Image Slider

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Review: Castle 6x20 - "The 70s Show"


Castle sempre me surpreendeu com os diferentes estilos de episódios, como o do documentário (foi incrível ver a interação dos personagens com as câmeras e você mesmo se assusta ao vê-los olhando para “você” – câmera) e  o “blue butterfly” (episódio em que os personagens ‘encenam’ a história do crime antigamente). O 6x20 definitivamente me lembrou desse estilo da série em trazer aos episódios um ambiente diferente e divertido de assistir. Então, eles inovaram e dessa vez nossa equipe se veste no estilo dos anos 70. E, não, não é Castle imaginando de novo, e sim, literalmente todos da delegacia se vestindo e agindo como na época.

Um cadáver é encontrado num concreto de 1978 e acabam descobrindo que o morto foi um famoso mafioso: Vince Bianchi. O chefe da máfia tinha um fiel companheiro (Harold Leone), que se torna a principal fonte de informações sobre os acontecimentos da noite do assassinato. Só tem um problema: ele ainda acha que estão em 1978 e pode ter um 'breakdown' se descobrir a verdade.


lanie parish



Foi no mínimo divertido ver todos tentarem agir como se fosse na época, e as roupas definitivamente chamaram atenção. Primeiro, o amigo de Vince não quer falar até ver o corpo, então Castle e Beckett se transformam, reconstroem o corpo do cara e até Lanie se veste com uma peruca 'blackpower'. Mas acabam sendo atacados à tiros por um cara, que queria silenciar Harold.

Mesmo depois disso tudo, o informante resolve cooperar e quer ir na delegacia para tornar a declaração formal. Mais uma vez, Castle tem a idéia brilhante de transformar a delegacia toda em anos 70. Claro que Beckett não gosta nem um pouco da idéia. A possibilidade do cara perceber que não é real é grande, mas tendo em vista que a Gates está fora, Kate está no comando e eles estão sem escolha, o plano é posto em ação. No começo do episódio tivemos um pequeno progresso (ou não) nos planos do casamento: Martha escolhe as flores e decoração para o altar, mas Beckett e Castle acham tudo um pouco... extravagante demais. Então, para melhorar o humor da mãe, que quer participar, Castle a chama para ajudar a delegacia com as roupas e etc. Martha, sempre levando tudo muito a serio, leva atores, scripts e vira o lugar de cabeça para baixo... Até Alexis está lá atuando. 

Adorei ver todos nessas roupas, ainda mais Esposito e Ryan. A dupla se veste como policiais famosos da época e chamam atenção do informante. Enquanto eles conversam com Harold, Castle e Beckett seguem os scripts de Martha e devo dizer que foi divertido ver os dois tentando. Tudo corre bem, até um celular tocar e Harold se dispersa. E mais uma vez, nossa equipe tem que ativar a memória dele,agora, levando-o à uma discoteca. Tudo acaba se resolvendo, afinal no fundo acredito que o cara soubesse que estava se enganando ao achar que estava nos anos 70.

A história de Vince e Harold evolui, e descobrimos a verdadeira relação entre os dois. O culpado não é ninguém que tenhamos visto mais de uma vez, mas não deixa de ser uma boa história. Apesar do caso em si não ter tido muita ação, é bom ver que as vezes o foco é em um informante, que pode dar a informação-chave para desvendar o caso. No fundo, Harold que achava saber quem era o assassino, acabou ajudando a pegar o verdadeiro culpado de certa forma. 
No final, todos comemoram ao estilo anos 70 e até Gates aparece por lá, mesmo depois da bronca por terem transformado a delegacia toda. Adoro ver nosso casal favorito observando os envolvidos no caso. Eles acabam se simpatizando com essas pessoas e ficando satisfeitos com a felicidade alheia.

caskett

O melhor
+Javier escorregando no carro, tentando imitar o documentário dos anos 70.
+Esposito e Ryan com suas roupas sendo confundidos com a dupla dos anos 70.
+Menção às dificuldades dos homossexuais na época e a importância de se casar e fazer alianças entre a máfia.
+Martha tentando ajudar com a decoração e flores. You tried.
+Captain Castle e Rookie Beckett. 
+Beckett chamando o Castle de "cupcake" e "captain".

O pior
-O episódio não teve nada demais em termos de história.
-Fiquei me perguntando como o cara achava que estava nos anos 70, mesmo vendo a rua e como os prédios mudaram.

nota 8,0

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1