Image Slider

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Review: Arrow 2x21 - "City of Blood"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "City of Blood", exibido no dia 30/04/14


moira funeral arrow

Moira morreu no episódio passado e, apesar do meu pedido para ela ser ressuscitada, parece que é para valer. Temos uma clássica e triste cena de enterro, em que aparece todo mundo menos Oliver e Sara, que estão sumidos.

Fiquei bastante feliz por vermos o Walter de novo, eu adoro ele e fico triste por ele quase não aparecer nessa temporada. Eu queria vê-lo mais no terceira, mas acho pouco provável. Temos até alguns momentos bem fofinhos entre ele e Thea, em que eles conversam sobre Moira e Oliver. Thea está um pouco chateada com o Oliver, porque pelo o que pegou da conversa entre ele e Slade, percebeu que eles se conheciam da ilha, Slade o odeia e o Oliver não disse nada. Concordo com Oliver precisa parar de mentir, mas, poxa, Thea, você nem sabe a história inteira. Pensa que o Oliver passou por uma experiência super traumática naquela ilha e que o que aconteceu lá obviamente foi bem complicado, então talvez contar sobre Slade não fosse tão fácil.

Além disso, Slade é mau e tem superpoderes, contar a verdade nem ia adiantar muita coisa. Talvez para o sequestro da Thea, sim, mas ele apenas teria usado a força e tudo bem.

Isabel faz uma visitinha à Thea, só para fazer aquela ameaça básica. Diz que o Verdant pertence à QC, então agora é dela e a Thea vai ter que sair. Argh, mal posso esperar pela morte da Isabel, será um dos momentos mais satisfatórios da série. De qualquer forma, Thea foi pega de surpresa, porque ela achou que poderia continuar ali para sempre e agora deve ter se arrependido de não ter assinado os documentos. Por falar neles, o que aconteceu? Eles perderam todo dinheiro mesmo, vai ficar por isso? Diante à sua falta de emprego, casa e família, Thea resolve sair da cidade... Porque isso faz todo o sentido, né? Não entendo pessoas que saem de cidade assim, tipo “Oi, vou morar em outro lugar e recomeçar do zero”. Você vai morar na rua? Você conhece alguém na outra cidade? Como você pretende viver?? Perguntas importantes que ninguém está fazendo.

arrow city of blood

Sem se preocupar muito em faltar o funeral da própria mãe e abandonando a irmã órfã, Oliver está desaparecido. Não sei porque alguém ainda se preocupa ou se surpreende, volta e meia ele some da face da terra. Mas como ele tem amigos legais, Diggle e Felicity se importam com ele o suficiente para continuar procurando-o. Com a ajuda de Waller, que achei que fosse ter alguma importância maior nessa temporada, mas parece que não, eles encontram Oliver no Foundry 2.0. Não entendi o objetivo dessa cena, talvez eles resolvam usar esse novo local na próxima temporada, já que perderam o Verdant, então não acho que vão poder continuar usando o Foundry assim. Aí para já explicar de onde veio esse novo local, eles colocaram essa cena? Vai entender.

Oliver está bem triste depois da morte da mãe e com umas tendências suicidas, o que nunca é bom. Ele diz que vai se entregar par o Slade, porque é assim que deve acabar. Tenho quase certeza que no episódio passado o Slade falou que alguém tinha que morrer antes do Oliver, ele estava se referindo a essa pessoa. Oliver, você acha que é assim tão fácil? Presta atenção! Se o Slade quisesse te matar, ele teria matado naquela hora, hello, ele tem outras coisas para fazer antes.

