Image Slider

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Review: Once Upon a Time 3x16 - "It's Not Easy Being Green"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "It's Not Easy Being Green", exibido no dia 06/04/2014!


Começamos o episódio nos despedindo do Neal/Baefire. Todos estão arrasados e participam do velório. Cada um joga um pouco de terra no caixão como uma forma simbólica de dar adeus à esse personagem querido. A cena foi bonita e à cada terra caída, dava para sentir uma batida e um peso de tristeza. Queria talvez que alguém fizesse um discurso porque seria mais emocionante, não que a morte em si não tenha sido. Mas acredito que o Henry teria achado estranho qualquer discurso mais aprofundado, então tudo bem.

once upon a time


Vemos todos tentando lidar com isso, e Emma está preocupada que Henry não sinta nada ou se expresse, afinal nunca conheceu o pai, até onde ele sabe e lembra. Hook resolve ajudá-los e devo dizer que foi um gesto bonito. Apesar de não saber como fazer isso e não levantar suspeitas, vemos Hook tentando reproduzir com Henry seus momentos com Neal: andar de barco, usar um sextante e apreciar a vida de pirata. Vemos ele tentar animar o garoto, não só pela Emma, mas pela falta que deve sentir do pequeno Bae que conheceu. Ao longo do episódio, vemos esse interação inédita entre eles. No final, Hook acaba contando um pouco sobre o Neal ter perdido o pai também, mas senti que faltou um aprofundamento maior na história que Hook contou. Ok, o assunto pode ter avançado, mas não vimos isso.

Enquanto isso, muitas outras coisas acontecem. O foco do episódio é a rivalidade entre Regina e Zelena, por isso temos um flashback para entendermos um pouco mais do passado e do ódio de Zelena.  Ela chegou à Oz (adorei que fomos introduzidos a esse mundo) quando bebê, e apesar de não terem explicado ainda como a Cora teve a filha e o porque ela a deu, descobrimos como Zelena se transformou na Wicked Witch. Preciso comentar o quanto foi aleatório a cena dela bebê mexendo na árvore com magia. Anos se passam e seu pai adotivo a conta a verdade sobre sua paternidade. Então Zelena resolve pedir ajuda ao Mágico de Oz. Achei muito estranho ele ser uma sombra e "soltar" fogo em toda frase de efeito, mas digamos que no final isso se torna compreensível.

rumpel wicked witch



Zelena então é facilmente aceita no castelo e recebe um sapato que pode a levar para onde quiser (sim, igual aos famosos sapatos de rubi). Assim ela conheceu o Rumpel, que está treinando a Regina. Na época, ele estava a ensinando magia exatamente para lançar a maldição, porque, não sei porque, ele precisava que fosse uma filha da Cora para fazer isso. Ele então começa a treinar Zelena também e apesar de ter muito poder enquanto Regina ainda está aprendendo, ela tem um problema que não servirá para Rumpel: ela o ama. À principio, achei que ele falaria que ela não amava ninguém e por isso na parte da maldição que ela teria que matar a pessoa que mais ama, não teria ninguém. Mas de qualquer forma, era um problema para ele se a pessoa que ela mais amava fosse ele. Achei brilhante que a Zelena tenha se tornado verde por causa da inveja que sentia por Regina. Eu diria que os escritores resolveram levar "verde de inveja" ao pé da letra.

wicked witch


A Wicked Witch, revoltada, vai atrás do Mágico de Oz querendo voltar ao passado, e devo dizer que fui surpreendida ao ver que o mágico era uma farsa. Isso explica os efeitos grotescos, mas isso não me surpreendeu tanto quanto a pessoa que apareceu: Walsh! Sim, ele gosta de efeitos especiais e, vindo do Kansas, resolveu usar seus truques de circo para personificar o Mágico de Oz. Achei bem legal descobrirmos como ele virou um macaco voador, e foi, claro, Zelena que o transformou como um meio de ter alguém sempre leal à ela.

