmo fala que a pedrada que a Snow dá em Charming poderia ser uma coisa ruim, mas também poderia ser romântica.

shattered sight


















O melhor
Adorei o cabelo da Emma no flashback quando se encontra com Ingrid. Está idêntico à primeira temporada.
Hook todo feliz pela possibilidade da Emma ter dito que estavam juntos para o Henry.
Referências à Harry Potter. Por que não?
Momento fofo entre Charming, Snow e Regina, quando a maldição é quebrada.
Anna comemorando depois de encontrar a carta.
Momento em que a Snow Queen se sacrifica e devolve as memórias à Elsa e Emma. Além do paralelo das três irmãs: elas se foram e mais três se formaram (de certa forma) com Elsa, Emma e Anna.

O pior
O Henry ficou fazendo sei lá o q o episódio todo? E o Hook não achou ele? (Ok, é provável que o Killian não tenha se esforçado muito nessa procura pelo bem do Henry)

Nota 8,6

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1