Felicity e Diggle tentam convencê-lo a não fazer uma burrice dessas, mas Oliver está irredutível. Juro que a cena do Oliver quase-suicida se repetiu umas três vezes no episódio. Ok, já entendemos, ele quer se sacrificar, nós sabemos que isso não vai acontecer, próxima cena, por favor. Chega até ao ridículo de termos uma cena do Oliver falando para o NADA, olhando os barcos. O Slade nem estava lá, estava falando sozinho, Oliver? Campanha para os personagens começarem a fazer terapia na próxima temporada, quem topa?

laurel arrow 2x21

Mesmo depois de todos os seus discursos dramáticos, Oliver não consegue se entregar para Slade, sendo sedado pelo Diggle antes e acordando no Foundry. E surpresa: Laurel está lá. É, parece que o Oliver não tinha entendido a dica no outro episódio e não sabia que a Laurel sabia. Mas a revelação foi até muito pouco dramática para os padrões Arrow, somente um “Slade me contou” “Ele te machucou?” “Não, ele queria machucar você”. E é isso, sem mais explicações. Você não vai perguntar sobre a sua irmã, Laurel? Você sabe já que a Sara é a BC e, mesmo de não soubesse, para você Oliver e Sara estão namorando ainda. Não vai nem perguntar por onde ela anda? Que família desequilibrada.

Laurel e Oliver têm um momento deles, em que conversam rapidamente sobre ele ser o Arrow, sobre Tommy e o passado. Fico feliz deles trazerem o Tommy de volta para a conversa, deve ser ótimo para o Oliver ter a Laurel reagindo assim ao seu segredo, sem nem se importar muito, já que nós sabemos como a reação do Tommy foi péssima. Laurel tenta convencer Oliver a se entregar, dizendo que o conhece (conhece mesmo, Laurel?), mas o que o faz mudar de ideia mesmo foi quando ela revela que Sebastian está trabalhando para Slade. Amém.

Adorei ver Laurel e Quentin trabalhando juntos para descobrir a verdade, apesar da investigação em si ter sido simples demais. E não é uma prova muito concreta, para falar a verdade, mas relevemos.
Depois de uma conversa estranha e desnecessário com Blood, em que ambos revelam suas identidades no meio de um restaurante e só, Oliver cria um plano. Oliver, Diggle e Felicity se preparam para ir à batalha ou algo assim, e Oliver manda Laurel ficar ali por segurança, mesmo ela não querendo. Quando vão aprender que mandar alguém ficar em um lugar contra a própria vontade sempre dá errado? Óbvio que a Laurel vai atrás deles.

O final foi corrido e com várias coisas acontecendo. Ao mesmo tempo, todos os personagens da série são colocados em perigo e o episódio acaba assim, no meio do nada. Tudo bem, cliffhanger, mas podia terminar de um jeito mais... terminado. Thea está na estação de trem, tendo gastado uma cena inteira só para perguntar porque não podia embarcar, informações obviamente muito úteis para os telespectadores, quando um dos caras do Slade faz todo mundo de refém. Um prisioneiro na estação de polícia faz o mesmo com Quentin. Isabel está quase matando o Diggle. Oliver e Laurel estão encurralados por milhões de pessoas e prestes a serem soterrados já que o Oliver disparou uma flecha pro teto. E Felicity... Está bem? Ela está sozinha no carro e recebeu uma ligação de Cisco, provavelmente para avisar que a cura está pronta. Imagino que no próximo episódio nós vejamos ela tentando ir pegar a cura sozinha, quando vai ser interceptada.

Melhor:
+ Team Arrow!
Laurel e Oliver conversando.
Walter de volta
Momento Olicity

Pior:
Muitas cenas desnecessárias
A parte da ilha está chata, só enrolação para coisas que nós já sabemos que vão acontecer.
Final do episódio muito abrupto


Nota: 8,0

2 comentários:

  1. Nossa nota 8,0 imagino que o seu momento site/fandom da Felicity com o Oliver seria os dois na cama no episódio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que "nossa", foi alta? Eu gostei do episódio, no total, apesar de seus defeitos, acho 8,0 uma nota boa.
      E não entendi seu comentário sobre a Felicity com o Oliver, o momento que eu me referi foi só a conversa entre os dois haha

      Excluir

 
UA-48753576-1