Já no presente, Zelena aparece na Granny's e revela à Regina que são irmãs, além de dar a Evil Queen um dia para verificar o fato e enfrentá-la ao pôr do sol. Fica claro mais uma vez que o bebê da Snow tem alguma participação nessa história e estou cada vez mais curiosa. Emma e os Charmings tentam ajudar a rainha, apesar dela não querer, e Belle tem a ideia de tentar quebrar o poder que Zelena tem sobre Rumpel. Devo dizer que a lógica foi falha, e adoro que o amor vença tudo, mas o poder da adaga foi maior dessa vez. Achei um tanto estranha a cena em que Belle está se esticando por nada, aparentemente, para chegar ao Rumpel no canto da cela. Sim, depois percebemos que era um campo invisível, mas a forma como Belle chega sabendo disso e depois sai correndo falando que Zelena estava brincando com ele, soou estranho e um pouco falso. Queria que a cena de Rumbelle se reencontrando fosse melhor que isso, mas as circunstâncias não ajudam. Dói ver Rumpel tão impotente, e repelindo um desejo de machucar a amada talvez, e Belle tão próxima do amado sem poder fazer nada também. Por um momento achei que ele fosse realmente fazer algum coisa contra ela.

once upon a timeEnfim, pouco antes de Zelena chegar, vemos Regina conversando com Tinker Bell, que também percebeu a tatuagem de Hood. Adorei as duas e é interessante ver a Regina se renegando à acreditar naquilo tudo e deixar o Daniel no passado, acredito. Nossa rainha logo descobre a verdade sobre a irmã através de uma carta, mas não quer compartilhar a informação. E ai entra nosso querido Robin Hood e devo dizer que os fãs de Outlaw Queen estão ficando cada dia mais felizes (eu inclusive).

Como sempre, ele aparece de repente achando que ela é uma ameaça. Claro, percebe que ela está chateada e usa seus truques de ladrão para roubar a carta. Claro, só lê quando ela deixa e é bom vermos que ele sabe que ela confia nele, por algum motivo misterioso. A carta fala de como Rumpel conheceu a primogênita de Cora e como ela é fantástica com a magia. Percebemos então que apesar de ter se tornado 'evil' e passado tanto tempo com aquele ódio no coração, Regina sempre achou que a carta falasse dela e se consolou ali inúmeras vezes. Ou seja, apesar de tudo de ruim que fez, uma parte dela continuou sendo aquela garota atormentada pela mãe. Hood tenta aconselhá-la da melhor forma possível e, apesar do atraso, Regia chega para a "reunião" com a irmã.

outlaw queen


As duas se enfrentam e quando Regina parece derrotada, Zelena vai atrás do coração da irmã, mas não o encontra. Afinal, tendo sido criada pela Queen of Hearts, Regina aprendeu a esconder o seu coração quando fosse à uma batalha. A Wicked Witch sai e percebemos que ela está à procura de ingredientes, e o feitiço final, você pergunta, é a segunda chance, a chance de refazer o passado. Me pergunto se Zelena tentou encontrar isso tudo nesse um ano que ninguém se lembra e alguma coisa deu errado. Aguardo explicações haha. Mais uma vez, temos um momento fofo entre Hood e Regina. Ele estava tomando conta de seu coração, e depois de perceber o quanto estava se privando do amor, Regina resolve dar seu coração para Robin guardar em segurança. Mais alguém viu a metáfora ai?? Não foi só literalmente, e pelo sorriso que ela deu ao confirmar que Robin está a devendo uma bebida, sim, nossa Evil Queen está aquecendo seu coração.

witcked witch evil queen




















O melhor
+A cara do Hook quando o Henry pergunta se um sextante é igual a um GPS.
+Momento entre a Emma e o Hook.
+Walsh ser o Mágico de Oz fajuto e depois virar o macaco voador foi surpreendente.
+O sentido literal de "verde de inveja" foi genial.
+Regina se abrindo com Robin Hood e dando seu coração à ele, literal e figurativamente. O fato dele confiar nele e dar uma nova chance ao amor foi um passo e tanto.
+Henry e Hook interagindo.
+Aw, já falei Outlaw Queen? <3


O pior
-Cenas estranhas como a Belle correndo do Rumpel e o Zelena bebê com a árvore.
-Descobrimos os planos de Zelena: mudar o passado, ou seja, quebrar uma das leis da magia. Faltou muitas explicações, além de como ela conseguiu a "receita" para essa tal maldição, se assim podemos dizer.
-Pouco aprofundamento na "história" que Hook contou para o Henry.

Nota 8,2

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1