Image Slider

domingo, 13 de abril de 2014

Review: Reign 1x17 - "Liege Lord"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Liege Lord", exibido no dia 10/04/2014!



O episódio começa com Bash e Kenna tentando se entender depois do casamento. Afinal eles mal se conhecem e tem que lidar com a situação desconfortável, principalmente porque Bash sabe do caso de Kenna com o pai, e Kenna sabe do amor de Bash por Mary. Eles prometem assim deixar o passado para trás e tentar serem amigos, afinal, o casamento é para a vida toda.
Achei muito bom ver que ao longo do episódio, os dois se aproximam aos poucos. Bash acaba correndo à primeira chamada por ajuda de Mary e Kenna acaba no quarto do rei, apesar de ter um bom motivo para isso: estava ajudando Mary à encontrar um documento. Enfim, os dois acabam discutindo mais uma vez, afinal nenhum dos dois conseguiria fugir do passado de uma forma tão simples assim. Adorei o final do episódio com os dois. Bash a tira de um momento desconfortável com o rei e fala que, apesar de tudo, ela é mulher dele e ele sempre a protegerá. Sinto que algo pode acontecer entre eles, e fico contente, porque o casamento não pode ser desfeito e eles merecem ser felizes.

Fofos, não acham? Créditos
Já Lola teve problemas em aceitar o casamento com Lorde Julien. Eles parecem se dar superbem, mas o nobre acaba jogando a bomba que não quer ter filhos e que eles teriam que se prevenir. Mais um vez, vi a resolução de Mary e Lola indo por água abaixo... Estava com medo que fizessem nada dar certo até a Lola estar visivelmente grávida e não ter mais jeito. No entanto, Lola decide contar a verdade para o futuro marido e adorei ver como os dois estão próximos, entendem um ao outro e têm chances de serem felizes. Lorde Julien é fofo e continua querendo casar com ela, pois entende a situação em que ela se encontra.

Enquanto isso, Mary e Francis estão em uma festa, recebendo presentes, quando uma das 'ladies' de Catherine se aproxima de Mary. Ela pede ajuda e em troca fala de um documento escondido nos papeis do casamento de Mary e Francis, que dá à França poder sobre a Escócia, se Mary morrer sem um herdeiro. Mary fica revoltada e precisa saber a veracidade disso tudo. E ai que entra Kenna, que aceita ajudar, apesar de ter que passar por todo aquele nojo de estar com o Henry. Mary confirma suas suspeitas e, com a ajuda de Francis, monta um plano para destruir o contrato. Achei interessante ver que a mãe da Mary estava por trás de tudo também e eles não podem confiar em ninguém, mas fiquei com pena da Mary.

Bom, o plano então é deixar a notícia se espalhar pela Escócia, e para isso Mary se encontra com escoceses em uma festa, que funciona como fachada, no palácio. A princípio achei muito estranho ninguém perceber o que estavam fazendo, afinal umas dez pessoas somem da festa de repente, mas enfim... Amei ver as pessoas tão leais à Mary, foi como se estivessem esperando anos que ela assumisse o poder e finalmente ela assumiu a liderança. Achei muito legal como ela se sentiu mais forte com o apoio do seu povo, e a reação dela e do Francis depois foi ótima. Os dois ficaram estatelados, e Francis ainda aponta como uma rainha é vista de forma tão diferente nos dois países. A rainha na França é simplesmente a mulher do rei, enquanto na Escócia, ela é venerada e sinônimo de grande poder. É bom ver a Mary tomando conta do seu povo e em contato com eles.


Mas nossa alegria dura pouco. Ao longo do episódio, Catherine estava flertando com um escocês, que não sabia que ela é a rainha, e acaba descobrindo que Mary convocou uma reunião com os escoceses. A rainha da França acaba percebendo que Mary sabe do contrato e manda matar todos que estejam transmitindo a mensagem de Mary. Não vou nem explicar a cena, é simplesmente sangue para todo lado. Nossa, como senti pena da Mary. Ela fica arrasada e vemos que sua raiva por Catherine só aumenta. Entendo que uma rainha tenha que fazer sacrifícios, e que sempre haverão aqueles que morrerão por sua lealdade, mas o que a Catherine foi cruel.

Pelo menos temos nossa "vingança". Mary, passado o choque, ameaça Catherine com uma carta na manga: se a loucura de Henry se espalhar pela França, tudo viraria um caos. Adorei ver Francis apoiando a esposa, ao falar que nunca se sabe se Mary está blefando, afinal de contas, ela é a rainha da Escócia. Além de tentar tranquilizá-la, mais cedo, em relação ao filho/herdeiro que ainda não têm. Foi bom ver a Catherine tendo que se submeter aos comandos de Mary, além da escocesa se mostrar tão forte. Depois do momento fofo de Frary, vemos que realmente não era um blefe e Francis se sente ofendido. Mary explica que entre os dois países, ela sempre escolheria o dela. E devo dizer que estou preocupada com como a relação deles será agora que ela se posicionou desse jeito. Vamos esperar pelo melhor! Apesar da promo não ajudar muito com a cena de Mary falando que Francis se apaixonou por uma garota e não pela rainha que ela é. Estou ansiosa para saber o que vai acontecer.





















O melhor
+Mary e seus escoceses. Simplesmente amei a cena.
+Francis apoiando a esposa, não importa o quê.
+Bash protegendo a Kenna. O final foi fofo.
+Lorde Julien sendo super fofo e apoiando a Lola.
+A carta na manga da Mary.
+Catherine sendo uma rainha firme, apesar da sua escolha nem um pouco boa em relação aos escoceses.

O pior
-Apesar de amar sempre os vestidos da série e saber que não são tão certos em relação à época, acho que o vestido meio transparente da Kenna foi um pouco demais.
-Furos em algumas histórias: como ninguém reparar que os escoceses fizeram uma reunião com a Mary, ou o cara não saber que a Catherine é a rainha. Tipo oi?
-Henry sendo um idiota, principalmente com o Bash e a Kenna nesse episódio.
-Assassinatos dos escoceses.
-Clima estranho entre Francis e Mary na cena final.

Nota 8,0

2 comentários:

  1. Gostei da sua resenha.

    O rapaz não saber quem é a rainha é absolutamente normal. Naquela época não havia jornal, revistas ou internet, então a única maneira de saber como é o rosto de uma pessoa é conhecendo pessoalmente. Como era a primeira vez dele na corte francesa e penélope estava fazendo o papel de rainha, não tinha como ele saber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah q bom (: Brigada... É, bom, faz sentido haha mas é tão estranho, quer dizer, ninguém age mais como se a Catherine fosse a rainha...

      Excluir

 
UA-48753576-1